Arquivo do autor:jpdguerra

Resenha – ARGO (Antonio Mendez e Matt Baglio)

Resenha ARGO Antonio Mendez

ARGO

Título: ARGO

Autores: Antonio Mendez e Matt Baglio

Editora: Intrínseca

ISBN: 9788580572445

Categoria: Biografia e Memórias

Ano de lançamento: 2012

Páginas: 256

Sinopse: Em 4 de novembro de 1979, os funcionários da embaixada dos Estados Unidos em Teerã são surpreendidos pela invasão de um grupo de militantes, que faz 52 reféns. Em meio à confusão, seis diplomatas conseguem escapar e encontram refúgio na residência do embaixador do Canadá. Mas Tony Mendez, especialista em disfarces da CIA, sabe perfeitamente que é apenas uma questão de tempo até que sejam encontrados. Para retirá-los do país, ele concebe um plano muito arriscado, digno de cinema. Disfarçando-se de produtor de Hollywood e apoiado por um elenco de agentes secretos, falsificadores e especialistas em efeitos especiais, Mendez viaja para Teerã a pretexto de encontrar a locação perfeita para um falso filme de ficção científica chamado Argo. Neste livro, ele revela todos os detalhes da complexa operação que aliou o alto escalão de Hollywood ao mundo da espionagem.

(por João Paulo Guerra)

Quando se pensa em histórias de como os agentes secretos agem, logo se lembra do espião mais famoso, James Bond, sempre arrojado e exuberante, com suas aventuras recheadas de armas secretas, carros esportivos e lindas mulheres. Mas os agentes secretos da vida real são bem diferentes dos espiões criados por Hollywood, são pessoas que passam despercebidas na multidão, com simplicidade e discrição. Os verdadeiros agentes secretos da CIA são compostos por peritos em grafologia, psicologia, parapsicologia, medicina forense, dentre outras especialidades esotéricas, empregando os princípios de mágica e diversionismo. Verdadeiros mestres da arte de enganar, capazes de criar perfeitos disfarces ou falsificar qualquer passaporte ou dinheiro de qualquer outro país.

Em Argo, o ex-agente da CIA, Tony Mendez, após quase 30 anos passados em silêncio, conta como foi o planejamento e a execução de uma das missões secretas mais mirabolantes e arriscadas da história dos EUA. Os relatos vão muito além de uma operação de exfiltração de nacionais em um país hostil, sendo essa uma das tarefas mais perigosas no ramo da espionagem. Tony Mendez apresenta todo o profissionalismo do setor de disfarces da CIA e esclarece as raízes dos laços de comprometimento entre os EUA e Canadá. São contados detalhes do papel do governo canadense e o envolvimento significativo de Hollywood e da CIA.

É um livro imperdível para quem gosta de suspense, histórias da CIA e de suas técnicas operacionais secretas, além de ser o enredo que deu origem ao filme de mesmo nome, dirigido e encenado por Ben Affleck, vencedor de três prêmios Oscar no ano de 2012, incluindo o de melhor filme. Mas claro que o livro é bem mais completo e detalhista.

“A importância de ter uma boa história acompanhada da documentação pode ser às vezes a diferença entre a vida e a morte”

 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
____________________________________________________________
Posts relacionados:

Resenha – NÃO HÁ DIA FÁCIL (Mark Owen)

Resenha – INFERNO (Dan Brown)

Resenha – NÃO CONTE A NINGUÉM (Harlan Coben)

Resenha – CONFIE EM MIM (Harlan Coben)

Outras resenhas

Anúncios
Categorias: Lendo | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Resenha – NÃO HÁ DIA FÁCIL (Mark Owen)

Resenha Não há dia fácil Mark Owen

Não há dia fácil – Mark Owen

Título: Não há dia fácil

Título Original: No easy day

Autor: Mark Owen

Editora: Paralela

ISBN: 9788565530149

Categoria: Literatura Estrangeira/ Biografia

Ano de Lançamento: 2012

Páginas: 257

Sinopse: Não há dia fácil é um retrato da vida nas equipes do Seal e o único relato interno sobre a Operação Lança de Netuno, realizada em 1o. de maio de 2011, que resultou na morte do terrorista Osama bin Laden. Desde a pane no helicóptero Black Hawk – que quase fez com que a missão fosse abortada – até o comunicado pelo rádio via satélite confirmando que o alvo estava morto, a operação dos vinte e quatro homens na propriedade secreta de Bin Laden é recontada em mínimos detalhes. Das ruas de Badgá ao resgate do capitão Richard Phillips no oceano Índico; das montanhas ao leste de Cabul ao terceiro andar do esconderijo de Osama bin Laden em Abbottabad, no Paquistão. Não há dia fácil coloca o leitor dentro de uma das mais surpreendentes tropas de elite do mundo. Mark Owen, ex-membro do Grupo para o Desenvolvimento de Operações Especiais da Marinha dos Estados Unidos, mais conhecido como Equipe Seis do Seal, foi líder de uma das mais memoráveis operações especiais da história recente, assim como de inúmeras outras missões que nunca chegaram às manchetes. Não há dia fácil põe o leitor além das linhas inimigas. Não perca. Fonte: Paralela.

(Por João Paulo Guerra)

Este livro é uma leitura recomendada não só para militares, mas para todos aqueles que quiserem entender como foi e quem são os homens que executaram a missão mais sensível do século XXI, vista pelos olhos de quem esteve no local e não pelos olhos dos políticos ou de pessoas com outras ideologias. Além disso, pode servir como um desfecho para aquelas cenas que todos nós assistimos estáticos em frente a TV na manhã de 11 de setembro de 2001. É o ponto final à caçada ao maior terrorista do mundo.

Trata-se de um relato feito em primeira pessoa por um dos ex-integrantes do comando militar que executou a operação. Não Há Dia Fácil já lidera a lista dos títulos mais lidos nos últimos dois anos.

O motivo do sucesso desse livro é simples: Owen oferece um relato inteiramente distinto da versão oficial, e bem-comportada, para a morte de Osama bin Laden. No relato divulgado pela Casa Branca na época, os militares se aproximavam do quarto do terrorista e foram recebidos a tiros. Deu-se um tiroteio e Bin Laden acabou morto com dois tiros: um no peito e outro acima do olho esquerdo. A verdade é que o homem que dava ordens para seus seguidores morrerem por sua causa explodindo o próprio corpo, morreu sem sequer reagir, sem lutar.

Mas o livro vai muito além dos relatos da morte de Bin Laden, é uma biografia de um grupo de homens extraordinários que compõem o Team Six do Seals (Grupo para Desenvolvimento de Operações Especiais, DEVGRU, do Seals). Apresenta-os não como super-heróis, mas como homens avessos ao fracasso e motivados pela ânsia de serem os melhores.

Todos os fatos narrados baseiam-se nas próprias memórias de Owen. Em certas passagens do livro, ele também revela a aversão dos membros da unidade de elite à publicidade. Ironicamente, ninguém fez mais do que Mark Owen para colocá-los todos sob os holofotes.

Este livro é um retrato fiel da vida nas equipes do Seal e da fraternidade que existe entre eles. Por fim, relata os verdadeiros acontecimentos e dá crédito, por trás do que se perdeu com a cobertura jornalística, aos que cumpriram a missão de eliminar o maior terrorista de todos os tempos.

“Boa noite. Hoje posso informar ao povo americano e ao mundo que os Estados Unidos conduziram uma operação que matou Osama bin Laden, líder da Al-Qaeda e terrorista responsável pelo assassinato de milhares de homens, mulheres e crianças inocentes”. Barack Obama, na noite da Operação.

 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
Categorias: Lendo | Tags: , , , , | 1 Comentário

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: