Posts Marcados Com: @mor

Resenha – EMMI E LEO, A SÉTIMA OND@ (Daniel Glattauer)

Resenha Emmi e Leo, A sétima ond@ Daniel Glattauer

Emmi e Leo, A sétima ond@

Título: Emmi e Leo, A sétima ond@

Título Original: Alle Sieben Wellen

Autor: Daniel Glattauer

Editora: Suma de Letras

ISBN: 9788581051369

Categoria: Literatura Estrangeira/ Romance

Ano de Lançamento: 2013

Páginas: 168

Esta resenha contém SPOILERS do volume anterior (para ler a resenha, clique: @MOR)

Sinopse: Em @mor, o escritor e jornalista austríaco Daniel Glattauer se utiliza dos princípios dos romances epistolares – trocas de cartas – com uma roupagem contemporânea: o contato virtual. Ao contar a fortuita atração mútua entre os jovens Leo Leike e Emmi Rothner por meio de conversas por e-mails e os sentimentos que desenvolvem um pelo outro, o autor utiliza pontos de vista alternados para contar uma inusitada história de amor. Emmi & Leo é a sequência dessa história tão intrigante quanto inusitada e que surgiu por erro de endereçamento no envio de um email. Na atual etapa, Leo Leike retorna de Boston após uma longa ausência, e é recebido por uma caixa de emails lotada de notícias de Emmi Rothner. O sentimento dos dois não mudou, e eles reiniciam a troca de mensagens. Só que agora Leo está namorando a americana Pamela, e Emmi continua casada. A orgulhosa Emmi e o tímido Leo nunca estiveram tão próximos, e ao mesmo tempo tão distantes. Daniel Glattauer reconquista os leitores e a crítica internacional com seu peculiar olhar sobre as relações amorosas dos tempos atuais.

“Te trago sempre comigo, a atravessar todos os continentes e todos os cenários de sentimentos, como ideal de desejo, ilusão da perfeição, conceito de amor supremo.”

Fiquei enlouquecida com o final (revoltante) de @mor e nem parei para respirar antes de começar a ler Emmi e Leo, A sétima ond@. Precisava saber como o autor ia resolver o que me parecia um beco sem saída em que ele se colocou. Mas claro que sempre há um caminho.

Nada muda na proposta do livro, todo escrito através de emails. Mas o relacionamento de Emmi e Leo atinge um novo patamar. Agora eles estão mais cientes dos sentimentos que os envolve, desejam se conhecer fora do mundo virtual e por mais que lutem para ficarem afastados um do outro, acabam sempre arrumando uma desculpa para um “último” email ou uma “última despedida”.

Temos uma longa passagem de tempo desde que Leo foi para Boston. Durante esses 9 meses, Emmi continuou tentando alguns contatos, obtendo apenas uma resposta automática como retorno. Porém, quando Leo volta e reativa seu outlook, eles logo percebem que esse tempo não foi suficiente para mantê-los separados, nem para apagar os sentimentos que Leo tenta manter trancados a sete chaves. Em A sétima ond@, temos uma série de encontros e desencontros na vida desse casal, que passa por avalanches de emoções e dúvidas. Achei a escrita do autor mais profunda nesse livro, trazendo uma história mais intensa e íntima, deixando evidente o amadurecimento e o autoconhecimento dos personagens. Ele também lança questionamentos interessantes como, por exemplo, o que é a traição?

Nesse livro, Daniel deixa espaço para criatividade de cada leitor. Algumas coisas acontecem fora da nossa “visão” já que todo livro é narrado pela troca de emails. Então, não sabemos o que aconteceu nos encontros reais de Emmi e Leo, deixando uma enorme curiosidade. Pouco é explicado nos emails e acabamos tendo que apelar para nossa própria criatividade para completar as lacunas. É uma forma diferente de ler um livro, e gostei da experiência.

A sétima ond@ é um livro bem curto, simples e super rápido de ler. Não achei melhor do que @mor, até porque, em vários momentos, começou a ficar cansativo, mas finaliza bem o romance virtual de Emmi e Leo.

“Sempre apenas a sétima onda. Ela é despreocupada, inofensiva, rebelde, varre tudo e constroi tudo de novo. Para ela não há um antes, apenas um agora. Depois dela, tudo é diferente. Melhor ou pior? Só alguns podem julgar, aqueles que foram apanhados por ela, que tiveram coragem de se entregar a ela e de deixar se enfeitiçar.”

 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
_____________________________________________________________________________________

Post relacionados:

Resenha – A PRIMEIRA VISTA (Nicholas Sparks)

Resenha – CONFIE EM MIM (Harlan Coben)

Resenha – EASY (Tammara Webber)

Resenha – CANTE PARA EU DORMIR (Angela Morrison)

Outras resenhas

Anúncios
Categorias: Lendo | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Resenha – @MOR (Daniel Glattauer)

Resenha @MOR  Daniel Glattauer

@MOR – Daniel Glattauer

Título: @mor

Título Original: Gut Gegen Norwind

Autor: Daniel Glattauer

Editora: Suma de Letras

ISBN: 9788581051246

Categoria: Literatura Estrangeira/ Romance

Ano de Lançamento: 2ed/2013

Páginas: 188

Sinopse: Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista. Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro. O único obstáculo real é a insegurança de ambos quanto à transformação da fantasia em realidade. O austríaco Daniel Glattauer dá nova vida à tradição epistolar em @mor, primeiro de dois romances que exploram um relacionamento sustentado basicamente em trocas de e-mails. Fonte: Editora Suma de Letras

“Escrever é como beijar, só que sem os lábios. Escrever é beijar com a cabeça.”

Quando li a sinopse de @mor, fiquei super curiosa. Queria saber como o autor ia segurar toda uma trama apenas com troca de emails. Mas confesso que fiquei um pouco insegura em começar a leitura achando que poderia ser um livro entediante. Acabei devorando todinho em 1 dia e já iniciei a sequência, Emmi e Leo, a sétima onda, de imediato.

A proposta de @mor é bem diferente. Ele é todo escrito a partir de emails. Tudo começa quando Emmi manda um email por engano para o endereço eletrônico de Leo, desejando cancelar a assinatura de uma revista. Leo acaba respondendo e informando o erro. Algum tempo depois, Emmi volta a enviar um email para Leo ao tê-lo incluído na sua lista de emails coletivos desejando boas festas de fim de ano. A partir daí, Emmi e Leo começam a se comunicar através dos emails, inicialmente de forma ingênua, despretensiosa e descontraída, mas, aos poucos, acabam desenvolvendo um relacionamento virtual cheio de altos e baixos. Tudo é muito gradativo e o autor soube construir muito bem essa crescente de envolvimento entre eles.

É muito interessante como Daniel Glattauer nos passa a personalidade dos personagens apenas através das suas escritas nos emails. Aqui não há narrativa tradicional, nada de diálogos, nada de estar dentro dos pensamentos dos protagonistas. Entretanto, a história não fica nem um pouco superficial. Tudo o que sabemos sobre Emmi e Leo é o que eles compartilham um com o outro nos emails, mas a emoção em cada palavra é palpável. Sabemos quando a resposta aparenta mágoa, raiva, alegria, tristeza… Vivemos, através de cada email, os ciúmes, as confusões de sentimentos, as dúvidas, a atração. E nos apaixonamos pelos personagens da mesma forma que eles se apaixonam um pelo outro. Isso mostra a força que tem a palavra escrita. Por outro lado, não gostei nada da forma como a trama acontece, porque existe uma terceira pessoa envolvida, e isso sempre gera um conflito de crenças e questões morais.

Não quero entrar nas características físicas, nem na personalidade, nem em qualquer detalhe sobre os dois personagens porque acho que o mais interessante da experiência que esse livro nos proporciona é exatamente entrar na história da mesma forma que os personagens, sem saber absolutamente nada um sobre o outro. E, então, ir conhecendo-os da mesma forma que um vai conhecendo o outro, e mergulhando nos sentimentos, nos empecilhos, na atração mútua e em cada palavra trocada.

@mor é um livro pequeno, rápido de ler, que prende, envolve e intriga o leitor. Traz um romance contemporâneo totalmente viciante. Ao final (bem abrupto), é impossível não iniciar imediatamente a sequência Emmi e Leo, A sétima ond@ para conhecer o desfecho dessa inusitada relação virtual.

“Eu gostaria tanto de beijar você. Tanto faz como você é. Eu me apaixonei por suas palavras.”

 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
______________________________________________________________________

Posts relacionados:

Resenha – A ÚLTIMA CARTA DE AMOR (Jojo Moyes)

Resenha – FIQUEI COM SEU NÚMERO (Sophie Kinsella)

Resenha – EASY (Tammara Webber)

Resenha – NÃO HÁ DIA FÁCIL (Mark Owen)

Outras resenhas

Categorias: Lendo | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: