Resenha – @MOR (Daniel Glattauer)

Resenha @MOR  Daniel Glattauer

@MOR – Daniel Glattauer

Título: @mor

Título Original: Gut Gegen Norwind

Autor: Daniel Glattauer

Editora: Suma de Letras

ISBN: 9788581051246

Categoria: Literatura Estrangeira/ Romance

Ano de Lançamento: 2ed/2013

Páginas: 188

Sinopse: Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista. Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro. O único obstáculo real é a insegurança de ambos quanto à transformação da fantasia em realidade. O austríaco Daniel Glattauer dá nova vida à tradição epistolar em @mor, primeiro de dois romances que exploram um relacionamento sustentado basicamente em trocas de e-mails. Fonte: Editora Suma de Letras

“Escrever é como beijar, só que sem os lábios. Escrever é beijar com a cabeça.”

Quando li a sinopse de @mor, fiquei super curiosa. Queria saber como o autor ia segurar toda uma trama apenas com troca de emails. Mas confesso que fiquei um pouco insegura em começar a leitura achando que poderia ser um livro entediante. Acabei devorando todinho em 1 dia e já iniciei a sequência, Emmi e Leo, a sétima onda, de imediato.

A proposta de @mor é bem diferente. Ele é todo escrito a partir de emails. Tudo começa quando Emmi manda um email por engano para o endereço eletrônico de Leo, desejando cancelar a assinatura de uma revista. Leo acaba respondendo e informando o erro. Algum tempo depois, Emmi volta a enviar um email para Leo ao tê-lo incluído na sua lista de emails coletivos desejando boas festas de fim de ano. A partir daí, Emmi e Leo começam a se comunicar através dos emails, inicialmente de forma ingênua, despretensiosa e descontraída, mas, aos poucos, acabam desenvolvendo um relacionamento virtual cheio de altos e baixos. Tudo é muito gradativo e o autor soube construir muito bem essa crescente de envolvimento entre eles.

É muito interessante como Daniel Glattauer nos passa a personalidade dos personagens apenas através das suas escritas nos emails. Aqui não há narrativa tradicional, nada de diálogos, nada de estar dentro dos pensamentos dos protagonistas. Entretanto, a história não fica nem um pouco superficial. Tudo o que sabemos sobre Emmi e Leo é o que eles compartilham um com o outro nos emails, mas a emoção em cada palavra é palpável. Sabemos quando a resposta aparenta mágoa, raiva, alegria, tristeza… Vivemos, através de cada email, os ciúmes, as confusões de sentimentos, as dúvidas, a atração. E nos apaixonamos pelos personagens da mesma forma que eles se apaixonam um pelo outro. Isso mostra a força que tem a palavra escrita. Por outro lado, não gostei nada da forma como a trama acontece, porque existe uma terceira pessoa envolvida, e isso sempre gera um conflito de crenças e questões morais.

Não quero entrar nas características físicas, nem na personalidade, nem em qualquer detalhe sobre os dois personagens porque acho que o mais interessante da experiência que esse livro nos proporciona é exatamente entrar na história da mesma forma que os personagens, sem saber absolutamente nada um sobre o outro. E, então, ir conhecendo-os da mesma forma que um vai conhecendo o outro, e mergulhando nos sentimentos, nos empecilhos, na atração mútua e em cada palavra trocada.

@mor é um livro pequeno, rápido de ler, que prende, envolve e intriga o leitor. Traz um romance contemporâneo totalmente viciante. Ao final (bem abrupto), é impossível não iniciar imediatamente a sequência Emmi e Leo, A sétima ond@ para conhecer o desfecho dessa inusitada relação virtual.

“Eu gostaria tanto de beijar você. Tanto faz como você é. Eu me apaixonei por suas palavras.”

 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
______________________________________________________________________

Posts relacionados:

Resenha – A ÚLTIMA CARTA DE AMOR (Jojo Moyes)

Resenha – FIQUEI COM SEU NÚMERO (Sophie Kinsella)

Resenha – EASY (Tammara Webber)

Resenha – NÃO HÁ DIA FÁCIL (Mark Owen)

Outras resenhas

Anúncios
Categorias: Lendo | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: