Blogagem coletiva – Perrengues de viagem em família

Resolvi fazer esse post sobre perrengues em viagem participando da Blogagem Coletiva do grupo Viagens em Família do Facebook.

Quem nunca teve algum perrengue numa viagem? Algum não, vários! Vou me concentrar em dois perrengues que acho que foram os nossos maiores e mais desesperadores e, ao mesmo tempo, pode ficar de ensinamento para que outros não se coloquem nessas mesmas situações.

1 – Depois de 12 dias maravilhosos em Orlando, tivemos nosso primeiro e único perrengue dessa viagem: perdemos o voo para Nova York. Era para sairmos de Orlando dia 22 de dezembro de 2011 pela AA às 12:55h. Parecia impossível o que conseguimos fazer, mas aconteceu. Erro de cálculo! Vários erros, na verdade.

Acordamos cedo porque tínhamos um último encontro com personagens para nos despedirmos da magia Disney. Fomos tomar café no Cape May e demoramos mais do que deveríamos. Erro número um: nunca marcar nada para o dia do voo. E ainda faltavam alguns detalhes para arrumar, apesar de que fomos dormir quase 3 da manhã envolvidos em arrumação das malas. Erro número dois: nunca deixar para arrumar mala em cima da hora. Parece que quando se está viajando, vive-se um mundo de sonho e não se sabe mais o que é ter pressa, ter hora, essas coisas da vida diária. Tínhamos reservado o ônibus da Disney para levar parte do meu grupo ao aeroporto juntamente com a bagagem porque não caberia tudo no nosso carro. Erro número três: perdemos esse ônibus já que ele sai 3 horas antes do horário do voo e não quisemos nos apressar na refeição. Pensamos “tudo bem, ainda temos bastante tempo”. Erro número quatro: o tempo voa! Fomos arrumar tudo e decidimos fazer 2 viagens pro aeroporto, uma parte do grupo ia na frente e um voltava para buscar os demais. ERROOOOOOO número… perdi as contas!!!! Acontece que fiquei arrumando mala e meu irmão foi levar meus pais e minha cunhada na frente, deixando meu marido, eu e as crianças para depois. Porém, fui eu quem fez todas as pesquisas e organização da viagem e sabia as distâncias. Eles estavam despreocupados, desceram com as malas e ainda foram tirar foto no hotel. Erro número… cinco? Quando meu marido saiu do quarto e foi ao lobby para entregar uma encomenda que veio errada e o pessoal do hotel, muito prestativo, iria enviar de volta para Amazon, ele viu que o restante do meu grupo ainda estava no hotel. Só que errei novamente porque achei que ainda daria tempo do meu irmão ir e voltar e fiquei esperando na frente do hotel.

Perrengues de viagem

Quando vi que não ia dar tempo, veio o erro número seis: não tínhamos como nos comunicar com meu irmão, pois apenas eu tinha celular com chip de lá. Ah, e claro, o celular estava comigo. Tinha orelhão no hotel… se eu tivesse deixado o meu celular com meu irmão… Enfim… não tínhamos como nos falar para saber onde estavam, ou para dizer que ficassem no aeroporto que íamos de táxi. Foi um desespero. Fiquei de mãos atadas porque não podia pegar um táxi e ir para o aeroporto sem saber onde estava meu irmão, já que ele ia chegar de volta ao hotel e íamos nos desencontrar. Acabou que quando, finalmente, chegamos ao aeroporto, o check-in tinha acabado de fechar. ACABADO DE FECHAR!! Dá para acreditar? Ainda tentamos de tudo, argumentar, pedir, suplicar, chorar… mas não teve mais jeito de nos deixarem passar. O jeito foi tentar outro voo, pagar multa de 50 dólares por pessoa e esperar até às 19h. Uma tarde inteira perdida no aeroporto que seria nossa tarde de compras na Macy’s em NY. O pior foi ouvir piadinha na hora de despachar as malas: “não percam esse voo também!” ha ha!

Perrengues de viagem  perder voo

2 – Nesse outro perrengue, estávamos apenas eu e meu marido em San Francisco. Para o que queríamos conhecer em SF, ainda faltava a Lombard Street (a rua sinuosa) e pensamos em pegar o bonde em direção à Fishermans Wharf, mas a fila estava tão monstruosa que desistimos. Peguei meu celular para ver qual o melhor ônibus que passasse mais perto da Lombard St. Pelo site, eu teria que pegar um ônibus a algumas ruas à esquerda da Powell St. Vejam só, quem está de frente para a direção da Union Square e Fishermans Wharf, de costas para Market St, à esquerda da Powell St, nós entramos numa rua chamada Eddy St.

Perrengues de viagem Blogagem Coletiva

Quando andamos por 2 quarteirões, avistamos um grupo muito grande de mendigos sentados na rua. Mas como isso era comum em SF, não me preocupei e continuamos andando. Logo na esquina seguinte havia vários carros da polícia, o que nos chamou atenção, mas vimos que perto dali tinha uma delegacia e meu marido ainda brincou dizendo que mais seguros impossível. Que nada! De repente, o ambiente mudou à nossa volta. Não havíamos andado muito além da região turística da Union Square, mas parecia que eu estava em outra cidade. Ainda demorei a me dar conta, mas quando percebi que meu marido estava apertando o passo e eu olhei bem em volta, me senti num filme, num seriado do Law and Order, com aquelas figuras estranhas nas ruas, parados nas esquinas, só observando. Na frente do que “seria” uma lanchonete, vários homens enormes, com aquelas roupas largas de basquete, alguns que pareciam mexicanos, todos com seus medalhões no peito e caras sérias. Olhavam pra gente, mas não falavam nada. Começamos a andar em círculos, querendo voltar para onde havíamos vindo porque não sabíamos o que mais havia pela frente. Eu não queria pegar o celular na bolsa e não sabia mais onde estava. Meu marido havia guardado a máquina fotográfica pouco antes e, por sorte, não estava pendurada no pescoço, algo tipicamente de turista. Evitamos falar entre a gente para não perceberem a língua. Mas claro que era tudo bobagem porque estava na cara que éramos turistas perdidos e eles sabiam disso. Nos cruzamentos, em todos os 4 cantos, eles estavam parados ou encostados nas paredes. Sabe aquelas cenas de filme que chega a polícia, uns correm e param alguém para interrogar? Que medo! Eles nos olhavam de cima a baixo, mas não falavam, não mexeram com a gente, não abordaram, nada. Até por prostitutas daquelas cinematográficas de roupas espalhafatosas nós cruzamos. E ainda vimos um deles vendendo droga, uma pedra, para um homem que parecia até turista alemão. O cara deu uma mordida na pedra rápido… e eu já não estava mais olhando para ver o resto. Só queria sair dali. Até que avistei a Market St e tracei a reta para ela. Não sabem o alívio quando vi aquele movimento da Market St e voltamos para Powell St. De volta aos turistas!! Não estava no meu roteiro, mas fiz um tour pela boca de fumo americana. Ao lado da área turística, não tinha como eu saber. Não lembro exatamente todas as ruas que passamos porque fiquei nervosa, mas sei que a primeira foi essa Eddy e, logo após uns 3 quarteirões, estava no meio disso. Depois peguei rua à esquerda. Ou foi à direita? Sei lá. Foi um perrengue horrível! Depois dessa experiência dispensável, resolvemos ficar no que era seguro e entramos na fila do bonde.

Perrengues de viagem Blogagem Coletiva

Mas meu susto em SF não havia acabado. Quando finalmente estava mais calma, tinha conseguido ficar na parte de trás no bonde e ia ver bem a cidade toda… eis que me vem um mendigo doido, dá um tapão no lixeiro da rua e começar a gritar coisas que não entendi nada (mas captei a palavra Bitch) e olhando pra mim. AHHH! Depois ele sobe no bonde, para ao meu lado e continua gritando. Pensei: “pronto, agora eu apanho”. E o homem era enorme. Meu marido do meu lado, mas imprensado entre mim e o fim do bonde e o doido na escada do meu outro lado. Fiquei pálida. Depois o doido desceu e foi embora. Foi muito rápido, mas tanta coisa passou pela minha cabeça. Dentre elas, a certeza, ao olhar meu marido, de que ele não ia mesmo me defender. Ele veio dizer que estava com a mão pronta para dar um soco, mas que o cara estava drogado. Só que eu vi bem a mão dele segurando a grande do bonde. Ele ainda vira e diz: “mas amor, você viu o tamanho do pé do cara!!” Pior que era um tênis enorme mesmo. Eu mereço!

Perrengues de viagem Blogagem Coletiva

O de tênis branco e roupa preta… é o tal!!!!

Com certeza, basta parar e pensar que lembramos vários outros perrengues, mas esses foram os maiores. E ainda teremos muitos outros pela frente!

Querem saber mais perrengues em viagens? Abaixo, os links de outros viajantes que nos contam seus maiores perrengues.

1. Claudia Pegoraro, Felipe, o pequeno viajante: http://felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-o-pequeno-perrengueiro.html

2. Karen Schubert Reimer, As Aventuras da Ellerim Viajante:

http://ellerimviajante.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-que-passamos-viajando-em-familia-frustracao-em-veneza.html

3. Cinthia Rangel, Boa Viagem: http://boa-viagem7.webnode.com//

4. Adriana Pasello, Diário de Viagem:

 http://www.diariodeviagem.com/photo/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

5. Francine Agnoletto, Viagens que Sonhamos:

http://www.viagensquesonhamos.blogspot.com.br/2013/08/surpresasnuma-viagem-punta-del-este.html

http://viagensquesonhamos.blogspot.com.br/2013/08/perrengues-em-familia-o-retorno.html

6. Eder Rezende, Quatro Cantos do Mundo:

http://quatrocantosdomundo.wordpress.com/2012/03/04/a-nem-tao-perigosa-nairobbery-nairobi-quenia/

7. Erica Kovacs, Viagem com Gêmeos

http://viagemcomgemeos.com/2013/08/11/perrengue-da-primeira-viagem-internacional-a-historia-da-vitamina-de-aveia/

8. Debora Godoy Segnini, Gosto e Pronto: http://www.gostoepronto.com/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

9. Ludmyla De Sena Broniszewski, Two Many Sides of Me: http://twomanysidesofme.wordpress.com/2013/08/08/perrengues-de-viagem-perrengue-numero-3-blogagem-coletiva-viagens-em-familia/

10. Renata Schiffer, A Renata teve infância e sabe ser feliz!: http://www.renataschiffer.com.br/?p=541

11. Andréia Mannarino, Mistura nada básica :

http://misturanadabasica.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-que.html

12. Andréa Barros, Do RS para o Mundo: http://dorsparaomundo.blogspot.com/2013/08/segunda-blogagem-coletiva-os-perrengues.html

13. Andrea Martins, do Malas e Panelas: http://malasepanelas.com/viagens-em-familia-saudades-do-carrinho/

14. Aryele Herrera, Casa da Atzin:

http://casadaatzin.wordpress.com/2012/10/19/o-dia-em-que-eu-apaguei-em-toquio/

15. Flávia Maciel, Bebê pelo Mundo:

http://bebepelomundo.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-viagens-em-familia.html 

16. Renato Martins, do Renato Blogging http://renatoblogging.blogspot.com.br/2013/08/o-maior-perrengue-que-passamos-viajando.html

17. Sut-Mie Guibert, Viajando com Pimpolhos: http://viajandocompimpolhos.com/2013/08/12/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

18. Andreza Trivillin, Andreza Dica e Indica Disney: http://www.andrezadicaeindicadisney.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

19. Debora Galizia, Viajando em Família: http://viajandoemfamilia.com.br/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

20. Thiago Cesar Busarello, Vida de Turista:

http://www.vidadeturista.com/artigos/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

21. Ana Cinthia Cassab Heilborn, Travel Book: http://www.travelbook.blog.br/2013/08/nossos-perrengues-de-viagem-em-familia.html

22. Ingrid Patrícia Cruz, Viagens em Família: http://grupoviagensemfamilia.wordpress.com/2013/08/13/blogagem-coletiva-todo-mundo-tem-um-perrengue-pra-contar/

23. Michely Lares, Viagens da Família Lares: http://viagensdafamilialares.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues.html?m=1

24. Karla Alves Leal, Cariocando por aí:

http://www.cariocandoporai.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

25.Marcia Tanikawa, Os Caminhantes Ogrotur: http://oscaminhantes.com/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

26. Mônica Paranhos, Viagens em Família: http://grupoviagensemfamilia.wordpress.com/2013/08/15/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

27. Patricia Papp, Coisas de Mãe:

http://coisasdemae.wordpress.com/2013/08/15/blogagem-coletiva-o-dia-que-a-luiza-parou-o-metro-de-londres/

28. Cynara Vianna, Cantinho de Ná:

http://cantinhodena.com.br/2013/08/15/perrengues-e-viagens-quem-nunca-passou-por-um/

29. Cristiane Martins, Dias Viajando por aí: http://diasviajandoporai.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-em-viagens.html

30. Guilherme Canever, Saiporaí: http://saiporai.com/tambemsai/

31. Paloma Varón, Viagens em Família: http://grupoviagensemfamilia.wordpress.com/2013/08/16/blogagem-coletiva-viagens-e-perrengues-em-familia-as-boas-lembrancas-que-ficam/

32. Vera Leitão, Mundo anfitrião: http://www.mundoanfitriao.blogspot.com.br/2013/08/perrengue-no-valle-nevado.html

33. Miriam Vargas Nunes Neto, Clube de Viagens Mom http://clubedeviagensmoms.com.br/em-uma-viagem-nem-tudo-sao-flores-post-sobre-meus-maiores-perrengues/

34. Flávia Peixoto Viajar é tudo de bom

http://www.viajaretudodebom.com.br/2012/07/20/meus-perrengues-de-viagens 

35. Daniella Sousa Reis, André e Dani + Pedro:

http://www.sousareis.com/post/58746794731/perrengues-em-viagem-quem-nao-tem

36. Ligia Cantarelli, Sem vígula antes de etc.: http://www.semvirgulaantesdeetc.com.br/206/

37. Luciana Bordallo Misura, Colagem http://luciana.misura.org/2013/08/22/os-perrengues-de-viagem-da-nossa-familia-blogagem-coletiva/

38. Kelly Resende, Bebê Piccolo http://bebepiccolo.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

39. Susana Spotti, Viagem Simplesmente http://viagemsimplesmente.blogspot.com.br/search/label/Perrengues%20nas%20viagens

40. Alexandra Aranovich,  Café Viagem

http://www.cafeviagem.com/perrengues-em-orlando-viagem-familia/

41. Luísa Pinto, Diário da Pikitim

http://www.pikitim.com/blog/sustos-em-viagem/

Categorias: EUA, Viajando | Tags: , , | 10 Comentários

Navegação de Posts

10 opiniões sobre “Blogagem coletiva – Perrengues de viagem em família

  1. Pingback: Perrengues e viagens - quem nunca passou por um? - Cantinho de Ná

  2. oi Thyl. Nossa, que complicação em San Francisco. Já estivemos lá várias vezes e nunca caímos na boca de fumo…. kkkkk Fortes emoções quando a gente cai de paraquedas em um bairro assim. Aconteceu comigo em Londres. Saí da estação do metrô e me dei conta que estava em outro continente. Foi estranho e assustador. Agora, o máximo foi você fotografar o mendigo… que coragem! bj

    • Oi Adriana, pois é menina, foi um sufoco. Hj dá pra rir, mas na hora deu um medo danado. Nunca pensei em passar por aqui. Juro que não estava no meu roteiro. kkkkkkk A foto do mendigo depois do surto dele foi meu marido que tirou, mas nós estávamos no bonde e ela já estava andando e longe, então foi tranquilo. Acho que ali ele já estava entretido brigando com outra coisa, a lata de lixo provavelmente. kkkk aff, a gente passa por cada uma, né?
      Bjinhos e obrigada pela visita!

  3. Pingback: Blogagem Coletiva - Perrengues de Viagem | Gosto e ProntoGosto e Pronto

  4. Pingback: Blogagem coletiva sobre perrengues: a história da vitamina de aveia | Viagem com Gêmeos

  5. Pingback: Perrengues de viagem – Perrengue Número 3 – Blogagem Coletiva #Viagens em Família | Two Many Sides Of Me

  6. Pingback: Blogagem coletiva: sustos em viagem - Diário da Pikitim

  7. Pingback: Cantinho de Ná » Perrengues e viagens – quem nunca passou por um?

  8. kkkk mto bom! é sempre bom estar preparado né? essas coisas acontecem…

    E eu queria marcar o paque acquatica pro dia do voo de volta… será q vai dar perrengue? kkk

    o voo so sai as 16:00, queria conhecer o acquatica entre 9-12:00 … mas é claro que iria acordar cedo, deixar td pronto, inclusive as malas dentro do carro e ir conhecer o parque… dps iriamos direto p/ o aeroporto… O q acha amiga? bjs

    • Se ficarem firme na saída do parque às 12:00… E não tendo que fazer mais de uma ida ao aeroporto… kkkkkkkk Acho que o que aconteceu conosco foi que não queríamos ir embora, sabe? Perdemos a noção da hora. rsrs Mas se já tiver feito check-out, estiver com tudo pronto pra ir direto pro aeroporto… pode dar certo. Não posso afirmar, pq imprevistos sempre acontencem e nunca estamos livres dos perrengues. Mas vc disse que iria deixar as malas no carro. Mas iria de carro pro parque? Ou seja, todas suas malas (e suas comprinhas suadas) no carro parado no estacionamento do parque? Tem que ver tb se vale a pena. Em Orlando, tem acontecido arrombamentos de carros. Não se recomenda nem deixar compras no carro. Dependendo de onde for o hotel, melhor deixar a bagagem no hotel, e passar depois só pra pegar. Muitos hotéis guardam as bagagens dos hóspedes mesmo depois do check-out. Alguns cobram alguma taxa pra isso, outro não. Eu já deixei bagagem no porta-malas de carro, mas não em Orlando. Mas é sempre um risco. Vai depender do riscoXbenefício. Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: