Relatos – Dia 4: Animal Kingdom

 O Animal Kingdom foi o último parque do Complexo Disney World a ser inaugurado (em 1998) e o maior em extensão sendo cinco vezes o tamanho do Magic Kingdom. Ele é um parque temático mais voltado à natureza e aos animais. 

Animal Kingdom Orlando

Por outro lado, é um parque que não tem tantas atrações como os demais, que fecha mais cedo, às 17h, e não tem shows pirotécnicos devido aos animais. O Matheus e o Gabriel adoraram o parque, já que ele tem um lado de zoológico com muitos animais vivos que as crianças costumam adorar. Mas os adultos não saem perdendo, pois a principal atração do Animal Kingdom não tem nada de infantil, a Expedition Everest.

O parque é dividido em 7 áreas: The Oasis, Discovery Island, Dinoland USA, Camp Minnie-Mickey, África, Ásia e Rafiki’s Planet Watch.

Animal Kingdom Orlando

Assim que passamos as catracas da entrada, estamos na área Oasis, de onde podemos seguir diferentes caminhos para chegar à parte central do parque. Essa área é bem arborizada e repleta de animais e vegetais exóticos. Dica: passe devagar observando todos os detalhes. Costumamos entrar correndo para seguir direto para as atrações e esquecemos de considerar o Oasis como uma atração que nos faz entrar no universo e no clima que é a proposta do Animal Kingdom.

Animal Kingdom Orlando

Até os detalhes das rachaduras no chão são bem feitos

Seguimos um dos caminhos do Oasis (ambos levam ao mesmo local), desembocamos na área Discovery Island, onde encontramos o famoso cartão-postal do parque, A Árvore da Vida, The Tree of Life. Ela é linda e enorme (equivalente a um prédio de 14 andares). Olhem de perto, com calma, pois ela é repleta de detalhes de cerca de 325 animais perfeitamente esculpidos. Hora para muitas fotos. E é também nessa área que encontramos muitas lojinhas de souvenirs e por onde passa o Mickey’s Jammin’ Jungle Parade à tarde (15:45h)

The Tree of Life Animal Kingdom Orlando

The Tree of Life

Já havia lido nas minhas pesquisas pré-viagem que era melhor aproveitar o período da manhã para ir logo no Kilimanjaro Safaris, já que seria um horário que os animais estariam mais acordados e eram mais fáceis de serem vistos. Não recomendavam a ida à tarde, apesar de ser mais tranquilo quanto à fila, mas os animais acabavam mais escondidos nesse horário para dormir. Então, foi o que fizemos e seguimos direto para África. Confirmo que o horário da manhã é bom (apesar de não poder confirmar que o da tarde seja realmente ruim), todos os animais estavam bem agitados, andando e deu para vê-los bem de perto (exceto o leão, que dormia, mas eu nunca vi bicho mais preguiçoso, e ainda é considerado o rei da selva. Está sempre dormindo! Afinal, ele tem a leoa, né?). No vídeo desse dia, dará para ver as girafas caminhando próximo ao carro e as crianças adoraram. 

Animal Kingdom Orlando

Sem Fila

Os carrinhos de bebê, se for o caso, são deixados num estacionamento bem na entrada da atração, e as crianças seguem o resto do caminho andando. Ao final do safari, o carrinho estará no caminho da saída (magia Disney!).

Kilimanjaro Safaris: embarcamos na carroceria de um pequeno caminhão que vai percorrendo uma África artificial que simula a savana repleta de animais vivos e sem jaulas. Encontramos girafas, elefantes, hipopótamos, rinocerontes, zebras, macacos, leões e uns outros bichos que sequer sei os nomes. O motorista do carro é o guia da atração e vai narrando sobre as espécies e a vida na África. Dica: deixe a máquina fotográfica sempre pronta. Não pode ficar em pé no carro e ele não costuma fazer paradas (quando faz, é muito rápido).

Animal Kingdom Orlando

Kilimanjaro Safaris

Animal Kingdom Orlando

Na saída da atração, encontramos personagens e claro que os meninos fizeram questão de pegar autógrafos e tirar foto. Então, fila! 

Animal Kingdom Orlando

Baloo (Balu) e Rei Louie

Pangani Forest Exploration Trail: um cenário de floresta onde se encontram animais africanos. Bom para ver os gorilas de pertinho.

Pegando o trem Wildlife Express, chega-se ao Rafiki’s Planet Watch, mas nós não fomos. Lá as atrações são: Conservation Station (programa educativo com vídeos, fotos e shows mostrando a importância da preservação ambiental), Habit Habit (encontro com espécies de macacos ameaçados de extinção) e Affection Section (encontro com animais dóceis como cabras, carneiros, ovelhas e porcos. Uma boa opção para crianças que não possuem muito contato com animais).

Na área África, aproveitamos o dia quente e o sol para fazer logo a atração Kali River Rapids que molha. As crianças quiseram ir e se divertiram muito, mas é bom preparar os pequenos para alguma emoção e muita água.

Animal Kingdom Orlando

No centro no bote, há um compartimento para colocar bolsas pequenas e itens pessoais que não devem ser molhados como celular e máquina fotográfica. Se tiver, é bom levar uma dessas máquinas à prova d’água que rende boas fotos.

Animal Kingdom Orlando

Kali River Rapids: em um píer giratório, entramos num bote redondo para 12 pessoas que segue por corredeiras e quedas d’água. Molha, mesmo que dê sorte de só molhar as costas, o que não foi o meu caso. 

Animal Kingdom Orlando

Próximo ao Kali River fica o Maharajah Jungle Trek, que é feito caminhando e é uma boa chance para secar as roupas.

Animal Kingdom Orlando

Maharajah Jungle Trek: caminhamos por uma réplica de palácio abandonado, onde reina a vida animal. É onde encontramos os belíssimos tigres-de-bengala, separados apenas por paredes de vidro. Há também outros animais como morcegos.

Animal Kingdom Orlando

Maharajah Jungle Trek

Outra atração da Ásia é o Flights of Wonder, um show de aves raras que voam livremente pelo teatro. Mas resolvemos seguir logo para a adrenalina do Animal Kingdom. O Expedition Everest tem restrição de altura e tivemos que fazer o Child Swap. Nessa atração, entra na fila apenas o grupo que vai naquele momento, enquanto quem vai aguardar com as crianças espera do lado de fora na frente da entrada. Previamente avisado, o Cast Member dá um FastPass para os que ficaram esperando e quando o primeiro grupo volta, os que ficaram entram pela fila de FastPass. É uma atração que demora, que tem bastante fila e que o Child Swap é lento, mas que vale muito a pena.

Expedition Everest: uma montanha-russa que simula uma expedição ao pico mais alto do mundo, o Everest. Entramos em um trem industrial que passa por florestas, bosques, encostas geladas do Himalaia, até que… ah, claro que não vou contar, né? Mas é muito divertido, pode acreditar.

Expedition Everest animal kingdom Orlando

Expedition Everest lá atrás

A atração mais próxima ao Expedition Everest é o show do Procurando Nemo, na área Dinoland USA, mas tem horários de exibição. É preciso confirmar esses horários no mapa que são disponibilizados na entrada do parque e se programar, pois é imperdível para qualquer idade.

Finding Nemo, The Musical: musical baseado no filme Procurando Nemo. É lindo, colorido e super bem bolado. As crianças adoraram. E não só elas!

Animal Kingdom Orlando

Finding Nemo

Já era hora de almoçar e nós tínhamos reserva para o Rainforest Cafe (tem também no Downtown Disney). Vou deixar o restaurante para um post específico, mas adianto que ele fica na entrada do parque, do lado de fora do mesmo. Por isso, é preciso percorrer todo percurso de volta ao Oasis e sair pela catraca (ou a principal ou uma menorzinha lateral que vai direto para uma entrada secundária do Rainfores Cafe). O retorno ao parque após a refeição é garantido.

Aproveitamos o pós-almoço para uma atração tranquila, sentada e no ar condicionado, o Festival of The Lion King. Ele fica na área Camp Minnie-Mickey e os espetáculos têm horários pré-definidos.

Festival of The Lion King: o palco é no centro e o espetáculo de 30 minutos é repleto de cores, música, acrobacias em trampolins e figurinos impecáveis. Os personagens do filme estão presentes sobre forma de bonecos gigantes. Ele não conta a história do filme, diferente do musical Finding Nemo, mas as músicas do filme O Rei Leão embalam o show cheio de movimento e coreografias.

Animal Kingdom Orlando

Festival of the Lion King

Nessa mesma área, tem o encontro com os personagens Mickey e sua turma vestidos com suas roupas de safári. Mas as filas estavam monstruosas e deixamos para tirar fotos com o Mickey em outras oportunidades que teríamos nas refeições reservadas.

Encontramos a Pocahontas ao lado do teatro do Rei Leão.

Animal Kingdom

Pocahontas

Ainda faltavam as atrações do Dinoland USA e retornamos aproveitando a passagem pela The Tree of Life para fazer o It’s tough to be a bug, que fica embaixo da Árvore da Vida.

It’s tough to be a bug: um cinema 3D muito divertido e recheados de surpresas. Muito recomendado para curtir até mais de uma vez.

It's tough to be a bug Animal Kingdom Orlando

It’s tough to be a bug

Dinoland USA é uma área do parque com atrações baseadas no mundo dos dinossauros.

Animal Kingdom

Primavera Whirl: embarcamos em carrinhos para 4 pessoas que enfrentam subidas e descidas em um trilho e giram sem parar, simulando a colisão de meteoros com a terra. Pode causar vertigem ou enjoo nos mais sensíveis.

Animal Kingdom

Primavera Whirl

Dinosaur: primeiro passeamos pelo Museu e Instituto The Dino, depois embarcamos num carro experimental que faz muitos movimentos para escapar de dinossauros. É uma atração bem divertida, mas as crianças pequenas podem ficar com medo. Os meus filhos quiseram ir, mas ficaram um pouco assustados.

Animal Kingdom

Outras atrações: TriceraTop Spin (as crianças entram em Triceratops e ficam girando e girando); The Boneyard (playground onde as crianças brincam de escavação arqueológica num tanque de areia).

Como o Animal Kingdom fecha cedo, aproveitamos o restante do dia no Downtown Disney (DD) e assistimos ao espetáculo La Nouba do Cirque du Soleil que recomendo muitíssimo. É um show que pode entrar criança pequena e meus filhos se divertiram. Achei que eles iriam dormir e, de fato, o Matheus começou o show já dormindo, mas durante a apresentação acabou acordando e sendo totalmente entretido. Fomos no primeiro horário de apresentação. Ao final do Cirque, apenas demos uma volta pelo DD, lanchamos no Earl of Sandwich e, exaustos, voltamos para o hotel.

Cirque du Soleil

 Aqui o vídeo do nosso dia no Animal Kingdom.
 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
___________________________________________________________

Post relacionados:

Relatos – Dia 2: Magic Kingdom

Relatos – Dia 3: Island of Adventure

Viajando com crianças (parte 4): segurança

Vídeo – Dia 4 (Island of Adventure e Hard Rock Cafe)

Restaurantes – THE CRYSTAL PALACE

Categorias: EUA, Orlando, Viajando | Tags: , , , | 2 Comentários

Navegação de Posts

2 opiniões sobre “Relatos – Dia 4: Animal Kingdom

  1. Bianca

    Muito legal seus relatos! bem detalhados! to aproveitando pra organizar meu roteiro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: