Posts Marcados Com: Para Sempre

Resenha – ESTRELA DA NOITE, SÉRIE OS IMORTAIS 5 (Alyson Noel)

Resenha Estrela da Noite Os Imortais 5 Alyson Noel

Os Imortais 5

Título: Estrela da Noite

Título Original: Night Star

Autor: Alyson Noel

Editora: Editora Intrínseca

Categoria: Literatura Estrangeira/Romance Sobrenatural

Classificação: Young Adult

ISBN: 9788580570601

Lançamento: 2011

Páginas: 248

Esta resenha pode conter SPOILERS dos volumes anteriores da série (para ler as resenhas, clique PARA SEMPRE, LUA AZUL, TERRA DE SOMBRAS, CHAMA NEGRA)

Sinopse: Certa de que Ever é responsável pela morte de Roman, Haven está determinada a destruí-la. Seu primeiro passo é separá-la de Damen, e, para isso, conta com a arma ideal: um segredo terrível sobre suas vidas passadas, que lançará uma nova luz sobre o relacionamento de Ever e Jude. Obrigada a enfrentar seus maiores medos com relação ao companheiro que escolheu para a eternidade, Ever é lançada em um combate mortal contra Haven, que poderá significar a destruição de todos. É chegado o momento de se questionar: para sobreviver, ela seria mesmo capaz de condenar Haven à escuridão de Shadowland? E será que todo o seu futuro com Damen poderia mesmo depender de uma revelação do passado? Fonte: Saraiva

“O som da sua voz flutua sobre mim, dentro de mim, ao meu redor. Como um zumbido vago e distante que cruza oceanos, continentes e galáxias para me alcançar.”

Em Estrela da Noite, temos a autora preparando o leitor para o grande final e, finalmente, a resolução da ladainha de Ever e Damen. Isso foi algo que não gostei na série, essa ladainha sem fim, pois deixou a trama cansativa demais e limitou o romance. A autora nos traz um amadurecimento de Ever, que agora reconhece seu chacra frágil e seus defeitos. Assim, ela aprende a lidar com isso e passa a pensar antes de agir. Ótimo, finalmente consegui gostar um pouquinho da protagonista, mas ela ainda tem muito o que melhorar.

Houve um atrativo diferente neste livro que prendeu mais a atenção da leitura, o mistério sobre o passado de Damen. Algo que ele escondia de Ever e que Haven descobriu e passou a usar contra ele. A curiosidade de saber o que é e como isso vai afetar o relacionamento dele com Ever torna o livro interessante. Até certo ponto, pois logo que descobrimos, percebemos o quão bobo era. Ficou mal aproveitado, pois a autora conseguiu prender a atenção do leitor por boa parte do livro, mas não trouxe o desfecho que era esperado. Esse foco do livro também traz mais sentido quanto a participação de Jude na trama, que até então parecia meio perdido.

Haven aparece como a maior vilã da série e o livro gira em torno do duelo entre ela e Ever. Mas, sinceramente, a autora podia se manter mais fiel à sua linha de raciocínio porque acaba deixando as coisas confusas quando passa a inventar paralelos demais. (Início spoiler) O que matava, ou melhor, mandava a alma do imortal para Shadowland, era o golpe no chacra fraco. E quando Ever é atingida em seu chacra e deveria morrer… ela volta? E assim supera seu chacra fraco? Essas idas e vindas da autora que não consigo gostar. Deixam tudo ainda mais sem sentido. (fim do spoiler)

Sempre gostei de Miles, e agora ele ganha mais espaço, tem falas mais profundas e interessantes. Ever passa a agir com mais sensatez e consegue fazer com que não tenhamos tanta raiva dela. O final do livro é diferente de todos os anteriores, deixando algo de instigante para a continuação. E a esperança de que, finalmente, Infinito consiga resgatar o enredo criativo que Alyson Noel propôs em Para Sempre.

 
Outras resenhas aqui.
 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
 
Anúncios
Categorias: Lendo | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Resenha – PARA SEMPRE, SÉRIE OS IMORTAIS 1 (Alyson Noel)

Resenha Para Sempre Os Imortais Alyson Noel

Os Imortais 1

Título: Para Sempre

Título Original: Evermore

Autor: Alyson Noel

Editora: Editora Intrínseca

Categoria: Literatura Estrangeira/Romance Sobrenatural

Classificação: Young Adult

ISBN: 9788598078625

Lançamento: 2009

Páginas: 304

Sinopse: Ever Bloom morava com seus pais, sua irmã mais nova e seu cachorro Buttercup. Era uma típica adolescente, líder de torcida e garota popular da escola. Em um acidente de automóvel, ela perde toda sua família e tem que mudar toda sua vida. Vai para outra cidade para morar com sua tia, sua única parente viva. Tem que começar uma nova vida em outra escola e com novos amigos. Porém, nada é como antes. Ela adquiriu dons especiais após o acidente. Pode ver a aura das pessoas, ouvir seus pensamentos e saber sobre suas vidas com um simples toque. Isso faz com que se isole, fuja de qualquer contato humano e se esconda sobre seu capuz e seu fone de ipod no ouvido que diminui os sons das mentes ao seu redor. Então, ela conhece Damen, o aluno novo da escola. Ele é misterioso, faz aparecer tulipas do nada e tem a capacidade de silenciar todas as vozes que a perturbam. Ela não sabe quem ele é realmente, mas perto dele se sente normal novamente, sendo incapaz de resistir a paz que ele a proporciona. Desta forma, acaba se envolvendo cada vez mais com Damen e se apaixonando.

“Nem sempre fui essa bizarrice que sou hoje. Já fui uma adolescente normal, do tipo que ia às festinhas da escola, se apaixonava por celebridades e tinha tanto orgulho dos cabelos louros que jamais pensaria em prendê-los num rabo de cavalo ou escondê-los sob um capuz. Eu tinha mãe, pai, uma irmã caçula chamada Riley e uma cadela labrador amarela, fofíssima… Minha vida era completa, e o céu era o limite. Essa história de céu pode ser um tanto gasta, mas no meu caso, ironicamente, é também a mais pura verdade.”

Há muito tempo que eu queria ler esta série. Foi aquele tipo de atração pela capa de livro que é difícil de explicar, pois sempre que passava por uma livraria ficava encantada pela sua capa. A sinopse do livro gera uma curiosidade de saber do que se trata a trama. Não sabia sobre que tipo de imortais estavam falando. Seria mais um livro sobre vampiros? E por achar se tratar de mais um desse estilo, adiei cada vez mais a leitura da série por estar um tanto saturada dos sanguessugas. Mas o livro segue um caminho completamente diferente de imortalidade e surpreende. Mantendo-se na linha e nas características comuns dos romances sobrenaturais, traz uma temática sobre a qual ainda não havia encontrado na categoria. Senti um pouco de dificuldade para entrar na imaginação da autora, mas não se pode negar sua capacidade de criação e descrição dos ambientes, além de sua pesquisa para elaboração do livro. Alyson Noel aborda um assunto que eu tinha pouco conhecimento, o que me proporcionou algum aprendizado e já tornou a leitura compensadora.

Para Sempre é um livro narrado em primeira pessoa, pela perspectiva de Ever Bloom, uma típica adolescente. No início, já somos ambientados na vida de Ever após o acidente que matou sua família e mudou sua vida e, aos poucos, vamos entendendo o que ocorreu com ela no passado através de suas memórias. Fica claro que Ever é uma garota com problemas, não apenas os comuns da adolescência, mas paranormais e emocionais. Já Damen é o mocinho da história, com seu jeito misterioso e sedutor e que esconde um passado sombrio. Os amigos de Ever são Haven e Miles, que são os únicos que se aproximam dela na nova escola. São um exemplo de grupo dos excluídos. E, como toda história ambientada nos EUA, tem o grupo dos populares, onde sempre há aquela menina metida, líder de torcida, que namora o craque do time da escola, que se acha a melhor e resolve perturbar a vida de todos com bullyings. Enfim, o retrato estereotipado das High School americanas.

Ever é a protagonista mais sem graça que já encontrei até hoje. Ela é imatura, confusa e tem uma capacidade incrível de fazer besteira. Apesar de ser uma jovem sofrida e que enfrenta uma grande tragédia, é difícil identificar-se com ela e entender suas atitudes. Ela possui vários dons adquiridos após o acidente, como ver auras, ler pensamentos e saber o passado e futuro das pessoas através do toque físico. Além disso, consegue ver e falar com sua irmã de 12 anos falecida, Riley Bloom, a melhor personagem da história e responsável pelos diálogos divertidos que nos fazem sorrir. Haven é a melhor amiga de Ever, mas com uma amiga dessa quem precisa de inimigo? É chata, irritante, invejosa, tem sérios problemas de personalidade e sofre com a falta de atenção dos pais (ou melhor, é totalmente ignorada pelos pais, porque eles não aparecem durante toda a série, sendo inclusive estranho quando acontece algo com ela nos livros posteriores e os pais são como se sequer existissem). Miles é homossexual, sonha em ser ator, é divertido e se mostra mais companheiro e amigo de Ever. Sabine é a tia com quem Ever vai morar em Laguna Beach no estado da Califórnia. Ela é a adulta da trama, mas não é uma personagem cativante. É solteira, sem filhos, tinha uma vida centrada na carreira de advogada e de repente se encontra tendo que criar uma adolescente problemática. A vilã da trama é Drina e pouco sabe-se sobre ela durante a maior parte do livro além do fato que há algo de estranho nela e que ela tem algum envolvimento com Damen.

À princípio, também sabemos pouco sobre Damen, sendo isso o que prende a leitura, o interesse de saber o que ele é, qual a história que envolve seu aparecimento na escola e qual sua relação com Ever. Damen é descrito como perfeição de beleza masculina, que chama atenção de todos na escola, nunca come, apenas bebe um líquido vermelho estranho e faz aparecer tulipas vermelhas aparentemente do nada. Ever se aproxima de Damen intrigada pelo fato de não conseguir ler seus pensamentos nem ver sua aura. Ao mesmo tempo que sua presença traz uma paz por silenciar os demais pensamentos das pessoas ao seu redor, possibilitando-a experimentar uma sensação de normalidade como vivia antes do acidente.

Achei a escrita da Alyson Noel um pouco cansativa, apesar de usar uma linguagem simples, mas ela consegue envolver o leitor de uma forma geral. O foco do primeiro livro é o mistério sobre a Damen e seu relacionamento com Ever. Entretanto, é irritante a constante e repetitiva descrição dos sentimentos de culpa de Ever pelo acidente da sua família e da sua ideia de que deveria ter morrido também. Porém, nos livros seguintes, acabamos entendendo melhor o porquê desse sentimento e algumas respostas aparecem. O enredo não me prendeu muito durante boa parte do livro e achei os protagonistas fracos e pouco carismáticos.

Por outro lado, existe uma grande questão espiritual na história, além do esoterismo. Alyson traz alguns conceitos sobre reencarnação, vida após a morte, materialização, alquimia, magia, telecinese e mundos alternativos. Para mim, foi a parte positiva do livro que fez valer a pena a leitura desse e dos outros livros da série. A descrição de “Summerland” mostra o background da autora para o desenvolvimento da sua história. Ela fez um grande trabalho de pesquisa trazendo crenças do espiritismo misturados com a ficção da trama. Li uma reportagem da autora em que ela dizia que chegou a fazer hipnose de vidas passadas e participar de seminário de desenvolvimento de médium enquanto escrevia o livro. Esse é o maior mérito do livro que pode produzir uma identificação a muitos leitores. Por outro lado, o tema é diferente, o que pode entrar em conflito com crenças e religiões pessoais. Particularmente, achei muito interessante a abordagem da imortalidade, das almas, dos chacras, das auras, da reencarnação.

Portanto, Para Sempre é um livro infanto-juvenil voltado ao entretenimento e pode até agradar e divertir, trazendo um tema diferente e alguns conceitos interessantes, mas não dá pra exigir muito mais que isso.

“Perto dele tenho uma incrível sensação de paz, penso que sou uma pessoa normal outra vez”

 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
Categorias: Lendo | Tags: , , , , , , | 2 Comentários

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: