Quebec

Québec – o que conhecer na cidade (resumo em post índice)

Não é à toa que a cidade de Quebec foi declara Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1985. Desde o minuto em que batemos os olhos na parte histórica, ainda lá de cima quando fomos visitar o Observatoire de la Capitale, já percebemos o que o ar era diferente nesta cidade. Havia um quê de passado, com uma pitada de Europa, junto a uma arquitetura histórica, e completando com um sotaque diferente. Francês é o idioma que se escuta e se lê por todos lados. Ruas estreitas numa espécie de labirinto dão aquele charme especial. Muros de pedras cercam a única cidade murada acima do México. Uma colina chamada Cap Diamant se ergue sobre o rio Saint-Laurent. Essa é Quebec City, uma das cidades mais antiga do continente, descoberta pelo explorador francês Jacques Cartier e fundada em 1608 por Samuel de Champlain. Repleta de atrações, Québec garante as férias em família.

Para saber nossas dicas de onde ir em Québec, vejam os links abaixo com os posts detalhados sobre a nossa viagem com as crianças pela cidade de Quebec:

1 – Observatoire de la Capitale

Observatoire de la Capitale, Quebec

2 – La Citadelle

La Citadelle, Quebec

3 – Conhecendo a Cidade Alta (Haute-Ville)

Cidade Alta (Haute-Ville) Quebec

4 – Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

5 – Parc de la Chute-Montmorency e Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré

Parc de la Chute-Montmorency, Quebec

6 – Dica de Hospedagem em Québec

Hotel Le Concorde, Quebec

 

(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Bate e volta de Montreal

– Canadian Museum of History e Children’s Museum

Montreal com crianças – dicas de onde ir

– Roteiro – 15 dias de carro por New England (The Berkshires, Green Mountain, White Mountain, Portland, Boston) e Canadá (Montreal, Québec e Ottawa)

Anúncios
Categorias: Canadá, Quebec, Viajando | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Québec – Parc de la Chute-Montmorency e Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré

Localizado a 10km do centro de Quebec, o Parc de la Chute-Montmorency não deve ficar de fora de um roteiro de viagem pela região. Eu não tinha a real noção do que encontraríamos no parque, principalmente porque estava no fim do outono e o clima já era bem frio. Mas no instante em que, da própria estrada, vimos o que nos esperava, sabíamos que as alfinetadas do vento gelado nas mãos seriam bem-vindas.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Foi a única vez em que usamos o carro durante nossos 2 dias na cidade de Québec, e só a rápida viagem de 15 minutos até o Parc de la Chute-Montmorency já vale o passeio. A região é linda, com casas bem cuidadas, vista do rio Saint-Laurent e as árvores coloridas pelo outono.

Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré, Quebec

Ao chegarmos ao parque Montmorency, vimos que havia um estacionamento na parte inferior, apesar do nosso GPS nos mandar para outro local. Este estacionamento inferior é uma boa alternativa para quem está visitando o parque no período de funcionamento do teleférico, pois sobe-se de teleférico e depois caminha-se para a ponte suspensa. É, tem uma ponte suspensa que cruza sobre a cachoeira, mas já já falaremos dela.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Como durante nossa visita o teleférico já estava fora de temporada, seguimos direto para o estacionamento na porção superior, já em frente ao Manoir Montmorency, onde funciona um centro de informações (pegamos mapas do parque), um restaurante e um museu. Há banheiros disponíveis e aluguel de armários. Por estar fora de temporada, não estavam cobrando entrada ao parque, nem estacionamento.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

A vista dali de cima já era maravilhosa, com o rio Saint-Laurent à frente e a ilha d’Orléans do outro lado do rio. Mas as crianças estavam mesmo eram ansiosas pela cachoeira, então lá fomos nós, mesmo com a mãe aqui já tentando controlar o nervosismo.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Passamos primeiro pelo Cliffside Boardwalk, um calçadão de madeira sobre o desfiladeiro (atenção às crianças).

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Difícil resistir ao impulso de subir direto para a ponte, mas não deixe de gastar alguns minutinhos descendo alguns poucos degraus até o mirante Baronness, de onde se tem uma vista bem legal da ponte e da cachoeira.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Agora sim, vamos atravessar a ponte.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Não, ela não balança. Pelo menos não muito. Não sei como é a ponte de outro parque próximo à cidade de Québec, o Canyon Sainte-Anne, que não chegamos a visitar porque estava fechado no período da nossa viagem, mas a ponte do Parc de la Chute-Montmorency não foi tão desagradável quanto achei que poderia ser.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

A Montmorancy Falls se forma quando o rio Montmorency desagua no rio Saint-Laurent. A queda d’água tem uma altura de 83 metros, sendo 30 metros maior que a queda das Cataratas do Niágara, para a qual só perde por volume de água.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

E os meninos, o que acharam?

Precisa mesmo perguntar?

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

O difícil mesmo era sobreviver ao vento que castigava nossas mãos já que precisávamos tirar as luvas para as fotos, e mais fotos, daquela extraordinária beleza natural.

Parc de la Chute-Montmorency, Quebec

Do outro lado da ponte seguimos pela Royal Trail e passamos pela entrada da Via Ferrata, que deve ser muito divertida durante o verão (não para mim, mas para quem curte esportes radicais). Nesta Via Ferrata há três circuitos disponíveis, um para escalada no muro de pedra, outra para rapel e, o mais louco de todos, uma enorme tirolesa que vai de um lado a outro da cachoeira. E os meninos disseram que queriam ir!!!! Graças a Deus que não estava funcionando… me pouparam de um infarto.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Imagina essa tirolesa???

Depois de atravessar outra pequena ponte, a Fault Bridge, seguimos pela Battery Trail.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

E o parque continuava com muito espaço para as crianças correrem e se esbaldarem, playground para gastarem a energia e aquecerem o corpo, e o outono ainda nos presenteando com as cores amarela e vermelha das árvores.

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Fomos até o mirante mais alto da Panoramic Stairway para ter a vista do outro lado da cachoeira.

Parc de la Chute-Montmorency

Panoramic Stairway

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Vista da Montmorency Falls na Panoramic Stairway

Para baixo, 487 degraus ancorados no penhasco levam até a base da cachoeira, chegando perto para ver e escutar a força da queda d’água. Esta escadaria estava fechada devido ao frio e à possibilidade de formação de gelo nos degraus, então fui poupada deste exercício, apesar de que não sei se desceríamos de qualquer forma, já que parecia molhar bastante lá embaixo. Mas o arco-íris… ahhhhhh!

Parc de la Chute-Montmorency, , Quebec

Fizemos o caminho de volta para o estacionamento, visitamos o museu do Manoir Montmorency e, como ainda era metade da manhã, decidimos esticar um pouco mais nosso deslocamento e conhecer a Basílica de Sainte-Anne-de-Beaupré (a 24km do Parc de la Chute-Montmorency e 34km de Quebec).

Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré, Quebec
O templo dedicado à Santa Ana, mãe da Virgem Maria e padroeira nos naufragados, é imponente e grandiosa. A atual igreja foi construída em 1923, mas teve sua primeira construção concebida em 1650 por um grupo de marinheiros que havia sofrido um naufrágio e, em agradecimento, ergueu a capela.

A praça em frente a basílica conta com um bem cuidado jardim e uma escultura de Santa Ana.

Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré

É possível visitar o interior do santuário diariamente das 8h às 17h. Logo na entrada, vemos várias muletas expostas como resultado da fé dos devotos nos milagres atribuídos à Santa Ana.

Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré, Quebec

O mosaico no teto descreve a vida de Sainte-Anne. Os vitrais narram a marcha dos peregrinos. O altar tem uma belíssima estátua de Santa Ana como destaque.

Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré, Quebec Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré, Quebec Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré, Quebec

Em 1876 Sainte-Anne foi proclamada padroeira de Québec.

Para quem está de carro, se afastar um pouco do centro da antiga Québec também pode render bons passeios para a família toda.

Basílica Sainte-Anne-de-Beaupré, Quebec

 

(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Basse-Ville ou Cidade Baixa, a parte mais antiga de Québec

Québec – conhecendo a Cidade Alta (Haute-Ville)

Québec – La Citadelle

Québec – Observatoire de la Capitale

Categorias: Canadá, Quebec, Viajando | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: