Peru

Onde comer em Lima

Algumas dicas de restaurantes em Lima, Peru, que experimentamos e aprovamos:

1 – Tanta

Esse é mais um restaurante do famoso Chef Peruano Gastón Acúrio. Com várias unidades pela cidade, é uma excelente opção para provar o tempero peruano em pratos tradicionais. Nós conhecemos mais o Tanta do Larcomar, mas também pode encontrar o Tanta no Shopping Jockey Plaza, ou na Av 28 de Julio em Miraflores, além de San Isidro e do Centro Histórico. Os endereços estão no site.

O cardápio traz desde saladas, sopas, sanduíches, massas, até os pratos típicos como Lomo Saltado, Ceviche, Ají de Gallina. As sobremesas são variadas, mas o Suspiro Limeño era que mais gostávamos (que saudades!!!).

Dicas de onde comer em Lima, Peru

Tapadito de Chanchito Capón, com Chaufa

As porções são super bem servidas, mas individuais. É possível comer bem num restaurante de nível internacional e sem pagar caro por isso.

2 – Punto Azul

Esse restaurante traz pratos de frutos do mar, mas com tempero peruano.

Punto Azul, Dicas de onde comer em Lima, Peru

Punto Azul

O cardápio oferece peixes, camarões, risotos, massas… O marido disse que, de todos os Ceviches que provou em Lima, o do Punto Azul foi o melhor e de maior porção, tanto que ele só conseguia comer o Ceviche como prato principal e não como entrada.

Um prato que adorei e recomendo é o Ají de Langostinos. Divino! Para ser sincera, não gosto de comida apimentada, mas fiquei apaixonada pelos pratos com ají, já que eram picantes no ponto certo, sem queimar a boca, mas dando um tempero delicioso.

Ceviche, Dicas de onde comer em Lima, Peru

Ceviche

Ají de Langostinos, Dicas de onde comer em Lima, Peru

Ají de Langostinos

De sobremesa, experimentamos o Três Leches e o Suspiro Limeño. Na minha opinião, o melhor Suspiro Limeño de todos, e olha que comi bastante, pois era minha sobremesa preferida em Lima. Para quem gosta de sobremesa bem doce, é um prato cheio, e vai adorar. Ele tem uma porção de manjar blanco, tipo um doce de leite, coberto com suspiro. É doce! Beeeeeeem doce! Mas delicioso! Existem algumas variações, trocando o manjar blanco por creme de frutas típicas (Chirimoya ou Lúcuma). São bons, mas o tradicional é melhor.

Três Leches, Dicas de onde comer em Lima, Peru

Três Leches

Suspiro Limeño, Dicas de onde comer em Lima, Peru

Suspiro Limeño

O Punto Azul costuma ficar bem cheio, fazendo fila de espera. Fomos no da Calle San Martin, em Miraflores, mas existem outros na cidade. Para mais detalhes, site.

3 – Embarcadero 41

Conhecemos o Embarcadero meio por acaso, já que íamos, na verdade, almoçar no Punto Azul. Mas, quando chegamos, o Punto Azul estava tão cheio e com uma fila de espera muito longa que resolvemos procurar outro lugar. Como o Embarcadero fica bem próximo, na mesma rua, resolvemos experimentar.

Embarcadero 41, Dicas de onde comer em Lima, Peru

Embarcadero 41

É também um restaurante de frutos do mar, especializado em culinária peruana-asiática. O cardápio é bem variado, até mais que o Punto Azul, e adoramos o fato de que todos os pratos do menu era apresentados com suas fotos, o que facilitava a escolha. As porções eram menores que de outros restaurantes que comemos, mas não insuficientes. Mais informações no site.

Dicas Restaurantes em Lima, Peru Dicas Restaurantes em Lima, Peru

4 – Mangos

O Mangos fica no Shopping Larcomar. Não sei se tem outro na cidade. O mais legal desse restaurante talvez seja o ambiente, de forma que recomendo ficar no terraço, que tem uma vista ótima do Pacífico e do litoral de Lima.

Mangos, Dicas de onde comer em Lima, Peru

Vista do Mangos à noite

Mangos, Dicas de onde comer em Lima, Peru

Mangos

Não é um restaurante mais barato que fomos, mas também nada de tão absurdo. Um boa pedida pode ser o buffet, que era o nosso interesse, mas só funciona até 20h e chegamos tarde. Depois desse horário, só a la carte. Os tequeños deles, algo como o nosso pastel, são uma delícia, e vem uma porção com 4 tequeños de queijo, 4 de lomo saltado, 4 de ají de gallina.

Dicas Restaurantes em Lima, Peru

Se tiver interesse em experimentar outras variações de Suspiro Limeño, pode pedir o trio que vem com três taças pequenas de três sabores diferentes (tradicional, manga e lúcuma).

Dicas Restaurantes em Lima, Peru

5 – La Bonbonniere

O La Bonbonniere também fica no Larcomar, embora existam mais três restaurantes em Lima.

Dicas Restaurantes em Lima, Peru Dicas de onde comer em Lima, Peru Dicas Restaurantes em Lima, Peru

Nós experimentamos as massas, uma das especialidades culinárias do restaurante. Penne, Spaguetti, Ravioli, Fetuccini, Lasanha… várias opções para uma refeição italiana de primeira.

Dicas Restaurantes em Lima, Peru Dicas Restaurantes em Lima

Mas não pensem que os pratos peruanos ficam de fora do cardápio. Todos estão lá também, podendo ser uma opção para quem se apaixonou pela culinária peruana (difícil é não se apaixonar).

Os sorvetes artesanais são o destaque no quesito sobremesas.

Dicas Restaurantes em Lima, Peru Dicas Restaurantes em Lima, Peru

Mais detalhes no site.

6 – Huaca Pucllana

Conhecemos o restaurante Huaca Pucllana no dia em que visitamos o sítio arqueológico em Miraflores. Fizemos reserva antecipada, o que é muito recomendado. Falamos com mais detalhes sobre o restaurante Huaca Pucllana aqui.

Dicas de onde comer em Lima, PeruRestaurante Huaca Pucllana, Dicas de onde comer em Lima, Peru

Existem diversas outras opções de restaurantes em Lima para se deliciar com a maravilhosa gastronomia peruana. É em Lima que se encontra o restaurante considerado o melhor da América Latina em 2014, o Central, que, apesar do preço mais salgado, quem já foi garante que vale a pena viver essa experiência gastronômica única. No blog Cup of Things há um post sobre o Central.

Outro que sempre ouvi falar muito foi o Astrid e Gastón, também do Chef Gastón Acúrio. E num píer que se estende Pacífico adentro, é possível encontrar o La Rosa Nautica.

Isso só para citar mais alguns que gostaríamos de ter ido, mas não tivemos a oportunidade de conhecer. Se souberem de mais algum para compartilhar com a gente, é só colocar aí nos comentários que vamos adorar! 😉 

 
 
 
(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Os parques de Lima, opções de passeios ao ar livre
Restaurante – CHICHA por Gastón Acurio (Arequipa, Peru)
Como foi viajar pelo Peru com crianças?
Roteiro – 9 dias no Peru com crianças (Arequipa, Puno, Cusco, Machu Picchu)Peru com crianças – viajando de trem de Puno para Cusco (Andean Explorer)
 
 
Categorias: Lima, Peru, Restaurantes, Viajando | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Conhecendo Callao, a cidade portuária vizinha a Lima

Mais uma vez recorremos a empresa Mirabus para fazer o tour em ônibus panorâmico pela cidade de Callao, coladinha em Lima. Esse passeio está disponível apenas aos domingos, saindo do Parque Kennedy às 10:15h. Adultos pagam 90 soles e crianças de 4 a 10 anos, 70 soles. O almoço executivo no Centro Naval del Peru e as entradas para a Fortaleza del Real Felipe, o Museo Naval e o Submarino Abtao estão incluídos no valor. Ao todo, o passeio dura cerca de sete horas. A empresa Turibus, que sai do Larcomar, possui um tour semelhante.

O percurso até Callao dura entre 45 min a 1 hora, dependendo do trânsito. Como a parte de cima do ônibus é descoberta, não custa lembrar a importância de estar bem agasalhado porque o vento frio é cruel. Fomos em Setembro, mas também não se deve esquecer do protetor solar, mesmo no inverno, porque em Callao estava um sol brilhante e chegamos até a pegar um bronze.

A primeira parada do ônibus é na Fortaleza del Real Felipe, uma das maiores já construídas pelos espanhóis no século 18. Recebeu esse nome em homenagem ao primeiro rei Bourbon, o Felipe V.

Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru

Nós circulamos a pé o interior de toda a fortaleza acompanhados por um guia local, que vai explicando os detalhes históricos. Seu formato pentagonal visava a defesa contra ataques de piratas e a fortaleza foi a última resistência das forças espanholas no Peru. Podemos encontrar alguns canhões de bronze e ferro ao longo da caminhada, além de tanques militares.

Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru Callao Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru

Entramos na Casa do Governador, onde há exposição de objetos, uniformes, bustos, entre outros. Assistimos a uma apresentação liderada por ninguém menos que um pirata. Os meninos adoraram. É até engraçado, mas um pouco longo demais, e como ficamos todos em pé pode acabar sendo cansativo.

Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru Callao Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru Callao Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru

Por último, subimos na Torre do Rei, de onde temos uma boa vista do Porto de Callao, da cidade, e do oceano. A subida pode ser por escada ou rampa.

Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru Callao Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru

Do topo da torre podemos avistar duas ilhas, a San Lorenzo e a El Frontón. A San Lorenzo é a maior ilha do Peru e serviu de covil de piratas no período colonial. Já a El Frontón foi uma prisão política e depois uma cadeia para prisioneiros comuns. Ainda perto de Callao, está a ilha Palomino que é muito visitada por turistas devido à presença dos leões-marinhos que habitam a ilha. Passeios de barco para a ilha partem de Callao. Não chegamos a conhecer.

Ilhas ao fundo, Fortaleza del Real Felipe, Callao, Peru

Ilhas ao fundo

Depois de muita caminhada na fortaleza, retornamos para o ônibus que dá uma volta pela cidade antes de seguir para o Centro Naval del Peru, onde almoçamos.

Callao, Peru Callao, Peru Callao, Peru

O esquema é de almoço executivo, com o menu já definido. Primeiro serviram uma salada de folhas com frango desfiado, seguido por frango grelhado com arroz e vegetais cozidos. De sobremesa, um pedaço de pudim de leite. De bebida, suco de limão. A comida, apesar de simples, era gostosa. Ao menos quebrou o galho.

Após o almoço, fomos para o Museo Naval, que fica bem ao lado do Centro Naval. Nesse museu encontramos instrumentos de navegação, documentos históricos, pinturas, uniformes, objetos da Guerra do Pacífico, entre outras coisas. O que os meninos mais curtiram foram as miniaturas de navios de diferentes épocas.

Museo Naval, Callao, Peru

Adoraram os barcos

Museo Naval, Callao, Peru

Os meninos prestavam atenção em todas as explicações da guia

Museo Naval, Callao, Peru Museo Naval, Callao, Peru

Museo Naval, Callao, Peru Museo Naval, Callao, Peru

Depois do museu, foi só atravessar a rua e caminhar alguns metros para chegarmos ao Submarino Abtao. Primeiro assistimos a um vídeo, que tem duração de 12 minutos, numa salinha que imita um submarino. Em seguida, nos dirigimos para o Abtao.

Submarino Abtao, Callao, Peru

Eu nunca tinha entrado num submarino e estava com receio porque já comentei várias vezes em posts aqui no blog que tenho uma certa tendência claustrofóbica. Não me sinto nada bem em lugares apertados e não aguento ficar muito tempo. Até hoje não vivi uma situação que realmente desencadeasse um pânico, mas estive próximo a isso ao descer numa das galerias subterrâneas quando visitamos o Chavín de Huantár. Então, estava sem saber como iria reagir. Na hora que vi o túnel apertado por onde se desce, pensei em desistir. Mas o Matheus viu a minha reação e também ficou com medo. Como eu não queria passar isso para ele, nem queria que ele deixasse de viver essa experiência, respirei fundo, me fiz de forte para dar confiança para ele descer, e desci também.

Submarino Abtao, Callao, Peru

Pior é passar por esse espaço apertado para descer

E, para minha surpresa, o aperto da descida não se concretizou lá embaixo. Até que não era tão apertado assim. Dava para ficar em pé com bastante folga, havia espaço suficiente para não me sentir enterrada viva. Portanto, foi bem tranquilo. Em comprimento, também fiquei surpreendida ao ver que era bem maior do que imaginava. No fim, curtimos muito e foi uma experiência bem diferente para as crianças. Pudemos ver como são os banheiros, onde a tripulação dorme, como cozinham, onde comem, as salas de comando, e até olhamos no periscópio. Toda a visita é acompanhada por um guia.

Submarino Abtao, Callao, Peru Submarino Abtao, Callao, Peru Submarino Abtao, Callao, Peru Submarino Abtao, Callao, Peru Callao

Submarino Abtao, Callao, Peru

Retornamos para o ônibus e seguimos viagem de volta para Miraflores até o Parque Kennedy, onde acabava o tour. Achamos esse passeio muito legal, educativo e diferente, sendo uma ótima opção para quem possui mais tempo para explorar além de Lima.

 
 
 
(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

– Sítio Arqueológico Huaca Huallamarca em Lima

– Parque de las Leyendas, mais do que um zoológico em Lima

– Conhecendo o Centro Histórico de Lima

– Tour para Pachacamac em ônibus turístico

Categorias: Callao, Peru, Viajando | Tags: , , , , , , , , | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: