Quebec

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Já estávamos deslumbrados com a capital da província de Québec enquanto conhecíamos a parte alta da cidade murada, a Haute-Ville, mas nem tínhamos ideia do que ainda nos aguardava quando pegamos o funiculaire no Terrasse Dufferin e fomos transportados para a parte mais antiga de Québec: a Basse-Ville, ou Cidade Baixa.

O funiculaire é mais que um simples meio de transporte para poupar nossas pernas dos vários degraus da Escalier Casse-Cou, e ouso dizer que qualquer turista em Québec está proibido de perder a experiência de fazer ao menos um dos trechos de funiculaire. Nós descemos pelo bondinho e subimos de escada, mas como para baixo todo santo ajuda fica a dica de fazer o contrário e deixar a subida como prêmio de folga para os já exaustos pés.

O custo da rápida viagem nesta espécie de bondinho vertical, que percorre um trilho com 45 graus de inclinação, é de 2.23$ por pessoa (por trecho). Ele funciona todos os dias das 7:30 às 23h.

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

A entrada inferior do funiculaire se localiza dentro do Maison Louis-Jolliet, na encantadora rua Petit-Champlain, ao lado da Escalier Casse-Cou, (cujo nome de escada quebra pescoço faz jus à sua altura).

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de QuébecBasse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Já a entrada superior está no Terrasse Dufferin, bem em frente do grandioso Hotel Château Frontenac.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Assim que chegamos a rue du Petit-Champlain levamos um tempo para fechar a boca e forçar os olhos arregalados a prestarem atenção no caminho à nossa frente antes que trombássemos em alguém. Cada fachada das casas arranca suspiros. Dá vontade de ficar ali, só olhando, mas temos que nos lembrar de tirar fotos também, ou como ilustraríamos os posts não é mesmo?

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

As casas eram de artesãos franceses que se fixaram na região em 1680, mas, no século 19, foram ocupadas por estivadores irlandeses. Atualmente, são ocupadas por lojas de roupas, artesanatos e souvenirs, além de alguns restaurantes e bistrôs.

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Nós fomos até o Maison Historique Chevalier, uma casa do período francês (1752) onde funciona o Centro de Interpretação da Vida Urbana da Cidade de Quebec. Há uma apresentação multimídia chamada “Old Quebec in 3D” em que é apresentada a história da antiga Québec, desde a era glacial até os dias atuais. No segundo andar, há uma exposição dos interiores das casas do século 19. A entrada é gratuita.

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Seguindo pela rue Notre Dame, chegamos à Place Royale. A praça restaurada nos remete ao século 18 com as casas de paredes de pedras arredondadas. No centro da Place Royale há um busto de Luís XIV e, em uma das laterais, encontramos a Igreja Notre-Dame-des-Victoires.

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Em frente a Place Royale há uma entrada para banheiros públicos.

O Musée de la Place Royale é outra opção turística em Québec, mas não chegamos a visitar. A critério de informação, o “Facing Champlain: a work in three dimensions” traz a história do fundador da cidade, Samuel de Champlain, e conta a história da Nova França e da Place Royale através de seus habitantes. Há também uma maquete  da cidade de Quebec nos anos de 1635.

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Não deixe de seguir pela rue Notre Dame até o Parc de la Cetière para admirar o grande painel 3D pintado na fachada de um edifício. Rende boas fotos e muita diversão para as crianças.

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Nós chegamos a tentar conhecer o museu mais popular de Québec, o Musée de la Civilisation, mas estava fechado. É outra atração turística de Québec bastante procurada e que parece bem interessante, com exposições interativas que mostram a cultura local. 

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Como os meninos já estavam muito cansados e o sol começava a se despedir deixando um frio cada vez mais incômodo, não seguimos caminhando para o Vieux-Port, onde fica o antigo porto de Québec e que oferece um bom passeio à beira do rio Saint-Laurent. É lá que se encontra o Marché du Vieux-Port, o mercado público de Québec.

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Era hora de encarar a Escalier Casse-Cou porque também queríamos ter a experiência de percorrê-la (mas descer teria sido a escolha mais inteligente, certo? Pois é!).

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Deixamos para trás o passado marcado em cada pedra da Old Québec e fixado também em nossos corações, levando boas lembranças desta cidade charmosa, peculiar e histórica que nos conquistou.

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Será que alguém aí cansou???

*Agradecemos o Turisme Québec por todo apoio prestado durante nossa viagem.
(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Québec – conhecendo a Cidade Alta (Haute-Ville)

Québec – La Citadelle

Québec – Observatoire de la Capitale

Ottawa – Canadian Museum of History e Children’s Museum

Travel Mobile – Chip de celular para viagens pelos EUA

 

Categorias: Canadá, Quebec, Viajando | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Québec – conhecendo a Cidade Alta (Haute-Ville)

Um penhasco da colina Cap Diamant é o que separa Québec em sua parte alta e baixa, as chamadas Haute-Ville (Cidade Alta) e Basse-Ville (Cidade Baixa). Para tornar o post menos cansativo, resolvemos falar de cada uma separadamente, mas é possível conhecer tudo no mesmo dia (se não for visitar todos os museus). Nós exploramos caminhando, já que as atrações ficam perto umas das outras, e a cada passada um pouquinho do nosso coração era conquistado.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Como ficamos hospedados no Centre-Ville de Quebec, no Le Concorde, começamos nosso passeio pela parte que fica fora da muralha e onde encontramos o Parliament Hill.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Como já havíamos feito o tour pelo interior do Parlamento de Ottawa e nosso tempo em Québec era curto, optamos por apenas tirar fotos na parte externa. Mas, quem tiver interesse, pode fazer um tour guiado gratuito pela National Assembly, a sede do legislativo, que tem uma duração aproximada de 45 minutos.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Em frente ao prédio do Parlamento há um jardim e toda esta área tem conexão wi-fi gratuita. O Tourny Fountain, fonte em homenagem ao aniversário de 400 anos de Québec, estava desligada pelo período, mas deve ser incrível funcionando.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Ainda nesta parte externa à cidade murada, temos o parque Plaines d’Abraham, que passamos algumas vezes quando voltávamos para o hotel, e o National Museum of Fine Arts of Quebec (ou Musée National des Beaux-arts du Québec), um museu de belas artes que não chegamos a visitar mas é outra boa opção turística na cidade.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Seguindo para a Haute-Ville propriamente dita, chegamos a um dos portões da cidade murada, na rua Saint-Louis, bem em frente ao Parc de l’Esplanade.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Os muros de pedra que circundam a cidade por cerca de 4,6km podem chegar a até 9 metros e estão muito bem conservados. É possível subir para ver a cidade de cima das muralhas, e algumas pessoas até caminham sobre elas. A critério de informação, quem quiser conhecer mais sobre a história militar de Québec ainda pode visitar o Fortifications of Québec National Historic Site, localizado no Artillery Park (2, rue D’Auteuill), onde estão algumas construções de defesa francesa dos séculos 17 e 18 e onde já foi a sede do Royal Artillery Regiment e de uma fábrica de cartuchos que abastecia o exército canadense com munições. Como nós visitamos a La Citadelle, não fomos.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Uma vez dentro da cidade murada, a sensação é que fizemos uma viagem no tempo. As construções de pedras, as fachadas das lojinhas e restaurantes, as igrejas, tudo nos remete a outra época, como se ali os anos não tivessem passado.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

O Fairmont Le Château Frontenac consegue ser ainda mais lindo de pertinho. Como um grandioso castelo com suas várias torres, ele se destaca na paisagem sobre a colina do Cap Diamant.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

O telhado de cobre fez o verde ficar ainda mais brilhoso quando o sol resolveu aparecer para aquecer nosso dia frio. Como descobrimos em Ottawa que podia visitar o lobby do hotel, não perdemos a chance de nos permitir sonhar aqui também.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Ao lado do Château Frontenac fica a Place d’Armes, de onde é possível pegar uma das carruagens com belos cavalos para um tour pela Cidade Alta. Nós preferimos gastar a sola do sapato mesmo e economizar uns dólares, mesmo com as crianças já começando a reclamar de tanto andar. Mas eles são jovens e, se eu aguentei, ele ainda aguentaram muito mais.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

No centro da Place d’Armes está o Monument de la Foi, em homenagem aos missionários católicos.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Ao redor da praça, outra imponente construção chama atenção (além do já falado Château Frontenac): o edifício do Ministère des Finances.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Ao lado dele está a Holy Trinity Anglican Cathedral, mas a entrada da igreja é pela Rue des Jardins. A Holy Trinity é a primeira catedral anglicana construída fora da Inglaterra, sendo uma réplica da londrina St Martin’s in the Field.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Ainda ao lado da Place d’Armes está o Musée du Fort, onde é apresentado um show de 3o minutos de duração que proporciona uma viagem à época da fundação de Québec, a fim de reviver a história dos seis cercos sofridos pela cidade, incluindo a famosa batalha Plains of Abraham. Há também uma grande maquete da cidade (de 40m2) ambientada no ano de 1750.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Nós almoçamos numa creperia próxima à Place d’Armes, a Le Petit Château Crêperie. Os crepes eram grandes e bem recheados, além de saborosos e por um bom preço.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

O Hôtel de Ville, prédio da prefeitura, foi o que mais agradou as crianças em todo o passeio (e até os fez esquecer o cansaço). Mas tudo porque sua fachada estava incrivelmente enfeitada para o Halloween, o que rendeu muitas fotos e alguns vários minutos para os meninos curtirem os detalhes.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

Em frente a Hôtel de Ville está a Basilique-cathédrale Notre-Dame de Québec. Já havíamos visitado a Notre-Dame de Montreal e de Ottawa e acrescentamos mais uma na lista.

Ao lado da catedral encontramos o Séminaire de Québec, onde fica mais um museu de Québec (não chegamos a visitar). O Musée de l’Amérique Francophone traz a história da presença francesa na América.

Cidade Alta (Haute-Ville) QuebecCidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

A essa altura os meninos já perturbavam tanto nosso juízo por dores nos pés (ainda fez falta um carrinho, mas até que eles aguentaram bastante) e resolvemos pegar logo o Funiculaire, um bondinho que leva para a Cidade Baixa, e circular pela Basse-Ville antes que as energias deles findassem de vez.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

O Funiculaire tem uma inclinação de 45 graus e sai do Terrasse Dufferi, um amplo terraço que se estende no topo da colina do Cap Diamant, bem atrás do Château Frontenac.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

O Terrasse Dufferi é o local perfeito para se ter uma vista do rio Saint-Laurent e da Cidade Baixa, e aproveitamos os vários banquinhos para deixar os meninos recuperarem as forças antes de encararmos a Basse-Ville, que falamos no próximo post.

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Québec – La Citadelle

Québec – Observatoire de la Capitale

Ottawa – Canadian Museum of History e Children’s Museum

Travel Mobile – Chip de celular para viagens pelos EUA

 

Categorias: Canadá, Quebec, Viajando | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: