Cusco

Peru com crianças – Cusco (conhecendo a cidade)

No nosso primeiro dia em Cusco, era feriado de Corpus Christi e a cidade estava em festa. Claro que também estava LOTADA! A Plaza de Armas mal dava para enxergar além da multidão. Por isso, deixamos para conhecê-la depois.

Plaza de Armas, Cusco, Peru

Mal dava para ver a Plaza de Armas

Plaza de Armas, Cusco, Peru

Multidão em Cusco

Cusco era a capital do império inca, que dominou a região por dois séculos. Atualmente, é a capital turística do Peru, recebendo milhares de pessoas de todas as partes do mundo. A arquitetura traz uma mescla de características espanholas do período colonial juntamente com elementos incas. As ruas estreitas ainda de pedras conferem um charme pitoresco à cidade, que foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1983. A Plaza de Armas é LINDA!! A fachada renascentista da imponente Catedral ao lado da também bela Iglesia de La Compañia ganha destaque na paisagem cercada pelas montanhas andinas. Quando finalmente conseguimos caminhar pela Plaza de Armas depois do feriado, pudemos contemplar toda a beleza do local.

Catedral e Iglesia de la Compañia na Plaza de Armas de Cusco

 Plaza de Armas de Cusco

Plaza de Armas, Cusco, Peru

Plaza de Armas

Monumento no centro da Plaza de Armas, Cusco, Peru

Monumento no centro da Plaza de Armas

A Plaza de Armas era usada pelos incas para cerimônias e festivais, como o Festival do Sol, conhecido como Inti Raymi, que ocorre na cidade todos os anos. Antigamente, essa festa era realizada na Plaza de Armas, mas agora ocorre na área do Sacsayhuamán, uma antiga fortaleza inca nos arredores de Cusco. Quando fizemos o City Tour, vimos as montagens da estrutura do festival.

Estavam montando o local que ocorre a festa

Estavam montando o local que ocorre a festa

A Plaza de Armas também foi palco de vários fatos históricos como a reivindicação de Cusco para a Espanha por Francisco Pizarro, ou a decapitação de Túpac Amaru, o líder da resistência indígena. A praça é extremamente bem cuidada e limpa, com grama verde e canteiros floridos, mantendo o patrimônio histórico conservado.

Plaza de Armas, Cusco, Peru Plaza de Armas, Cusco, Peru

Ao redor da Plaza de Armas, podemos encontrar diversas lojas (artesanato, roupa, prataria), agências de viagens, restaurantes, fast foods (há um Bembos, famosa rede de fast food no país, e um McDonalds). É também da Plaza de Armas que saem os ônibus turístico de 2 andares, mas nós não chegamos a fazer.

Aproveitamos que a Catedral estava aberta e fomos conhecê-la. A obra da igreja durou praticamente 100 anos, sendo feita de granito vermelho trazido da fortaleza de Sacsayhuamán. O interior da Catedral é deslumbrante, com ouro e prata coloniais e obras da Escola de Arte de Cusco. Ainda pelas festividades de Corpus Christi, a Catedral estava repleta de enormes imagens dos santos católicos, mas o interessante era que todos são customizados segundo a cultura local. 

Catedral, Cusco, Peru Catedral, Cusco, Peru Catedral, Cusco, Peru

Cusco é uma cidade bem maior do que havíamos imaginado, mas a parte turística não é tão grande e dá para conhecer praticamente tudo caminhando. Próximo à Plaza de Armas, encontram-se alguns museus (cujas entradas estão incluídas no Boleto Turístico Integral):

Museo Municipal de Arte Contemporáneo: aberto de segunda a sábado, das 9 às 18h.

Museo Histórico Regional: de segunda a domingo, das 8 às 17h.

Descendo pela Avenida Sol, a principal rua do Centro Histórico, encontramos, além de restaurantes, farmácias, casas de câmbio e etc, a Municipalidad de Cusco, dentro da qual fica a COSITUC Central, onde podemos comprar os Boletos Turísticos.

Avenida Sol, Cusco, Peru

Avenida Sol, Cusco

Boleto Turístico Cusco  Cusco, Peru

Ao lado da COSITUC, dentro do mesmo prédio, está o Museo de Arte Popular (segunda a domingo, 9 às 18h), um dos únicos que fomos autorizados a tirar foto.

Museo de Arte Popular, Cusco, PeruMuseo de Arte Popular, Cusco, Peru Museo de Arte Popular, Cusco, Peru

Seguindo pela Av Sol, chegamos ao gramado do Qorikancha, o Templo do Sol. Nós visitamos o interior do Templo durante o City Tour. Com entrada pela Av Sol há uma descida para o Museo de Sítio del Qorikancha, que funciona de segunda a domingo, das 9 às 18h. A visita ao museu está incluída no Boleto Turístico, já a visita ao Templo não está, sendo preciso pagar um boleto próprio no valor de 10 soles.

Museu de Sítio del Qorikancha, Cusco, Peru

Museu de Sítio del Qorikancha

Do outro lado da avenida, próximo ao Qorikancha, fica o Museo Qosqo de Arte Nativo, que funciona de segunda a domingo, mas apenas das 18:30 às 20h. Não chegamos a visitar.

Centro Qosqo de Arte Nativo, Cusco, Peru

Outro grande atrativo da Av Sol são os Mercados Artesanais. Passamos por vários enquanto caminhávamos.

Caminhando pela Av Sol, Cusco, Peru

Caminhando pela Av Sol

Painel da Av Sol, Cusco, Peru

Painel na Av Sol

Cusco, Peru

Um dos Mercados de Artesanato de Cusco

Artesanato de Cusco, Cusco, Peru

Artesanato de Cusco

Resolvemos seguir até o final da avenida e ir ao Centro Artesanal de Cusco, que é maior e fica bem em frente a uma pracinha com uma grande cascata de água (não tem como não encontrar).

Cusco, Peru Cusco, Peru Centro Artesanal de Cusco, Peru Centro Artesanal de Cusco, Peru

O ideal seria deixar quatro dias para essa viagem. Um para se dedicar apenas ao Centro Histórico de Cusco, seus museus, seu artesanato, sua Plaza de Armas. Outro para fazer o City Tour conhecendo os sítios arqueológicos ao redor da cidade (o que fizemos durou uma tarde, mas não fomos a todos os sítios e não conhecemos, por exemplo, Moray e Tipón). Um terceiro, para o Vale Sagrado, com a possibilidade de seguir para Aguas Calientes ao final do dia partindo de Ollantaytambo. E o último (que eu realmente recomendo que fique por último para que todo o resto não acabe meio sem graça) o clímax Machu Picchu. Falamos sobre cada um separadamente em posts específicos para detalhar bastante.

Cusco, Peru com crianças

Cusco

 
 
 
 
(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Peru com crianças – Conhecendo a cidade de Puno

Peru com crianças – Lago Titicaca (tour pelas ilhas Uros e Taquile)

Peru com crianças – Arequipa (Monastério de Santa Catalina)

Roteiro – 9 dias no Peru com crianças (Arequipa, Puno, Cusco, Machu Picchu)

Circuito Mágico de las Aguas no Parque de la Reserva em Lima

Anúncios
Categorias: Cusco, Peru, Viajando | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Peru com crianças – Tour pelo Vale Sagrado dos Incas

No dia do tour pelo Vale Sagrado, fizemos o check-out no hotel, pois à noite iríamos seguir para Aguas Calientes, onde pernoitaríamos antes de subir a Machu Picchu. Esse é um esquema muito comum, de forma que os hotéis guardam a bagagem dos hóspedes para que não precisem carregar tudo. O hotel não cobrou nenhuma taxa extra para guardar nossa mala. Portanto, saímos apenas com uma mochila contendo uma muda de roupa e material de higiene pessoal.

Nosso ônibus saía às 9h, mas o horário marcado em frente à agência de viagem, próximo da Plaza de Armas, era às 8:45. Para esse tour, independente se acompanhado ou não de criança, não se deve esquecer de passar protetor solar, mesmo durante o inverno. Também é bom levar água e algum lanchinho para as crianças.

Nós fechamos o tour com a mesma agência que fizemos o City Tour no dia anterior. Foram organizados, pontuais, e o guia turístico, o Jesus, era bem preparado e transmitia muitas informações importantes e interessantes. O valor que pagamos foi 50 soles por adulto (incluindo o almoço) e 25 soles por criança (sem almoço, mas disseram que como era em Buffet, eles podiam comer conosco sem problema). Vale lembrar que, para entrada nos sítios arqueológicos, é necessário o Boleto Turístico.

O tour que fizemos incluía a visita a Pisac, um almoço (incluído no valor pago) em um restaurante buffet em Urubamba, além de Ollantaytambo e Chinchero. É um tour de dia inteiro, sendo o retorno para Cusco (para aqueles que não ficam em Ollantaytambo) já à noite. Nós não voltamos com o grupo para Cusco, e não conhecemos Chinchero, pois pegamos o trem para Aguas Calientes na estação da Perurail em Ollantaytambo. É uma boa opção para quem quer ganhar tempo, já que a viagem de Ollanta para Aguas Calientes é mais curta.

Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

É comum encontrar essas vaquinhas em cima dos telhados das casas. Creem que traz sorte.

A viagem de Cusco para Pisac dura cerca de 45 min a 1h. Antes de chegarmos ao Sítio Arqueológico de Pisac, o ônibus fez uma parada de uns 30 minutos num pequeno mercado artesanal, o Willka Pukara.

Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Os meninos quiseram tirar mais fotos com as llamas. Lembrando que as senhoras que ficam com esses animais para foto cobram uma gorjeta para isso, normalmente apenas 1 sol, mas claro que não vão achar ruim se quiser pagar mais.

Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Essa parada é uma boa hora para usar o banheiro do local, pois em Pisac não há. Cobram 1 sol, prática comum no Peru. Até em Machu Picchu há uma taxa para utilizar o banheiro.

Pisac

Pisac começou como um posto militar para combater invasores. Posteriormente, passou a ser um centro religioso e residencial. É possível ver os amplos terraços agrícolas onde eram plantadas centenas de tipos de batatas.

Pisac Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Terraços agrícolas de Pisac

Passando por um caminho estreito (é importante estar atento às crianças porque há o precipício do vale sem qualquer proteção), chegamos às escadas que levam ao alto da colina, onde há ruínas de enormes muros de pedras. É uma senhora subida e a altitude não colabora muito. Do topo dá para tirar fotos de todo o vale.

Pisac, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Pisac, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

A vista do vale é incrível em Pisac.

Pisac, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Pisac, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Pisac, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Numa montanha ao lado das ruínas podemos ver pequenos buracos que eram covas de um cemitério inca.

Pisac, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Permanecemos cerca de 1 hora em Pisac, entre o tour guiado e um tempo livre para fotos e exploração da área.

Ainda próximo a Pisac, o ônibus fez uma parada numa loja de fábrica de produtos de prata, chamado “Tesoro de Los Incas“. Não tenho muita noção de preços, mas devia ser mais barato comprar prata lá do que em qualquer lugar do Brasil.

Urubamba

Saindo de Pisac, levamos mais uns 40 minutos até Urubamba, uma cidade maior e com opções para alimentação e hospedagem. Não chegamos a conhecer a cidade propriamente dita.

Como nosso tour já incluía o almoço, fomos direto para o restaurante, que era em sistema de Buffet Livre. Essa parada para o almoço ocorre já quase 14h, por isso é importante ter lanche para as crianças na mochila. O restaurante era muito bom, com várias opções de pratos, típicos ou não, além de sobremesas. Os meninos não pagaram o buffet, mas comeram normalmente. Apenas a bebida era paga à parte, e era bem carinha, por sinal. Tivemos 45 minutos para almoço antes de retornar para o ônibus e seguir para Ollantaytambo.

Almoço Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Urubamba, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Urubamba, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Urubamba, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Ollantaytambo

De Urubamba para Ollantaytambo é uma curta viagem de uns 30 minutos. Mal dá para fazer a digestão, de forma que um bom conselho aqui é que, apesar de ser buffet livre, evite comer demais ou vai pagar todos os pecados em Ollantaytambo. Ao menos vai ter a certeza de que gastará todas as calorias ingeridas no almoço.

Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Muitas escadas até o topo

Além das ruínas, Ollantaytambo é uma pequena cidade que tem opções de hospedagem e vários restaurantes e lanchonetes. Há, também, uma estação da Perurail, onde muitos turistas optam por pegar o trem para Aguas Calientes.

Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Ollantaytambo

Na frente da entrada do sítio arqueológico há um pequeno mercado artesanal.

Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Ao entrar, nos deparamos logo com a grandiosidade do local. Primeiro o guia faz uma passagem por alguns pontos dando informações gerais. Depois temos um tempo livre para explorar melhor da forma que desejarmos. O ônibus fica em Ollantaytambo por cerca de 1h e meia, mas como não seguiríamos para Chinchero, ficamos mais à vontade. Porém, cometemos a besteira de deixar nossas coisas dentro do ônibus e o marido teve que sair para buscar.

Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Ollantaytambo foi inicialmente chamada de Qosqo Ayllu. O nome Ollantaytambo é uma referência ao nome do general inca que se apaixonou pela filha do imperador Pachacutéc. A cidade tem grande importância para os peruanos devido à maior vitória dos incas sobre os espanhóis. Todas as enormes pedras da fortaleza foram trazidas das montanhas vizinhas. Então, considerando que algumas pesam toneladas, é possível imaginar a dificuldade que foi construí-la. Vale ressaltar que toda a fortaleza é sismo-resistente, pois foi construída com vigas de sustentação e com espaços livres entre as pedras, capazes de suportar as ondas sísmicas de um terremoto.

Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

A subida até o topo da colina pode ser desgastante, mas compensa todo o esforço. Quem está com crianças, mais uma vez vale a lembrança de atenção redobrada, estando sempre de mãos dadas.

Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Na montanha em frente às ruínas, podemos ver na encosta a imagem de Tunupa, o guardião dos alimentos, ao lado de onde os alimentos ficavam guardados. Além disso, a armazenagem dos alimentos àquela altura favorecia a sua conservação mesmo em dias de sol intenso, pois o vento forte que bate na montanha mantinha o local bem fresco.

Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

De acordo com a cultura inca, tudo que estava no céu deveria ser representado na terra, assim, existem vários trabalhos manuais nas pedras que retratam os astros, como por exemplo, a constelação do cruzeiro do sul representado nas pedras da fortaleza de Ollataytambo, conhecida como “Chacara” (a cruz quadrada).

Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Como nosso trem para Aguas Calientes era apenas às 19:00, tínhamos tempo para dar uma volta pela cidadezinha. Passeamos pela praça, fizemos um lanche e assistimos ao pôr do sol nas montanhas.

Praça de Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

Praça de Ollantaytambo

Fomos caminhando para a estação do trem e seguimos a viagem de 1h e 30 minutos para Aguas Calientes. Falaremos melhor de todo o deslocamento para Machu Picchu no próximo post.

Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças Ollantaytambo, Tour Vale Sagrado, Cusco, Peru com crianças

 
 
 
(Facebook   Twitter   Instagram)

_______________________________________

Posts relacionados:

Roteiro – 9 dias no Peru com crianças (Arequipa, Puno, Cusco, Machu Picchu)

Peru com crianças – viajando de avião com a Peruvian Airlines

Peru com crianças – viajando de ônibus (Cruz del Sur e Oltursa)

Peru com crianças – viajando de trem de Puno para Cusco (Andean Explorer)

Peru com crianças – Arequipa (Monastério de Santa Catalina)

 

 

 

Categorias: Cusco, Peru, Viajando | Tags: , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: