Peru com crianças – Reserva Nacional de Paracas

Depois do passeio de barco até as Islas Ballestas, seguimos para Reserva Nacional de Paracas. A van da agência de turismo nos levou com um guia às 11h saindo do centro de Paracas. A entrada da Reserva fica bem perto, sendo o deslocamento muito rápido.

Encontro com o deserto, Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Encontro com o deserto

A Reserva Nacional de Paracas protege uma área de 335 mil hectares localizada entre a península de Paracas e o Morro Quemado. Consiste na parte do deserto que é acariciado pelo mar, formando paisagens deslumbrantes com rochedos altos e praias. A Reserva foi criada em 1975, sendo 65% de território marinho, incluindo as Islas Ballestas, e 35% de deserto.

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Apesar da Reserva ser enorme, os principais pontos visitados são relativamente perto.

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Nossa primeira parada foi numa área repleta de fósseis de um molusco chamado Turritella, pequenos caracóis que viveram nas águas da Bahia de Paracas e que possuem 36 milhões de anos, sendo de uma época em que todo aquele deserto era, na verdade, mar.

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Descobrindo os fósseis

Fósseis de Turritellas  Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Fósseis de Turritellas em destaque

O Mirador de la Catedral oferece uma vista maravilhosa de um rochedo banhado pelo oceano Pacífico. Recebeu esse nome devido a uma formação rochosa resultante de erosão que se assemelhava a uma torre de catedral, e havia ainda um arco natural, o qual foi derrubado no terremoto de 2007.

 La Catedral  Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Como era La Catedral

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

E como ficou depois do terremoto

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Paisagens deslumbrantes do mar e do deserto

Outro mirante é o dos Golfinhos, mas nem sempre é possível vê-los porque vivem entre Paracas e Chincha Alta. Desse mirante se tem uma visão da praia Supay, que na língua quéchua significa Diabo, fazendo referência ao perigo dessa praia de pedras e de fortes ondas, não sendo um bom local para banho, embora seja apropriado para a pescaria.

Playa Supay  Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Playa Supay

A praia Yumaque é procurada por banhistas, sendo comum encontrar pessoas acampando na areia, que é cheia de grandes pedras, além de ser bem diferente da areia que estamos acostumados, sendo formada da degradação de conchas e mariscos. 

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru  Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru Reserva Nacional de Paracas com crianças

No Istmo da península, temos uma visão da península de Paracas e do distrito, além da bahia Lagunilla e do deserto banhado pelo oceano.

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru  Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru  Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

A praia Roja recebe esse nome exatamente pela coloração vermelha da areia resultante dos sedimentos minerais das rochas.

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Em Lagunilla, existem restaurantes onde os guias levam os turistas para almoçar, mas preferimos terminar o passeio e almoçar em Paracas.

Opções de restaurantes em Lagunilla  Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Opções de restaurantes em Lagunilla

Por último, conhecemos o Centro de Visitantes que traz muitas informações didáticas sobre a fauna, flora e todo o ecossistema da Reserva de Paracas. Havia também um museu, o Museo Julio C. Tello, mas que está temporariamente sem funcionamento depois do terremoto que atingiu o local em 2007.

Centro de Visitantes Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru  Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru Centro de Visitantes Reserva Nacional de Paracas

Saindo pelo Centro de Visitantes, tem um caminho que leva até próximo do habitat dos flamingos, os responsáveis pelas cores da bandeira peruana. Diz-se que San Martin, ao chegar nessa região, avistou os flamingos e se inspirou nas cores deles para a bandeira branca e vermelha do Peru.

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru  Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

O passeio durou 3h e meia, mas pode durar mais dependendo da parada para almoço e de outros pontos visitados. É importante levar água e algum lanche para as crianças, pois o único local vendendo comida e bebida é no Centro de Visitantes. Também não deve ser esquecido o protetor solar, mesmo durante o inverno, porque o sol está sempre brilhante.

Um problema que identifiquei foi a questão de sanitários. Os meninos precisaram usar o banheiro durante o passeio e o que há, em alguns pontos de parada, é um daqueles banheiros químicos, sujos, sem papel higiênico e sem ter onde lavar as mãos. Para homens, sem problema num momento de urgência, mas para as mulheres… bom, na emergência, tem algo pelo menos. No Centro de Visitantes encontramos banheiros em melhores condições, mas é interessante ter sempre um rolo de papel higiênico e um vidrinho de álcool gel na bolsa durante as viagens pelo Peru com crianças

 Reserva Nacional de Paracas, Paracas, Peru

Banheiros Químicos em alguns pontos de parada da Reserva

Nós retornamos para almoçar em Paracas, mas nos arrependemos. Devíamos ter ido para o hotel, o Double Tree Resort, que tinha um ótimo restaurante. Não gostamos nada do restaurante de Paracas. Mas existem várias opções, então pode ter sido nós que não demos sorte. Nessa região também há um mercado de artesanato.

 Paracas, Peru Centro de Paracas, Peru

No próximo post, falaremos sobre a visita à cidade de Ica e o passeio de tubular nas dunas de Huacachina…

 

 

(Facebook   Twitter   Instagram)
 
 
 

______________________________________________

Posts relacionados:

Peru com criança – Lago Titicaca (tour pelas ilhas Uros e Taquile)

Peru com criança – Machu Picchu, parte 3: a Cidade Mágica dos Incas

Peru com crianças – Tour pelo Vale Sagrado dos Incas

Peru com crianças – Arequipa (Monastério de Santa Catalina)

Divercity, uma cidade divertida para crianças em Lima

Anúncios
Categorias: Paracas, Peru, Viajando | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: