Roadtrip Califórnia – Six Flags Magic Mountain

O Six Flags está espalhado por todo os EUA e sempre tivemos vontade de conhecer um. Durante a roadtrip pela Califórnia, conseguimos aproveitar a oportunidade e fomos ao Six Flags Magic Mountain, que fica em Valencia, cidade vizinha a Los Angeles, cerca de 40 minutos.

Six Flags Magic Mountain, Califórnia

Uma das primeiras coisas a saber é que o parque não abre todos os dias na baixa temporada (Setembro a Março). Então, ao planejar a viagem, é importante olhar o calendário no site. O horário de funcionamento também varia bastante. Quando fomos, era das 10:30 às 18h. Para conseguir acertar um dia em que o parque funcionasse com um dia em que estivéssemos em LA, tive que mexer no roteiro inúmeras vezes. E não me arrependi!

Six Flags Magic Mountain, Califórnia

O Six Flags Magic Mountain, como o próprio nome sugere, é famoso pelas suas montanhas-russas. Quem gosta de adrenalina não tem como não amar esse parque. Algumas das montanhas-russas mais radicais estão aqui. E foi esse o nosso foco.

Como estávamos sem as crianças nessa viagem, não nos prendemos aos brinquedos infantis. Mas sim, tem opção para os pequenos também, embora não sejam eles o objetivo principal do parque. São cerca de 14 atrações voltadas especialmente para as crianças, como carrossel, pequenas montanhas-russas, xícara maluca, entre outros. Além desses, existem algumas atrações para famílias, onde as crianças podem ir acompanhadas de um adulto, ou com restrição de altura entre 92 cm e 1,06m.

Six Flags Magic Mountain, Califórnia

Mas o forte do Magic Mountain são realmente as mais radicais montanhas-russas. E não pense que em um dia no parque irá conseguir curtir todas porque é praticamente impossível, mesmo com o Flash Pass. São 16 no total (sem contar as infantis). Com as filas, fica complicado experimentar tudo. E, acredite, as filas são bem consideráveis. Por isso, para quem não tem muito tempo, o sistema fura filas deles pode ser uma boa opção. Nós optamos por comprar, porque só teríamos esse dia para curtir o parque e ainda teríamos que sair cedo porque iríamos ao show do Cirque du Soleil Iris à noite.

Apesar do gasto, recomendamos o Flash Pass. Mas não compramos antecipado, apenas no local, depois que vimos quão cheio estava o parque. Gasta-se um tempinho nesse processo de compra depois que entra no parque, e muitas filas acabam se formando nesse meio tempo. Se comprar antecipado, economiza esse tempo, mas também corre o risco de nem ser necessário naquele dia específico e o parque estar mais vazio. Enfim, tudo tem seus prós e contras. O que posso dizer é que, na nossa experiência, se não fosse o Flash Pass, não teríamos aproveitado quase nada. No fim, fizemos todas as montanhas-russas que mais queríamos, mas não chegamos a ir em todas do parque, porque nem com o fura fila conseguimos essa proeza.

E como funciona o Flash Pass? Primeiro é preciso saber que existem três tipos. O Flash Pass Regular, que não diminui propriamente o tempo de espera na fila, apenas garante que você não precise estar fisicamente nela esperando, de forma que pode ir em outro brinquedo enquanto seu lugar é “guardado”. O bom é que perde-se menos tempo esperando e ganha-se mais tempo de brincadeira, como se pudesse estar em dois lugares ao mesmo tempo. Essa é a otimização do tempo do passe regular. Já o Flash Pass Gold permite a reserva do horário no brinquedo, o que garante uma economia de 50% do tempo. Foi esse o que escolhemos. No momento da compra, recebemos um aparelhinho, no qual vemos o tempo de espera das filas nos brinquedos em que o Flash Pass está disponível. Não, ele não serve para todas as atrações, apenas para algumas, no caso, as mais procuradas. É nesse aparelho que fazemos as reservas e vemos a partir de que horas podemos ir naquele brinquedo reservado. O detalhe é que não se pode reservar outro enquanto não usar aquela reserva, mas pode cancelar uma já feita a qualquer momento e/ou alterar sua reserva, se desejar. Ao chegar na atração, entra-se pela fila especial para Flash Pass, onde fica um funcionário com um aparelho igual ao nosso e verifica a reserva. Então, vamos direto para o início da fila e pegamos só aquela filazinha já para entrar nos carrinhos. Ganha-se um tempo bem considerável na maioria dos brinquedos. Apenas na do Superman que achamos que ainda entramos muito atrás na fila e a espera foi super demorada mesmo para quem pagou o Flash Pass.

O último tipo de Flash Pass é o Platinum. É bem mais caro, mas tem suas vantagens, já que reduz em 90% a espera. Não entra em fila, vai direto pro carrinho e pode repetir duas vezes sem sair do assento. Além disso, está incluído o fura fila da montanha-russa mais radical e mais procurada do parque, a X2. Para os demais passes, há uma taxa extra para a X2. Não pagamos, mas depois nos arrependemos amargamente, porque perdemos mais de 1h na fila. Se tivéssemos pago mais 30 dólares, não tínhamos perdido esse tempo valioso.

Por falar na X2, ela é DEMAIS. Quando se está na fila, não dá para ver a montanha-russa, logo não se tem noção do que esperar. E ainda bem! Porque se eu tivesse visto, era capaz de ter desistido. É a montanha-russa mais louca que já fui. Nela, perdi a noção da minha posição do mundo, não sabia se estava de cabeça para cima, para baixo, de lado… porque ela roda em todas as direções nos trilhos e o assento ainda gira no próprio eixo. Muito legal! A melhor de todas.

Six Flags Magic Mountain, Califórnia

Já a Tatsu foi terrível. Sei que muitos adoram essas montanhas-russas em que você vai deitado, mas a sensação que me dá de ficar olhando para baixo é muito ruim. Senti muuuuuito medo! Ela é no mesmo estilo da Manta do Sea World de Orlando, que também não gosto.

A do Lanterna Verde é pequena, mas muito louca. Não é à toa que é curtinha e rápida, ou muita gente iria passar mal, porque ela gira bastante, e não apenas no trilho. Dá uma certa tontura.

Six Flags Magic Mountain, Califórnia

A do SuperMan é bem gostosinha, mas muito rápida para o tempo demorado de fila que temos que enfrentar (mesmo com Flash Pass, como falei).

Six Flags Magic Mountain, Califórnia

Além dessas, podemos citar:

Apocalypse, que é de madeira, mas super hiper ultra veloz;

Batman, que vamos com os pés soltos, pendurados;

Full Throttle, que tem o mais alto e mais rápido looping do mundo;

The Riddler’s Revenge, que não vamos sentados no carrinhos e sim em pé. Isso mesmo, EM PÉ!

Bom, são tantas opções que sem dúvida o dia está garantido com muita diversão e adrenalina. Adoramos o Six Flags Magic Mountain! Quem está na região, não pode perder!

 
 
 
(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Yosemite National Park

Roadtrip Califórnia – Beverly Hills

Roadtrip Califórnia – Big Sur, a deslumbrante estrada litorânea

Roadtrip Califórnia – Santa Barbara e passagem por Malibu

Roadtrip Califórnia – Santa Monica

Anúncios
Categorias: EUA, Los Angeles, Viajando | Tags: , , , , , , , | 2 Comentários

Navegação de Posts

2 opiniões sobre “Roadtrip Califórnia – Six Flags Magic Mountain

  1. Mariana

    Boa tarde,

    Em que época você foi?
    Vou agora em novembro espero não pegar fila..

    Fui em setembro para orlando e não peguei fila em nada, fiz universal e Island no mesmo dia. Consegui ir em tudo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: