Posts Marcados Com: Nova Iorque

New Orleans – Mardi Gras World

Mardi Gras é o Carnaval de New Orleans e significa Terça-Feira Gorda, relacionado à terça-feira antes da quarta-feira de cinzas quando se inicia a quaresma. Ou seja, a terça-feira gorda é aquele dia da despida da comilança antes de começar a abstinência de preparação para a Páscoa. Mas no Mardi Gras de New Orleans a festa não se restringe à terça-feira. São vários dias de desfiles pelas ruas da cidade, que terminam exatamente na terça-feira de carnaval. É uma festividade gratuita, basta achar um lugarzinho na rua e curtir os desfiles de carros enfeitados com flores coloridas de onde pessoas fantasiadas jogam colares de contas e diversas outras bugigangas para o público que acompanha animado. O objetivo do Mardi Gras é apenas a diversão.

Entrada do Mardi gras world tour Area externa do galpão do Mardi gras world tour

Para saber isso e muito mais sobre o Mardi Gras, fizemos o tour pelo Mardi Gras World, um grande galpão onde são produzidos os carros usados nos desfiles. É bem interessante poder conhecer de perto os bastidores dessa festa.

Mardi gras world tour

O Mardi Gras World produz os carros de diversos grupos. Não é como aqui no Brasil, que cada escola de samba tem o seu barracão. Os blocos compram a estrutura do carro, que passa a pertencer àquele grupo, e a cada ano a decoração dos carros muda. Essa construção é feita no Mardi Gras World, que usa isopor para a fabricação das esculturas, cobertos com papel machê e, posteriormente, pintados à mão por um artista. Cada pintor fica responsável por pintar o carro todo.

Isopor das alegorias Mardi gras world tour

Isopor para produção dos carros

Em frente ao galpão, há um estacionamento que custa 10U$. Existe também a opção de um shuttle gratuito oferecido pelo Mardi Gras World, que busca os visitantes em pontos específicos no French Quarter e em alguns hotéis de Downtown. Para pegar o shuttle, basta ligar para o número 504-361-7821 e avisar o local e quantas pessoas necessitam do transporte. Segundo o site oficial, não é necessário agendar com antecedência. Nós não usamos o serviço.

Estacionamento Mardi gras world tour ônibus do Mardi gras world tour

Ao entrar, encontramos uma loja de souvenirs onde fica a bilheteria. Ao comprar os ingressos do tour, recebemos colares de contas característicos do Mardi Gras, que ficam de brinde, não precisando devolver depois do passeio.

Loja do Mardi gras world tour

Lojinha

Em seguida, vamos para uma sala onde podemos colocar fantasias para fotos. É divertido! O único problema é que o tempo para isso é curto e a nossa guia ainda nos apressou muito mais, de forma que quase não conseguimos tirar fotos. Também pensávamos que ficaríamos com as roupas durante todo o tour, tendo outras oportunidades para fotografar, mas antes de seguir para o “barracão” deve-se retirar as fantasias.

Fantasias no Mardi gras world tour

Fantasias

Fantasias do Mardi gras world tour

Quase nem conseguimos tirar foto fantasiados

Depois que vestimos as roupas, a guia já apressou para passar um vídeo, que tem duração de 15 minutos e conta a história do Mardi Gras, mostrando imagens e gravações da festa.

Mardi gras world tour

Sala de projeção do filme

Ao final, recebemos um pedaço de bolo, chamado King Cake (Bolo do Rei). Segundo a brincadeira, esse bolo é distribuído durante o Mardi Gras e dentro de alguns há um boneco de bebê. Quem achar o boneco dentro do bolo terá sorte durante o ano. Nenhum de nós achou. 😦

Bolo King Cake Mardi gras world tour

King Cake

Tivemos que retirar as fantasias (corremos para bater algumas fotos nessa hora) e seguimos para o galpão onde são construídos os carros. A guia vai nos contando todo o processo de produção, enquanto vemos alguns funcionários trabalhando.

Mardi gras world tour

Guia do tour

Trabalho no Mardi gras world tour

Trabalho no Mardi Gras

As fotografias são permitidas, sem flash, mas a guia pedia para a gente deixar as fotos mais para o final. Depois que ela terminou de rodar todo o espaço e deu todas as explicações, podíamos rodar por conta própria para tirar mais fotos, ficando no local o tempo que desejássemos.

Mardi gras world tour Mardi gras world tour Galpão do Mardi gras world tour

Flores dos carros alegóricos no Mardi gras world tour

Preparação das flores dos carros

Mardi gras world tour

Escultura Mardi gras world tour

Quando uma escultura é de alguém real, os detalhes como as tatuagens são igualmente reproduzidos

Fantasias Mardi gras world tour Mardi gras world tour

Retornamos para a loja e fomos para uma área externa que fica à beira do rio Mississippi. É um bom local para fotos.

Rio Mississippi no Mardi gras world tour

Rio Mississippi

O tour dura cerca de 1 hora e é uma ótima atração para a família toda. Mesmo os meninos, sem entender o inglês, adoraram ver todo o processo de criação daqueles grandes carros, além das esculturas de isopor de seus personagens preferidos. Garante a diversão para os pequenos.

Mardi gras world tour

Mardi gras world tour

Adoravam quando encontravam algum personagem

Vejam também:

Outras dicas de passeios com crianças em New Orleans.

Nosso roteiro completo dessa road trip

Mardi Gras World

Localização: 1380 Port of New Orleans Place

Horário de funcionamento: diariamente das 9:30 às 17:30 (tours a cada meia hora e o último tour sai às 16:30).

Ingressos: adultos – 19.95U$;

   crianças de 2 a 11 anos – 12.95U$;

– Militares possuem desconto que é extensivo aos brasileiros com a apresentação da ID militar.

 


(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

New Orleans – Onde ficar

New Orleans – Conhecendo o French Quarter com crianças

New Orleans – Preservation Hall (show de Jazz permitido para crianças)

Passeando por Indianápolis? Dicas de onde ir

Memphis – conhecendo Graceland, a casa do Elvis Presley

Nashville – o que conhecer na Music City

Anúncios
Categorias: EUA, New Orleans, Viajando | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

American Museum of Natural History, New York

Era nosso último dia de viagem e à noite sairia nosso voo de volta para o Brasil. No roteiro original, tínhamos dois objetivos programados, o Museu de História Natural e o Museu Metropolitano. Ambos estavam incluídos no CityPASS, portanto já pagos. A ideia era fazer o passeio por um, atravessar o Central Park, e ir no outro, já que eles ficam praticamente na mesma altura em lados opostos do Central Park. Depois voltaríamos para o Milford Plaza para pegar as malas e o Super Shuttle que nos levaria para o aeroporto e já estava agendado para 17:30. Tudo planejado? Mas os imprevistos acontecem e mais uma vez é o momento de ter flexibilidade e ajustar os planejamentos.

Resolvemos fazer o check-out do hotel para não sermos cobrados por mais uma diária. Acordamos cedo para agilizar tudo, as malas já estavam prontas, todos arrumados, mas o hotel estava muito movimentado e o processo de check-out não foi dos mais rápidos. Ainda tínhamos que descer toda a bagagem (que era muita) e deixar no guarda-volumes do hotel. Solicitamos ajuda para descer as malas, esperamos, esperamos, esperamos, e nada. Acabamos tendo que nos virar sozinhos. Isso também levou um bom tempo e ainda tinham as crianças para ficar de olho. O Milford guarda as malas, mas cobra uma taxa por volume deixado. Quando finalmente o check-out estava finalizado e as malas devidamente identificadas e guardadas, já eram mais de 11 horas da manhã. Não daria tempo de ir nos dois museus e tivemos que optar por um. Ficamos naquele conflito, até porque já tínhamos visitado o Museu de História Natural de Washington e pensamos em ir ao Met. Mas priorizando as crianças, e optamos mesmo pelo Americam Museum of Natural History e foi a melhor coisa que fizemos no sentido de que os meninos se divertiram muito. Entretanto, como não podia deixar de ser, estava LOTADO! E foi um verdadeiro jogo de paciência.

A frente do AMNH New York

A frente do AMNH

Fomos de metrô, a partir do Port Authority, linha C, até Museu de História Natural na 81st Street. Tem uma entrada para o museu direto pelo subsolo na saída do metrô. Só que a fila era tão monstruosa que nem conseguíamos identificar onde terminava. Tínhamos o CityPASS (os adultos), porém, no AMNH, criança paga entrada a partir de 2 anos. O preço da admissão geral do museu é sugerido (sem o planetário ou IMAX, que é cobrado uma taxa fixa). Era tanta gente, mas tanta gente naquele lugar, que não fizeram questão alguma da entrada dos meus filhos. Entretanto, acabamos não visitando o Rose Center nem fomos no Hayden Planetarium, que estava reservando horário e só havia disponível para depois das 16h. Na verdade, esse passeio foi mais para dizer que fomos, mas sem dúvida precisaremos voltar para conhecer com calma e sem tanta muvuca.

Americam Museum of Natural History New York

Onde está Wally?

America Museum of Natural History America Museum of Natural History

O AMNH é enorme, ocupando 4 quarteirões. Fundado em 1869, ele possui mais de 30 milhões de espécies e artefatos em 45 salões de exposições permanentes. Ocorrem também exposições temporárias que exploram assuntos culturais e científicos contemporâneos. Além disso, o museu atua no campo de pesquisas científicas, buscando a compreensão das culturas humanas, da natureza e do universo; e no campo da educação, divulgando informações de assuntos científicos para adultos e crianças (fonte: site do AMNH, link).

O setor que mais fez sucesso com os meninos foi o dos dinossauros. Não saberei descrever qual foi o percurso exato que fizemos, e sequer conseguimos visitar o museu todo, simplesmente porque eu mal conseguia me localizar ali dentro. Éramos meio que levados pelo fluxo de pessoas e resolvemos curtir do jeito que desse.

America Museum of Natural History Nova Iorque America Museum of Natural History America Museum of Natural History New York

O museu tem 5 andares. O andar do subsolo é o que tem a entrada direto pela estação do metrô. Nesse nível, fica a praça de alimentação e o Salão do Universo. No primeiro andar, dentre todos os salões, os que mais gostamos foram: o dos mamíferos da América do Norte, que é impressionante o trabalho feito no habitat desses animais e a pintura de fundo, que é uma verdadeira obra de arte dando uma tremenda sensação de profundidade como se víssemos o horizonte; o da vida marinha, com as enormes baleias; e o salão dos meteoritos. Os meninos também gostaram bastante da parte dos indígenas e da evolução humana. É também nesse andar que fica a sala do cinema IMAX.

America Museum of Natural History

Prestando atenção em tudo

American Museum of Natural History

Salão dos Indígenas

Já no segundo andar, vimos os mamíferos africanos e os mamíferos asiáticos com a mesma perfeição de ambientação já citada, e as diferentes características dos povos asiáticos, africanos, da América Central e da América do Sul. Nesse andar, o que mais chamou atenção das crianças foi a parte das aves mamíferas. É nesse andar que fica o Hayden Big Bang Theater, que é um teatro bem diferente onde as pessoas precisam olhar para baixo para um tela côncava onde passa uma apresentação sobre o Big Bang. Infelizmente, nós não conseguimos assistir.

Americam Museum of Natural History New York America Museum of Natural History

Americam Museum of Natural History New York

No terceiro andar, temos mais de mamíferos africanos, mas a diversão das crianças foi no salão dos primatas. Nesse andar também encontramos exposição de pássaros, povos indígenas, répteis e anfíbios.

America Museum of Natural History

Meus macaquinhos!

America Museum of Natural History

Adoraram o salão dos primatas

O quarto e último andar é exatamente pelo qual recomendo começar a visita, pois é onde estão os dinossauros que a garotada adora.

Americam Museum of Natural History New York America Museum of Natural History America Museum of Natural History America Museum of Natural History America Museum of Natural History

Resumindo, é um passeio maravilhoso para fazer com criança em New York. Meus filhos se divertiram muito, brincaram e aprenderam. Dá para ficar facilmente um dia inteiro ali dentro, pois mal vimos as horas passarem e ainda deixamos de visitar muitas coisas ou passamos rápido por outras. Saímos do museu já mais de 15h e nem havíamos almoçado. Logo atrás do AMNH, na esquina da Columbus Ave com a 77th Street, tem uma Shack Shake, e fomos comer algo antes de voltar para o hotel. Foi o tempo certinho de pegar as malas e o Super Shuttle chegar para nos levar ao aeroporto. Era o fim dessa inesquecível viagem em família.

Veja também os vídeos:

New York (parte 1)

New York (parte 2)

FIM!

FIM!

 
 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
_______________________________________________________________________________

Posts relacionados:

Circle Line Cruise – Passeio de Barco em NYC

Washington D.C. – um bate e volta de trem a partir de Nova York

Roteiro – 6 dias em Nova York e 1 dia em Washington D.C.

Rockefeller Center e Top of the Rock

Viajando – Post-índice

Categorias: EUA, Nova York, Viajando | Tags: , , , , , , , , | 1 Comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: