Macapá

Transferência para Macapá?

Para quem está pensando em vir ir morar em Macapá e quer mais informações sobre a cidade, vou falar como foi a minha experiência. Prometo que vou tentar ser o mais imparcial possível… mas sincera.

Quanto ao quartel, o 34° BIS, não tenho sobre o que escrever porque não sou eu o militar e não me envolvo com essa realidade. Mas se alguém quiser colocar alguma informação relevante nos comentários, esteja à vontade.

34º BIS Macapá

34º BIS

1 – Informações gerais

A capital do estado do Amapá é a única capital brasileira banhada pelo rio Amazonas, cortada pela linha do Equador e que não possui ligação por rodovia a outra capital.

Rio Amazonas Macapá

Rio Amazonas

O clima é Equatorial, com temperaturas que variam pouco durante todo o ano. Ou está chovendo, o que refresca um pouco (apenas na hora que está chovendo), ou está um calor insuportável. E chove bastante durante o primeiro semestre. Eu estranhei muito quando cheguei, pois o tempo estava aberto, com sol a pino, quando, de repente, escurecia tudo e caía aquela chuva. Quantas roupas recém centrifugadas ficaram encharcadas no varal! Olhava para o céu e pensava: “vai secar bem rápido com esse sol”. Poucos minutos depois… não dava mais tempo de correr para tirar a roupa. E parecia que a chuva tinha marcação comigo porque ela esperava exatamente a hora que ia sair de casa para me pegar. Por exemplo, quando ia deixar as crianças na escola. Pode visualizar a cena: descer do carro com guarda-chuva, duas crianças, duas mochilas, duas lancheiras e apenas duas mãos. Claro que terminava que nem as roupas no varal… Ou quando ia deixar os meninos na natação. Olhava o céu para ver se era o caso de levá-los para a piscina e estava tudo aberto, sem nuvens, sol brilhando. Quando estacionava o carro no SESC… adivinha? CHUVAAA! Mas a natação acontecia de baixo d’água mesmo, afinal, chuva é algo tão comum na cidade que se for deixar de fazer algo por causa dela ninguém sai de casa. Então, lá descia eu com guarda-chuva, duas crianças, bolsa, toalha e apenas duas mãos. O pior era que eles entravam na água e se molhavam, lógico. E lógico que logo depois parava de chover. E mais lógico ainda era o fato de que eu, que não estava na piscina nem nada, tinha que esperar a aula acabar toda molhada.

Já no segundo semestre, aconteceu o que achei impossível. Senti falta da chuva! JURO! É muito quente! E quase nada de água caindo do céu. A grama some e tudo fica marrom. Estar em casa só com ar-condicionado, item imprescindível em Macapá. Coloquei na casa toda, até na sala, ou ninguém conseguiria assistir TV. Nesse período, eu só queria que chegasse dezembro para voltar a ser molhada pela implicante chuva.

Sol e Chuva arco-íris Macapá

Sol e Chuva

No Estado do Amapá, a hora é a mesma de Brasília, exceto no período do horário de verão. A voltagem é 127 volts. Costumam ter quedas de luz, mas que não demoram muito a voltar. Telefone fixo é da Oi e Embratel, mas nem instalei em casa, ficando só com celular. Na capital e vizinhanças, celular tem cobertura da Oi, Vivo, Claro, e TIM. O meu chip TIM pegava onde queria e quando queria. 😉

Internet é uma questão à parte, pois não há nada via cabo. Dizem, eu disse DIZEM, que estão trazendo uns cabos de fibra ótica da Guiana Francesa, com previsão ainda para 2013, mas descobri que previsão é algo complicado na cidade (tirando por um tal shopping que desde que cheguei tem previsão de inaugurar… e nada!). Então é melhor contar logo com 3G ou sinal via rádio ou satélite. Coloquei 3G nos celulares e Ipad e pegava bem, mas não em todos os lugares da cidade. Também não é dos mais rápidos, mas cumpre o objetivo de uma pesquisada rápida no google e redes sociais quando está fora de casa. Dizem, D.I.Z.E.M, que está para chegar 4G. Em casa, colocamos o sinal via rádio e aqui está a facada no bolso. Nós pagávamos 199,00 para 600 Kbps e era quase à manivela. Impossível carregar arquivos mais pesados, baixar filmes, ou querer que o sinal wi-fi pegasse na cozinha (estando o modem na sala). Mas nem tudo são más notícias. Recentemente, melhorou! Antes, o máximo de internet rápida era 2 megas e podia chegar a 600,00 reais. Agora, 2 megas está 199,00, e 10 megas, 600,00. Já consiguia baixar episódio de uma série, por exemplo (filme já é querer demais!), e até usar o wi-fi na cozinha (quando ele quer colaborar). É uma melhora, não tem como negar.

Televisão por assinatura, também, apenas a via satélite como Sky e Claro TV. O sinal é bom, mas é comum a perda do sinal quando chove forte.

Aeroporto de Macapá

Aeroporto

Os feriados regionais são: 4 de fevereiro (aniversário da cidade), 19 de março (São José, padroeiro da cidade) e 5 de outubro (criação do Estado do Amapá). Mas para viajar para outros estados, só de avião ou barco. Os voos saem diariamente com destino a Belém, onde fazem escala ou conexão para as diversas cidades brasileiras. As companhias aéreas são GOL, TAM e Azul. As passagens não são baratas, mas é possível encontrar algumas promoções, principalmente para Belém (+/- 100,00 o trecho), sendo uma boa oportunidade para passeio na cidade. E quem pretende viajar nos grandes feriados, deve comprar passagem com antecedência. Fim do ano nós queríamos passar o Natal com nossas famílias e ficamos esperando para acertar a questão das dispensas no quartel. Acabamos ficando em Macapá porque não havia mais passagem, ou as poucas que ainda encontramos eram absurdamente caras e valia mais a pena ir para o exterior do que para o Nordeste. Pode-se chegar à Belém também por via fluvial em barcos de passageiros através do rio Amazonas e seus afluentes. A viagem dura 20 horas (ou 12h em um tipo de embarcação mais rápida).

Única esteira do desembarque aeroporto Macapá

Única esteira do desembarque  (desatualizado)

2 – Lazer

Esse foi um dos quesitos que dificultou minha adaptação a Macapá. Senti muita falta de uma livraria grande como uma Saraiva, ou de um shopping, por exemplo. A cidade tem o Macapá Shopping, mas, para muitos, pode ser mais uma galeria. Nele, você encontra algumas lojas como Contém 1g, Boticário, Chilli Beans, Carmen Steffens, City Shoes, entre outras. Na praça de alimentação, opções como Bob’s e Spoleto. Não, nada de Mcdonald’s. Pois é, que o diga meus filhos que perguntavam: “mamãe, falta muito para voltar pro Brasil?”; e quando dizia que estávamos no Brasil, eles logo rebatiam: “Não mamãe, o Brasil que tem Mcdonald’s”.  No shopping, há também um daqueles parques com fliperamas e brinquedos para a garotada, o Amazon Fantasy. No cinema, há 2 salas, sendo uma delas 3D. No térreo, tem o supermercado Fortaleza. Enfim, não deixa de ser uma opção de divertimento na cidade. Esse shopping está em ampliação e ficará bem melhor e maior (atualização – já foi inaugurado). Outra boa notícia é que há outro shopping para ser inaugurado, o Amapá Garden, que fica na estrada que liga Macapá a Santana, uma cidade vizinha (também já inaugurado). A previsão de inauguração já mudou tanto que nem arrisco dizer nada.

Shopping Macapá

Além do cinema do shopping, há ainda o Imperator 3D com outras 2 salas, sendo uma 3D, e, inclusive, eu acho melhor que o cinema do Macapá Shopping. A pipoca de lá é bem gostosa.

Há também opções de vida noturna como boates e bares, mas não conheço muito. Algumas boas opções de restaurantes que gostávamos para um almoço de domingo eram a Peixaria Amazonas (destaque para o bolinho de pirarucu. Lado positivo: a vista do rio. Lado negativo, a demora no serviço), o Estaleiro (destaque para os pratos de camarão. Lado positivo: a decoração. Lado negativo: a fila de espera) e a Aqua (destaque para as massas. Lado positivo: o ambiente. Lado negativo: o preço). Outras opções são Cantinho Baiano, Palmistes e Caramel, ou os restaurantes self-service dos mercados como o Favorito. Gostamos também de comer pizza, principalmente na Companhia Paulista. Outras opções de pizzaria que frequentávamos eram a Casa da Pizza, a Estrela de Davi e a Zero Grau, todas com alguns brinquedos no parquinho para crianças. Os meninos gostavam muito de comer tapioca na Chocolate com Tapioca e, embora os preços sejam altos se comparados com as tapiocarias do Nordeste, no sabor são gostosas e bem recheadas (destaque para a tapioca de camarão rosa). Para sorvete, tem a Santa Clara no Trapiche e a Sorveteria Jesus de Nazaré. Para sanduíche, o X do Sul. Há uma creperia, o Rafa’s Crepes, mas não gostava porque o crepe é tão sem graça e o serviço, insuportavelmente lento. Deu para ver que uma das coisas que mais se faz em Macapá é comer!

Parque do Forte Macapá

Parque do Forte

Para as crianças, tem-se a opção do Complexo Beira-Rio, onde há um pequeno trecho de rua fechada que serve para andar de bicicleta, e também vários pula-pulas infláveis que cobram 3,00 reais por sete minutos. No Parque do Forte, tem um parquinho público bem cuidado. Outra opção é o Pulalá, um buffet infantil que abre também para público cobrando 20,00 para 3 horas nos brinquedos. Há ainda o clube militar, a Toca da Onça, que tem piscina de 25m, piscina infantil, quadra de vôlei, campo de futebol, academia de musculação e churrasqueiras; o SESC, que tem convênio com o Exército para diversas atividades esportivas; e a AABB.

Beira-Rio

Beira-Rio

Na cidade, há ainda um pequeno parque aquático na Zona Norte e um boliche. Falamos mais dos pontos turísticos de Macapá aqui.

3 – Escolas e faculdades

As principais escolas particulares são a Conexão Aquarela (fica um pouco mais afastada dos PNR), a Escola Intergênius, Colégio Equipe, Podium e Colégio Santa Bartolomea. Só posso falar do último que é onde meus filhos estudaram, mas quem tiver informações sobre as demais, ou outras que não citei, pode ajudar colocando nos comentários.

Área interna do Colégio Santa Bartolomea Macapá

Área interna do Colégio Santa Bartolomea

Nós viemos do Rio de Janeiro para Macapá e senti muito o nível escolar das crianças. O Colégio Santa Bartolomea atende desde a Educação Infantil até o Ensino Médio e vale pela estrutura física, que é realmente muito boa. É uma escola enorme, com ginásio, parquinho e um pequeno zoológico. Não tenho nada de negativo a falar das instalações da escola. Já o ensino, deixa a desejar, principalmente para as crianças maiores e adolescentes de acordo com comentários que já ouvi de outras mães. Na Educação Infantil, eles têm aulas de informática e inglês e é possível tirar o atraso de ensino ajudando também a criança em casa. Eu comprei alguns livros e fazíamos um reforço com os meninos nos fins de semana. Eles acompanharam muito bem a turma, porque já estavam adiantados. Por exemplo, na turma do I Período (o Jardim 1), eles já sabiam todas as vogais e os encontros vocálicos quando vieram do Rio e em Macapá as crianças estavam começando a ver as vogais. No II período, achei que deu uma melhorada (acho que porque a professora era bem melhor), mas só vou ter real noção se defasaram muito ou não quando nos mudarmos de novo.

Colégio Santa Bartolomea Macapá

Colégio

Um grande déficit da cidade é a oferta de creches. Quem depende delas para trabalhar tem um grande obstáculo. As escolas não possuem regime integral e a solução seria tentar outro estabelecimento para deixar os filhos no outro turno. Entretanto, não há. Bom, na verdade, existir, existe, mas eu não recomendo as únicas duas que achei. Deixo meus filhos em creches desde os 7 meses, mas estou acostumada com estabelecimentos de qualidade e com profissionais responsáveis e não foi o que vi.

Com relação à faculdade, tem-se a Universidade Federal do Amapá, que oferece cursos de graduação nas seguintes áreas: Arquitetura e urbanismo, Arte, Ciências Ambientais, Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Física, Direito, Educação Física, Engenharia Elétrica, Farmácia, Economia, Educação Artística, Enfermagem, Jornalismo, Geografia, História, Letras, Licenciatura intercultural indígena, Matemática, Medicina, Pedagogia, Relações Internacionais e Secretariado Executivo. Além de alguns cursos de pós-graduação e mestrado. Outras opções são Universidade do Estado do Amapá (UEAP), Sistema Educacional Do Amapá (SEAMA), Faculdade de Macapá (FAMA), Faculdade Atual, Faculdade META. Para pós-graduação, há também a opção de uma filial do IBPEx.

4 – Assistência Médico-Hospitalar

Não há Hospital Militar em Macapá, e sim um posto de saúde (formação sanitária) no 34° BIS com médicos, dentistas, farmacêuticos e técnicos de enfermagem para atendimento clínico geral. Para emergências, laboratórios, exames e demais atendimentos especializados, o convênio é com o hospital particular da cidade, o São Camilo. Acontece que todos os demais planos de saúde também são direcionados para lá e o hospital vive lotado. Há também o Hospital da Unimed, mas não escutava falar bem de lá. Eu possuía o plano de saúde da Amil quando cheguei, mas não tinha uma boa cobertura e acabei cancelando. Muitas vezes, acabei recorrendo a atendimento particular ou porque o Fusex não cobria determinado médico ou pela espera ser grande. Agora, por falar em espera, o tempo gasto nos consultórios médicos é um verdadeiro chá de cadeira, já que as consultas são sempre marcadas por ordem de chegada. O mesmo ocorre com exames. Cheguei a passar 6 horas no São Camilo para fazer um ultrassom. De uma forma geral, considero a assistência médica de Macapá muito deficiente.

5 – Custo de Vida

O custo de vida não é barato em Macapá. Não há zona franca e as importadoras encontradas no centro da cidade são de produtos simples e de baixa qualidade. Há um Duty Free, o Top Internacional, onde pode-se encontrar alguns produtos importados de qualidade (relógios, óculos, bolsas e perfumes franceses) com alguma pequena redução de preço.

Os produtos em geral são caros, como roupas e calçados. Com relação a alimentos, encontra-se a maioria das marcas e artigos, porém o que acontece algumas vezes é você gostar de determinada marca e de repente parar de encontrá-la por alguns meses. É como se acabasse o estoque de determinado produto e tivesse que esperar um bom tempo até chegar a balsa com a próxima carga. Pois é, nada de estradas, lembra? Então, tem que se contentar com as outras opções. O mais caro são as frutas e verduras. Uma pequena bandeja de morango pode custar uns 24,00 reais. Fazer dieta em Macapá também não é tarefa fácil, já que a oferta de produtos é limitada. Sintia falta de um pão integral como da Nutrela, ou Seven Boys. As principais redes de mercado são: Favorito, Santa Helena e Fortaleza. Tem, também, um Atacadão, o Maracá.

6 – Deslocamentos

O trânsito é tranquilo. Estou falando no sentido de congestionamentos. Não se gasta muito tempo para chegar aos locais, nada de engarrafamentos e é possível fazer várias coisas no dia. Também é fácil se orientar na cidade que é toda quadradinha.

Por outro lado… é necessário muita atenção para dirigir em Macapá. As ruas são cheias de cruzamentos sem sinal de trânsito, os quais muitos loucos cruzam de qualquer jeito. Há uma enorme quantidade de motos e bicicletas por todos os lados, que fazem um pouco de tudo no trânsito, são imprudentes e não respeitam as leis básicas. É muito comum o uso de mototáxi na cidade, o que aumenta a quantidade de motos por todos os lados. A impressão que dá é que a maioria dos motoristas de moto não possui carteira de motorista, tamanha as barbáries que se vê nas ruas. Cuidado, eles adoram ultrapassar pela direita!

ruas de Macapá

A parte estrutural também deixa a desejar. As sinalizações de trânsito são precárias ou ausentes. Nunca se pode confiar na preferencial de um cruzamento (Acredite! Por experiência própria!). As ruas são muito esburacadas, principalmente no período de chuvas. Há um total descaso da prefeitura quanto a isso. Portanto, não compre um carro zero na mudança para Macapá.

Muito bom que há respeito à faixa de pedestre e os automóveis param para as pessoas atravessarem. Só que o pedestre acha que a faixa possui um dispositivo de última geração que, no momento que ele pisa (ou mesmo quando ele pensa em pisar), é emitido um sinal para o motorista e ele imediatamente consegue parar o carro. Então, cuidado para não atropelar alguém na faixa, porque ele simplesmente levanta a mão e continua andando, e o motorista que dê seu jeito de parar o carro.

7 – Emprego

É comum as esposas de militar irem com a esperança de conseguirem trabalhar. Entretanto, é uma ilusão achar que conseguir emprego em Macapá é mais fácil do que em outras cidades. É tão difícil como em qualquer outra. Não se deve colocar esse ponto como critério para a transferência. Mesmo na área de saúde, não há qualquer garantia. Talvez as meninas que lutaram tanto nessa área possam falar melhor do que eu.

8 – Moradia

Há PNR para Oficiais, Subtenentes e Sargentos, todos com três quartos, sala, cozinha, banheiro, garagem e quintal. No total, são 21 PNR para Oficiais, localizados nos bairros Jesus de Nazaré e Centro; e 47 PNR para Subtenentes e Sargentos, localizados nos bairros Santa Rita e Alvorada. O tempo máximo de espera de PNR para oficiais é de um ano, e para sargentos, de dois a três anos, mas isso pode variar de acordo com a chegada e saída de militares.

pnr

Para aqueles que têm condições de abrir mão do trânsito, podem ter boas chances de conseguir PNR imediatamente. Nós pagamos 1 ano de aluguel e posso falar que conseguir uma boa casa, pequena, simples e com boa localização, não foi tarefa muito fácil. Os valores são elevados. O mais comum na cidade são casas, pois não há muitos prédios, então tem que levar em consideração a segurança e o local, já que muitas vezes acabamos sozinhas na cidade. Para quem vai alugar, pode gastar entre 800,00 a mais de 1300,00 reais dependendo da localização e do tamanho do imóvel (e aí, lá se vão os 20%…).

9 – Conclusão

Pessoalmente, não tive a melhor das experiências em Macapá. Porém, não necessariamente isso tem a ver totalmente com a cidade. Inúmeros fatores podem influenciar na adaptação a determinado lugar. Algumas ideias sobre a transferência para Macapá acabam sendo meras ilusões como possibilidade de economizar algum dinheiro, ou conseguir emprego, ou ir para a França a preço de banana (os voos saindo de Caiena não são mais baratos como se diz por aí). Nada disso é totalmente verdade. Bom, a não ser no último caso, se você considerar que estar na Guiana Francesa é estar na França. Então é realmente fácil, basta pegar a estrada de Macapá para o Oiapoque, uns 560 Km, a qual ainda não está toda asfaltada; depois atravessar o rio de balsa, porque a ponte, que já está pronta, ainda não está liberada (já que o Brasil não cumpriu sua parte no acordo até o momento). E pronto, você está em território francês. Outra opção é ir até a capital Caiena para conhecer.

Portanto, Macapá está longe de ser das piores cidades, tem seus lados positivos e negativos como em qualquer outro lugar do mundo. Achei uma cidade tranquila para morar, mas, muitas vezes, tranquilo até demais. Eu, particularmente, gosto mais dos grandes centros urbanos, mas para quem gosta de uma cidade pequena, pode se adaptar bem a Macapá. Não é uma cidade com grande violência urbana, mas tem seus problemas de segurança como qualquer outra. Para mim, o pior de Macapá foi a sensação de estar ilhada, de não poder pegar o carro e viajar para outros estados. No primeiro ano, a adaptação pode ser mais difícil; no segundo, acostuma. E logo já está na hora de ir embora… de novo.
 
 
 
Atualizando – Comentário do Marcus Vinicius em 16 de agosto de 2014
[…] já inaugurou o Garden Shopping, bastante espaçoso, com ótimas salas de cinema em 3D, Macapá shopping tbm está reformado e bastante confortável, agora o Cine Imperator bem melhor e tem uma loja Geek no andar de cima, com algumas ruas totalmente asfaltadas, e com relação à rede de ensino, o colégio Equipe é um dos melhores, não é tão grande quanto ao colégio Santa Bartolomea, mas o ensino é bastante bom, com ótimos professores. E a rede de saúde, realmente, ainda por aqui, só o Hospital São Camilo, para não demorar no atendimento, aconselho o plano Geap, pois com ele, vc não demora muito para ser atendido, já tem tbm o uso de fibras ópticas, com relação a internet, mas é um pouco caro para desfrutar desta velocidade, mas há outros planos de internet, por exemplo, o daqui de casa é Wi-Fi, R$120,00 com capacidade para assistir filmes, vídeos, jogar, ler, etc. Com relação as passagens de avião, realmente, ainda continuam caras, mas é só comprar com antecedências, já Mcdonalds, ainda não tem por aqui, pois o dono da rede falou q só abriria aqui em Macapá quando tivesse um milhão de habitantes, e com relação a livrarias, não tem Saraiva, mas tem a Nobel, q é uma boa livraria, e nacional como a Saraiva. E o aeroporto, está reformado, com novas esteiras e confortável, sendo somente provisório, pois ainda está em construção o novo aeroporto, mas não deixa de ser confortável. […]
 
 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)

_____________________________________________________________________________

Posts relacionados:

Macapá

Belém do Pará

Gramado

Porto Alegre

Solicitando o visto americano

Categorias: Macapá, Macapá, Transferências, Viajando | Tags: , , , , , | 32 Comentários

Macapá – o que conhecer no extremo norte do Brasil

Nunca pensei que conheceria o extremo norte do país se não tivesse vindo morar em Macapá. Mas que tal conhecer a única capital brasileira que é cortada pela linha do equador e banhada pelo rio Amazonas? Bom, não sei se alguém viria para Macapá apenas para fazer turismo, até porque não vejo investimentos na área turística da região, mas se alguém, como eu, acabou caindo de paraquedas pelas redondezas, ou está recebendo um parente que veio fazer uma visita rápida, é bom saber alguns pontos para visitar na cidade.

– Fortaleza São José de Macapá

Teve sua construção iniciada em 1764 e levou 18 anos para ser concluída. Foi tombada como Patrimônio Histórico Nacional em 1950. Está localizada no centro da cidade, às margens do rio Amazonas. É aberto à visitação gratuita de terça a domingo das 9 às 18h. Pode acompanhar um guia turístico que explica sobre a história do Forte. Na área externa, encontra-se o chamado Parque do Forte, área usada para caminhadas, piqueniques, ou para apreciar a vista do rio nos decks panorâmicos. Tem, também, um parquinho para crianças onde o Matheus e o Gabriel adoram brincar.

Interior da Fortaleza de São José Macapá

Interior da Fortaleza

Fortaleza São José de Macapá ao fundo

Fortaleza São José de Macapá ao fundo

Vista do rio Amazonas Macapá

Vista do rio Amazonas

Parque do Forte Macapá

Parque do Forte

– Marco Zero do Equador

Um monumento que marca a linha imaginária que divide a terra em dois hemisférios. É uma experiência interessante estar com um pé no hemisfério Sul e outro no Norte. Nos meses de março e setembro, pode-se observar no obelisco, de aproximadamente 30 metros de altura, o fenômeno do Equinócio. Não se esqueçam de levar um ovo para testar a lenda de que o ovo se equilibra em pé sobre a linha do equador. Fica aberto diariamente das 9 às 20h.

Marco Zero do Equador em Macapá

Um pé no hemisfério norte e outro no sul

– Trapiche Eliezer Levy

É como um píer que se estende 400m sobre o rio Amazonas e oferece uma bonita vista. Tem um bonde elétrico que leva ao final, onde se encontra um restaurante (nunca frequentei o restaurante, mas já andei no bonde quando estava com preguiça de caminhar). O que mais gostamos ali é uma sorveteria com sabores diferentes que são bem gostosos. Adoro o de cupuaçu, o de nutela e o de carimbó (castanha do Pará com doce de cupuaçu). Do Trapiche, pode-se observar a Pedra do Guindaste, cerca de 300m da margem do rio. Sobre ela, há uma imagem de São José, o padroeiro da cidade.

Trapiche Macapá

– Complexo Beira-Rio

Beira-Rio Macapá

Beira-Rio

A região em volta do trapiche que é uma área de lazer bem procurada da cidade, com alguns quiosques de restaurantes e choperias, carrocinhas vendendo batata frita (super – hiper – oleosa! Nunca comi, mas só o cheiro causa enjoo), alguns brinquedos tipo pula-pula inflável para as crianças e uma pequena parte de rua fechada onde as pessoas andam de bicicleta, patins, etc (alugam algumas bicicletas no local). À margem do rio, se estende uma calçada que é muito usada para caminhadas.

– Casa do Artesão

É o centro de artesanato da cidade de Macapá, onde são expostos e comercializados produtos à base de vime, madeira, argila, penas, entre outros elementos retirados da natureza, tanto dos artesãos locais como dos indígenas.

– Museu Sacaca

É um museu ao ar livre onde é possível conhecer mais sobre a forma de viver dos povos tradicionais da Amazônia. O local reproduz em detalhes as casas e o dia a dia dos indígenas, ribeirinhos e castanheiros. É bem interessante. Seu horário de funcionamento é de segunda a sexta das 7:30 às 11:30 e das 14:30 às 17:00; aos sábados das 15:00 às 18:00. Entrada franca.

Museu Sacaca Macapá

– Encontro com os Botos

Nós fizemos um passeio de barco pelo rio Matapi para encontrar os botos rosas. Oferecido por uma agência de turismo local, o valor por pessoa foi 80,00 reais e teve duração de 2 horas e meia. É um passeio lindo e super recomendado. Tive medo de acabar não vendo boto algum, mas a quantidade de botos é enorme. Quem quiser, pode mergulhar perto deles, mas essa experiência eu pulei, não suporto entrar na água escura do rio e não saber o que está acontecendo perto das minhas pernas. Cada doido com sua mania. Fora que eu morro de medo de peixe, então mergulhar em qualquer lugar que seja não é atividade para mim. Mas… Matheus e Gabriel não puxaram a mãe. Ao final, ainda apreciamos o pôr do sol.

Encontro com o boto rosa rio Matapi Macapá
 
passeio de barco pelo rio Matapi boto rosa Macapá
 
Fora da cidade, ainda há algumas opções turísticas, mas não chegamos a conhecer (sou mais urbana!). Como questão informativa, para quem tiver interesse, vou colocar o que pesquisei:

– Praia da Fazendinha, localizada a 16Km de Macapá, banhada pelo rio Amazonas, tem opções de restaurantes com pratos típicos.

– Pororoca, fenômeno natural produzido pelo encontro das correntes de maré com as correntes fluviais. O termo pororoca vem do Tupi Porórka, gerúndio de porórog, que significa estrondar. Ocorre de 12 em 12 horas com mais intensidade na época das chuvas (janeiro a maio e setembro) durante as luas nova e cheia. A altura das ondas varia de 3 a 6 metros, sendo muito utilizada para prática de surf. O acesso pode ser:

Rodoviário

  • BR-156, a 1h30, em Ferreira Gomes.
  • BR-156, com entrada no Km 50.
  • AP-070, pela rodovia do Curiaú, a 2 horas.

Fluvial

  • de voadeira, a 3 horas, em Ferreira Gomes.
  • em embarcação de médio, pela foz do rio Amazonas até a foz do rio Araguari, de 15 a 18 horas.

Aéreo

  • De Macapá, em voo de 50 minutos, até a pista de pouso localizada na Fazenda Santa Isabel.

– Cachoeira de Santo Antônio, localizada município de Laranjal do Jari, a 270 Km de Macapá, tem uma queda d’água de 30 metros de altura, cercada pela floresta tipicamente amazônica. O acesso se dá a partir do rio Jari.

– Cachoeira Grande, localizada entre os municípios de Amapá e Calçoene, a 302 km de Macapá, é formada por corredeiras sobre formações rochosas, sendo uma área boa para banho. O acesso é feito pela BR 156.

 
 

Quer saber como foi a experiência de morar em Macapá? Falamos sobre nossa Transferência para Macapá. 


(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 

_____________________________________________________________________________

Posts relacionados:

Belém do Pará

Oiapoque

Porto Alegre

Gramado/Canela

 

Categorias: Brasil, Macapá, Macapá, Viajando | Tags: , , , , , | 5 Comentários

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: