Resenha – À PRIMEIRA VISTA (Nicholas Sparks)

Resenha À primeira vista Nicholas Sparks

Nicholas Sparks

Título nacional: À Primeira Vista

Título original: At First Sight

Autor: Nicholas Sparks

Editora: Arqueiro

ISBN: 9788580410556

Categoria: Literatura Estrangeira/Romance

Ano de lançamento: 2012

Páginas: 256

Sinopse: Jeremy Marsh tinha três certezas: jamais se mudaria de Nova York, não se apaixonaria novamente e nunca teria filhos. Mas agora ele está prestes a se casar com Lexie Darnell e aguarda a chegada da primeira filha, enquanto conduz a reforma de sua nova casa na pequena cidade de Boone Creek, na Carolina do Norte. Em meio a tantas mudanças, Jeremy luta para reencontrar o equilíbrio pessoal e profissional ao lado da mulher que o fez mudar todos os seus planos. Quando tudo parece estar entrando nos eixos, Jeremy recebe um misterioso e-mail que dá início a uma série de acontecimentos que irão testar a força dessa paixão. Atormentado pela ideia de estar sendo traído, vivendo uma crise criativa que o impede de trabalhar e angustiado com a gestação complicada de Lexie, ele não poderia imaginar que o pior – e o melhor – ainda estavam por vir. “À primeira vista” captura toda a incerteza, a tensão e a angústia da vida desse jovem casal, mas também retrata o romantismo, o companheirismo, a descoberta, o amadurecimento que só o verdadeiro amor pode proporcionar. Fonte: Saraiva

“Entre o sofrimento e a alegria, a redenção. E a descoberta de que o que dá sentido à vida é o amor: só quem ama – e sofre – pode dizer que está de fato vivo.”

Li À Primeira Vista sem saber que era, na verdade, uma continuação de O Milagre. Entretanto, em nada atrapalhou a minha leitura o fato de não ter lido o livro anterior. Talvez apenas a questão de ter sentido falta das características físicas nas descrições dos personagens. A história anterior é pincelada durante a narrativa desse volume, permitindo que o leitor entenda e se situe bem no enredo.

Confesso que fiquei meio sem palavras quanto a esse livro. Não sei bem o que escrever porque vivi um misto de sentimentos e emoções ao longo dele. À Primeira Vista é uma história emocionante que descreve precisamente a rotina de um jovem casal, com suas dificuldades no início do casamento e em uma gestação. Inicialmente, não gostei muito, achei meio cansativo e sem grandes atrativos. Depois, fui entrando na história a ponto de entender que era um livro sobre nada e, ao mesmo tempo, sobre tudo. Confuso? É porque em grande parte do livro simplesmente não ocorre nada, é o cotidiano. Ou seja, é tudo o que ocorre normalmente em nossas vidas. Fica fácil sentir uma identificação com os personagens e suas vidas. Quem nunca viveu as dificuldades de um início de casamento? Quem nunca teve crises de ciúmes? De forma que o enredo do livro é tão real, tão palpável, tão verdadeiro. Não espere grandes acontecimentos, ou mistérios, ou suspenses, ou muita ação. A narrativa se passa pelo dia a dia deste casal, Jeremy e Lexie, e pelos problemas de seu relacionamento. Assim como pode ocorrer com qualquer outra pessoa da face da terra. O autor conseguiu captar muito bem os sentimentos e narrou fases da vida que são tão comuns. Tudo isso torna o livro gostoso de ler, singelo, simples, e ao mesmo tempo envolvente e inspirador. Nos vemos refletidos naqueles personagens, ou, no mínimo, eles poderiam ser nossos vizinhos, nossos parentes, nossos amigos.

Outro fato que gostei muito foi a possibilidade de entrar na cabeça de um homem. O narrativa é em terceira pessoa e, em grande parte, pela perspectiva de Jeremy. E o autor conseguiu colocar nas falas e nos pensamentos de Jeremy muito do comportamento do sexo masculino frente a diversas situações, como as mudanças de humor da mulher na gestação, ou o momento do parto, entre outras. Mergulhamos nas dúvidas, nas angústias, nos medos, nas incertezas de um jovem homem frente a tantas situações que ele está passando em sua vida com a mudança para uma nova cidade, o casamento, a filha por nascer. Isso me fez dar muitas gargalhadas em diversos momentos, imaginando o que meu marido estaria pensando nessas mesmas ocasiões. Em outros poucos momentos, a narrativa em terceira pessoa pega a perspectiva da Lexie, mas é muito superficial frente ao foco principal que é a visão de Jeremy.

Os personagens são cativantes. Jeremy é um doce, divertido, carinhoso, reflexivo e inteligente. Ele conquista facilmente o leitor. Lexie é uma mulher forte, que enfrentou muito sofrimento na vida e que agora vê a chance de ser feliz ao lado do homem que ama. Adorei a forma que foi desenrolando o relacionamento deles, como eles iam enfrentando as dificuldades e amadurecendo juntos, buscando sempre as melhores soluções baseadas no amor verdadeiro que sentiam um pelo outro. Doris, a avó que criou Lexie, é simplesmente incrível com suas lições de vida que nos prendem a atenção e até nos fazem pensar. Ela tem sempre uma frase sábia para falar ou um grande conselho a dar. É uma experiência de vida.

Como eu disse, não acontece muita coisa durante todo o livro, e sempre que ocorre algo é logo resolvido e a relação evolui com os aprendizados. E eu estava gostando do livro exatamente por isso, pois estava diferente do costume do Nicholas Sparks. Nada de grandes dramalhões. Infelizmente, ao final, eu lembrei o porquê que não sou grande fã dos livros do autor. Nem sempre os seus finais são os que eu gostaria de ler. Tudo bem que é a vida e que nem sempre temos o final feliz que tanto esperamos, mas mesmo assim, quando eu estou lendo, gosto de ter esse final feliz. Mas é Nicholas Sparks e sem drama… não era ele. O importante é que podemos tirar uma grande lição de superação e recomeço frente aquilo que não podemos controlar.

De forma geral, é um livro muito bom. A narrativa eloquente do autor está presente e, apesar de poucos diálogos e muito texto narrado, a leitura é fácil, rápida e envolvente. É um livro que entretém e que produz diversas emoções no leitor, arrancando desde boas gargalhadas até as mais descontroladas lágrimas.

“Meu amor é maior que a quantidade de peixes do oceano e vai mais longe que a distância daqui até a lua.”

 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
Outras resenhas aqui.
Anúncios
Categorias: Lendo | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: