Chicago

Chicago – dica de hospedagem

Numa cidade como Chicago, opções de hospedagem não faltam, o que torna ainda mais difícil decidir onde ficar quando se visita a cidade. Para nós não foi diferente. Como a melhor forma de locomoção em Chicago é através dos transportes públicos, ficar bem localizado é uma condição importante. Localização, preço, qualidade… foram muitas e muitas pesquisas até a decisão derradeira. E, no fim, ficamos muito satisfeitos com ela.

Hospedagem Chicago

As áreas mais procuradas pelos turistas são: Magnificent Mile, River North e The Loop. Existe uma grande variedade de hotéis para atender diversos bolsos e interesses nessas regiões. A questão é procurar e achar aquele que mais se adeque ao que deseja (e pode pagar, claro).

Hospedagem Chicago

Em nossas pesquisas, nos deparamos com o Fairfield Inn. Existem dois relativamente próximos, um em River North e outro em Magnificent Mile. Nós acabamos optando pelo primeiro, que além de um preço melhor, ficava bem perto de uma estação de metrô da linha vermelha. Para nós, foi uma ótima escolha, atendendo muito bem o que desejávamos.

Hospedagem Chicago

O hotel oferecia café da manhã continental incluído na diária, mas não era variado e repetia sempre as mesmas coisas todos os dias. Claro que dava para tomar um bom café, só que podia ter mais opções, principalmente para as crianças.

Os quartos com duas camas de casal eram de tamanho satisfatório, não muito grande, mas sem ser pequeno. Havia frigobar e cafeteira, e o wi-fi estava disponível gratuitamente.

Hospedagem Chicago Hospedagem Chicago

As máquinas de lavar e secar a moedas facilitam bastante a vida do turista, principalmente quando se está viajando com crianças.

O que chamou a atenção foi o atendimento. A equipe do hotel era simpática e prestativa. Fomos muito bem recebidos e sentimos esse diferencial.

Hospedagem Chicago

No quesito localização, foi perfeito, a poucos passos do metrô ou de paradas de ônibus, com várias opções de restaurantes e fast food ao redor (McDonalds, Gino’s East, Hard Rock Cafe, Rainforest, Maggiano’s Little Italy, o peruano Tanta, e só para citar alguns), além de uma Walgreens que quebrou o galho inúmeras vezes. Estávamos a quatro quarteirões do Chicago River, chegando ao The Loop com uma curta caminhada e tendo outras linhas de metrô e ônibus à disposição.

De quebra, o hotel ainda estava bem de frente ao Chicago Fire Department e os meninos se divertiram olhando os carros de bombeiros pela janela. Bastava ouvir o som característico que eles corriam animados para o vidro do quarto. Para muitas pessoas, isso pode ser um incômodo, já que constantemente os caminhões e ambulâncias entravam e saíam com as sirenes ligadas e fazendo barulho. Nós não chegamos a acordar nenhuma noite por causa disso (se era por estarmos cansados demais e não pela ausência de ruídos, já não sei dizer).

Hospedagem Chicago Chicago-fire

O hotel tem estacionamento, mas cobra uma taxa absurda de 49U$ por dia (sem manobrista). Nós estávamos sem carro em Chicago, então isso não foi um problema.

Pode ser uma boa sugestão de hospedagem em Chicago, embora só em volta do Fairfield Inn existam tantos outros hotéis, como o seu vizinho Hyatt Place, ou o Hampton Inn, no outro quarteirão. A base da nossa escolha continua sendo a mesma, garantir ao menos uma boa noite de sono e uma boa chuverada, por um preço que o bolso suporte e uma localização que facilite a vida de turista. Afinal, é certeza que, em Chicago, o hotel é onde se vai passar a menor parcela do dia.


(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Chicago – The Field Museum

Chicago – Jogo de basquete (NBA) no United Center

Chicago – Museum of Science and Industry

Chicago das alturas – 360ºChicago e Skydeck

Chicago – caminhando por Downtown (Millennium Park e The Loop)

Categorias: Chicago, EUA, Viajando | Tags: , , , | Deixe um comentário

Chicago – The Field Museum

Quando se diz que não falta o que fazer em Chicago, acredite que está bem longe de ser exagero. Mas não é apenas a quantidade que se destaca. A qualidade de cada atração da cidade é impressionante, desde as obras de arte nas ruas a um museu de história natural grandioso como o The Field Museum, mais um componente do Museum Campus, juntamente com o Adler Planetarium e o Shedd Aquarium.

The-Field-Museum15

O museu surgiu em decorrência do World’s Columbian Exposition, que ocorreu em Chicago em 1893. Inicialmente, foi nomeado de Columbian Museum of Chicago para só em 1905 receber o nome de Field Museum of Natural History, em homenagem a Marshal Field. Seu prédio atual, em estilo neoclássico, só foi inaugurado em 1921, após seis anos de construção. Com três andares divididos em várias galerias que abrigam exposições permanentes e temporárias, o The Field Museum conta com mais de 24 milhões de artefatos.

The Field Museum Chicago

Já na bilheteria, é preciso escolher os horários de algumas exibições e do filme 3D. Nós tínhamos duas opções de filmes para assistir, o Titans of Ice Age e o Walking of T-Rex: Story of Sue. Escolhemos o último exatamente para conhecer a história desse dinossauro chamado Sue, cujos fósseis se encontram no lobby do museu e é o maior, mais bem preservado e mais completo T-Rex já descoberto.

Sue no The Field Museum Chicago

Sue

Com 4 metros de altura, apenas o crânio é réplica, pois o fóssil da cabeça original era muito pesado e teve que ser exposto em outro local.

The Field Museum Chicago

Fóssil da cabeça do T-Rex Sue

O Field não é um museu interativo e as exposições são visuais, mas mesmo assim é possível passar um dia inteiro lá dentro para ver tudo. Nós percorremos praticamente todas as galerias, porém em algumas passamos mais rápido do que em outras. Dentre as que mais gostamos, especialmente as crianças, podemos citar:

Evolving Planet

Claro, não podiam faltar os bons e velhos dinossauros. Nessa galeria vamos percorrendo cronologicamente a evolução do planeta por 4 bilhões de anos, começando com os organismos unicelulares, passando pelos dinossauros, até chegar ao ser humano. Além dos fósseis originais, é uma área que agrada as crianças porque possui algumas opções interativas.

The Field Museum Chicago The Field Museum Chicago The Field Museum Chicago

Inside Ancient Egypt

Com sarcófagos e diversas múmias, nessa área conhecemos mais sobre os segredos do Egito. Inicialmente, as crianças tiveram um pouco de receio das múmias, mas não deixaram de entrar e olhar tudo.

The Field Museum Chicago

Mammals of Africa, Mammals of Asia, Africa e World of Mammals

São galerias com exposição de animais diversos e seus habitats. Nada de muito diferente do que há em tantos museus de história natural.

The Field Museum Chicago The Field Museum Chicago

PlayLab

Voltado para crianças menores de 6 anos, nós nem chegamos a entrar, mas é bom saber que existe essa opção para divertir as crianças menores. Funciona das 10h às 15h.

Existem várias outras exposições, além das temporárias que mudam regularmente.

The Field Museum Chicago The Field Museum Chicago

Como o The Field foi nossa última atração dessa viagem que durou 18 dias percorrendo os EUA de norte a sul, o cansaço já estava grande, e a paciência pequena. Dessa forma, exploramos o museu todo, mas o ânimo já não era o mesmo. Isso não significa que seja ruim ou que não nos divertimos, apenas que passamos mais superficialmente em algumas partes, até porque o museu é enorme e muito variado, embora nada de muito diferente do que já havíamos visto em outros museus.

The Field Museum ChicagoThe Field Museum Chicago

Localização: 1400 South Lake Shore Drive

Horário de Funcionamento: diariamente das 9h às 17h (última entrada às 16h).

Ingresso: adulto – 31U$;

  criança (3 a 11 anos) – 21U$

– Faz parte do CityPASS


(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Chicago – Jogo de basquete (NBA) no United Center

Chicago – Museum of Science and Industry

Chicago das alturas – 360ºChicago e Skydeck

Chicago – caminhando por Downtown (Millennium Park e The Loop)

Chicago – Lincoln Park Zoo

Categorias: Chicago, EUA, Viajando | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: