Posts Marcados Com: Turismo em Miami

Miami Children’s Museum (Museu da Criança)

Em um dos nossos dias em Miami, passamos uma manhã no Children’s Museum, um lugar onde as crianças podem brincar e se divertir muito. O museu fica localizado na 980 MacArthur Causeway, a ponte que liga Miami a Miami Beach. Funciona diariamente das 10h às 18h e a entrada custa 18U$ para adultos e crianças. Apenas menores de 1 ano não pagam ingresso. Há um estacionamento em frente ao museu à base de parquímetro.

Miami Children's MuseumMiami Children's Museum

O museu tem dois andares e várias galerias interativas para os pequenos. É um local PARA as crianças, mas os pais acabam encantados e se divertindo muito com os filhos. A melhor parte do museu é, sem dúvida, o Kidscape Village, uma área que reproduz supermercado, banco, clínica veterinária e tantas outras situações vividas no nosso dia a dia. É uma verdadeira minicidade, onde as crianças brincam de ser gente grande.

Miami Children's Museum

No Health & Wellness Center, as crianças podem aprender sobre os cuidados com a saúde como alimentação saudável, prática de exercícios físicos e cuidados com a higiene oral, além de brincar num pequeno hospital.

Miami Children's Museum

Miami Children's Museum Miami Children's Museum Miami Children's Museum Miami Children's Museum

No Bank, os pequenos podem brincar como caixas de banco, desvendar o segredo do cofre e ainda se divertir em vários brinquedos interativos com números.

Miami Children's Museum Miami Children's Museum

O Supermarket foi a atração que os meninos mais curtiram. Um verdadeiro minimercado com vários produtos de plástico, carrinhos e cestas de compras, caixa registradora e muita opção para dar asas à imaginação da criançada. O legal é fazer uma listinha e dar para as crianças fazerem suas compras, em vez delas saírem pegando qualquer coisa aleatoriamente. Ao final, devemos nos lembrar de orientar os filhos a colocarem tudo de volta no lugar para que outras crianças possam brincar também. Quando chegamos ao museu, era bem cedo, logo após a abertura. Pegamos tudo organizado. Mas à medida que mais visitantes iam chegando, tudo foi se transformando numa zona. Não existiam funcionários organizando os ambientes, e muitos pais não tinham a preocupação de orientar as crianças a arrumarem a bagunça que faziam. Simplesmente pegavam tudo, tiravam do lugar, depois partiam para outra galeria deixando a bagunça para trás. No supermercado, por exemplo, vimos algumas crianças que colocavam as compras no carrinho, mas depois não recolocavam nos lugares, largando os carrinhos de compras cheios de coisas nos corredores. Isso era chato porque logo as prateleiras do mercadinho estavam vazias. 

Miami Children's Museum

Miami Children's Museum Miami Children's Museum Miami Children's Museum Miami Children's Museum

No Safety Zone, as crianças podiam ser bombeiros por um dia, com direito à roupa e tudo. Em muitas galerias, havia sempre na entrada um traje para os pequenos. No pequeno hospital, jalecos; na galeria de construção, capacetes; e assim por diante. Mais uma vez, algumas crianças pegavam as roupas e, ao tirar, não colocavam de volta ao lugar. O problema não são as crianças, mas os pais, né?

IMG_4601 IMG_4599 IMG_4604

No What’s New Galleria ocorrem as exibições itinerantes, que variam de uma época para outra. Quando fomos, os dinossauros eram a atração da vez.

Miami Children's Museum Miami Children's Museum Miami Children's Museum Miami Children's Museum

Ainda nesse primeiro andar, há o Ocean Odyssey, um pequeno aquário, e o The Sea and Me, uma área fechada, colorida e de chão emborrachado, voltado para crianças menores de 5 anos.

Miami Children's Museum Miami Children's Museum

No segundo andar, fica o Port of Miami, onde encontramos um grande navio. Podemos subir no cruzeiro e as crianças podem se caracterizar de capitão do navio.

Miami Children's Museum

Miami Children's Museum Miami Children's Museum Miami Children's Museum

Outro brinquedos que os meninos gostaram muito nesse local foi a corrida de barquinhos. 

Miami Children's Museum

Existe uma galeria repleta de ursos de pelúcia de todo o mundo, o You and Me and Teddy Bears Too. O Brasil estava devidamente representado. Nessa área, existem alguns brinquedos interativos, mas estava vazio. Pelo visto, não atraía muito a criançada.

Miami Children's Museum Miami Children's Museum Miami Children's Museum Miami Children's Museum

No World Of Music Studios, os pequenos podem experimentar diversos ritmos, tocar instrumentos, dançar e conhecer um estúdio musical.

Miami Children's Museum Miami Children's Museum

Existe uma grande galeria no segundo andar voltado para artes, onde as crianças podem pintar, desenhar, recortar e se sujar.

Miami Children's Museum Miami Children's Museum

De volta ao primeiro andar, perto da escada, existe uma área externa que tem um playground e, claro, Matheus e Gabriel não deixaram de lado.

Miami Children's Museum Miami Children's Museum

O Museu da Criança de Miami não é muito grande, mas tem várias atrações que garantem um bom entretenimento para quem está viajando com crianças. Passamos cerca de 3h no museu, e os meninos ainda queriam ficar mais. Já era hora do almoço quando seguimos para Miami Beach, que conto mais no próximo post.

 
 
(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

LEGOLAND Florida

Uma manhã em Winter Park e Scenic Boat Tour

Downtown Orlando

Fort Lauderdale, Palm Beach e West Palm Beach (pela A1A)

Relatos – Dia 1: Miami e chegada à Orlando (Turnpike)

Anúncios
Categorias: EUA, Miami, Viajando | Tags: , , , , , , , | 4 Comentários

Relatos – Dia 1: Miami e chegada à Orlando (Turnpike)

11 de dezembro de 2011

Saímos do Rio de Janeiro num voo direto e noturno da American Airlines com destino à Miami. Chegamos umas 3:30 da madruga e depois de muito andar naquele aeroporto, com direito a várias esteiras e até um pequeno metrô, passamos pela Imigração sem o menor problema e sem filas.

Aeroporto de Miami

Aeroporto de Miami

Miami aeroporto

Miami

Como estávamos todos usando a mesma camisa “Family Trip, o agente da Imigração já disse, FAMILY TRIP! Ele apenas perguntou quantos dias ficaríamos e fez o processo de digitais e carimbos dos passaportes e nos desejou boa viagem. Pegamos a bagagem, passamos pelo raio X e entregamos o formulário da alfândega.

Seguimos em direção ao Rental Car Center. Não precisou pegar shuttle, pois havia uma plataforma que ligava o aeroporto ao Car Center e é um monorail que faz essa conexão. Fizemos nossa reserva do carro com a Álamo com antecedência. O processo para retirada do carro é bem simples. No guichê da Alamo, eles apenas conferiram a reserva no computador, perguntaram se queríamos mais algum seguro (nossa reserva já tinha os seguros básicos, então respondemos que não), emitiram o formulário, assinamos e seguimos para garagem para escolher o carro. Nosso carro era o Toyota Siena de 8 lugares. Ficam todos os carros na garagem por categorias e a pessoa escolhe o seu. Tivemos que nos atentar porque os de 7 lugares estavam junto com os de 8 lugares. A chave fica no próprio carro e ninguém da locadora acompanha a pessoa na hora da escolha. Olhamos com calma os carros disponíveis e decidimos. Foi difícil conter a ala masculina, que já queria colocar o carro na mala (e não colocar as malas no carro).

Escolhendo o carro na Alamo

Nosso Carro

Tive uma certa preocupação com o porta-malas desse carro, já que iríamos seguir para Orlando, e acertei com todos de levarmos poucas malas, mas ainda assim fiquei com receio de não caber. No total, estávamos com 3 malas grandes (ia levar 2 malas e acabei levando só uma e não foi nada fácil colocar roupas de 2 adultos e 2 crianças em apenas 1 mala). Porém, quando vi o porta-malas do carro, percebi que podia ter trazido minha segunda. O carro é enorme. Coubemos todos os 8 passageiros confortavelmente e no porta-malas couberam todas as malas grandes e ainda algumas coisas pequenas.

Porta-malas Toyota Siena Viagem Orlando

Carro

Do aeroporto, saímos direto para o Walmart mais próximo (24h). O objetivo era comprar apenas lanches, água e, principalmente, as cadeirinhas do carro das crianças. Esse Walmart não é longe do aeroporto e, mesmo sem GPS, chegamos fácil. O problema foi manter a promessa que não iríamos gastar muito tempo nele para aproveitarmos mais o dia em Miami. Como aquilo é ENORME, foi bem difícil fazer o grupo manter um foco. Meu irmão ficava gritando: FOCO!! FOCO!!! FOCO!!!

Walmart Miami

Walmart

Tomamos café no Walmart mesmo e seguimos para um passeio pela cidade a partir do roteiro feito.

Primeira refeição em Miami

Primeira refeição em Miami

Fomos em direção a Coral Gables, conhecendo suas alamedas arborizadas e planejadas, onde os nomes das ruas são gravados em pedras brancas sobre a grama.

Coral Gabes Miami

Coral Gables

Paramos para tirar fotos em frente do Biltmore Hotel, que foi concluído em 1926.

Biltmore Hotel Miami

Biltmore Hotel

Ao lado, fica a Coral Gables Congregational Church com seu estilo barroco espanhol.

Coral Gables Congregational Church

Coral Gables Congregational Church

Continuamos conhecendo esse bairro seguindo em direção ao Coconut Grove.

Miami viajando com crianças

Paramos no CocoWalk, um shopping ao ar livre cheio de cafés, lojas, restaurantes, cinema e casa noturna. Mas foi apenas para tirar fotos porque era domingo e ainda estava muito cedo, logo com tudo fechado.

CocoWalk Miami

CocoWalk

Seguimos para Downtown, passando na frente do Vizcaya, a maior mansão da Flórida de 1916.

Downtown Miami

Downtown Miami

Nossa próxima parada foi no Bayside Marketplacecentro de lazer na marina de onde saem passeios de barco por Biscayne Bay.

Bayside Marketplace Downtown Miami

Bayside Marketplace

É um local com muitas lojas e restaurantes como o Hard Rock Cafe e Bubba Gump.

Hard Rock Cafe Bayside Marketplace Downtown Miami

Hard Rock

A essa hora, já estava tudo aberto e aproveitamos para comprar camisetas e lembrancinha de Miami. Foi também onde encontrei um stand da T-mobile e coloquei um chip pré-pago no meu iphone. Paguei 50 dólares (na época) e tive ligação local ilimitada, SMS ilimitado e Internet ilimitada. Podia usar por 30 dias em todo território americano. Tanto que usei em Miami, Orlando, New York e Washington DC sem o menor problema. O sinal era EDGE, mas não tenho do que reclamar, pois era bem rápido, até melhor que o nosso 3G.

Bayside Marketplace Downtown Miami

Como tínhamos pouco tempo, o passeio foi rápido, apenas para conhecer, e depois seguimos para Miami Beach. Estacionamos em local público com uso de parquímetro, mas paramos o carro de ré. Um senhor que passava veio nos avisar que precisávamos parar de frente porque os carros da Flórida só têm placa na traseira, e assim a polícia vê a placa do carro. Nunca havia percebido que os carros deles só tinham placa na parte de trás.

A placa do primeiro carro não é da Florida!

A placa do primeiro carro não é da Florida!

Aproveitamos para tirar foto na praia e almoçamos na Ocean Drive, passeando pelo bairro art déco.

Miami Beach Viajando com crianças

Miami Beach

Miami Beach Ocean Drive

Não tivemos tempo de passar na Lincoln Road, pois queríamos tirar foto no Holocaust Memorial, porém estava em reforma e acabamos nem parando. Como já eram 14h, resolvemos seguir viagem pra Orlando.

Miami

Fomos pela Turnpike e foi muito tranquilo, trânsito ótimo, estrada melhor ainda. Não paramos nos pedágios porque o funcionário da Álamo nos disse que os carros deles possuíam o sistema SUNPASS, como o SEM PARAR do Rio, e era só passar direto na faixa determinada e sinalizada que o pedágio viria debitado no nosso cartão de crédito.

Turnpike rumo a Orlando

Chegamos à proximidade de Orlando por volta das 18h, pegando logo a saída para Lake Buena Vista a caminho do nosso hotel, o Pop Century.

Chegada ao Pop Century Resort Disney Orlando

Chegada ao Pop Century

Nesse dia, encerramos com um jantar para comemorarmos o aniversário de 4 anos dos meninos no Chef Mickey’s.

Aqui o vídeo desse primeiro dia.
 
 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 

_____________________________________________________________________________

Posts relacionados:

Solicitando o visto americano

Hospedagem (os hotéis que já ficamos)

Relatos – Dia 2: Magic Kingdom

Vídeo – Dia 1 (Miami, chegada à Orlando e Chef Mickey’s)

Roteiro – 1 dia em Miami e 11 dias em Orlando

Categorias: EUA, Miami, Orlando, Viajando | Tags: , , , , , , | 15 Comentários

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: