Comprando a passagem aérea

Definido o período da viagem, chegou a hora de comprar a passagem aérea. Se já tenho o roteiro definido e as datas preestabelecidas sem muita flexibilidade, pode ficar mais difícil conseguir uma boa promoção. Nesse caso, é necessário pesquisar muito as diversas companhias aéreas que fazem o trecho Brasil-EUA e buscar um preço que atenda melhor a necessidade.

Escolhendo a Passagem Aérea

Se tenho apenas um mês de preferência, mas com flexibilidade, fico de olho nos lançamentos de promoções. Com um pouco de sorte, é possível pegar um preço maravilhoso no período desejado. Para isso, é preciso um pouco de paciência para sair fazendo todas as simulações possíveis em busca do preço ideal. E quando achar, não hesite, compre. Porque os melhores preços esgotam rapidamente. Acredite, palavra de quem perdeu a chance de ida e volta para Miami por 600,00 reais porque ficou pensando demais. 😉

COmprando a passagem aérea

Alguns sites como Melhores Destinos ou Viajando Barato pelo Mundo anunciam constantemente promoções nacionais e internacionais. Ou pode se cadastrar nos sites das próprias empresas aéreas para receber notificações de promoções. Já ouvi muito dizer que comprar passagens com antecedência garante melhores preços, entretanto tenho visto preços melhores nas ofertas de última hora.

Comprando a passagem aérea

Ainda há a possibilidade de tentar tirar o bilhete com programa de milhagens, mas não tenho muita experiência nesse sentido.

Sites como Decolar.com ou Submarino podem trazer alguns preços interessantes. Não custa pesquisar.

IMG_3743

Algumas empresas aéreas que encontramos voo direto do Brasil para EUA:

Delta: com sede em Atlanta, faz voo direto para Nova Iorque, Detroit e Atlanta, e para diversas outras cidades americanas com conexão em Atlanta.

United: com voo direto do Brasil para Nova Iorque, Chicago, Houston e Washington. Tem sede em Chicago.

American Airlines: com voo saindo de Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo para diversos destinos nos EUA, dentre os principais Miami, Orlando, Nova Iorque, Los Angeles, Las Vegas. Voo direto para Miami, Nova Iorque e Dallas.

US Airways: linha aérea do Arizona, possui sede em Charlotte, com voo direto partindo do Rio de Janeiro.

TAM: é possível encontrar voo direto de algumas cidades brasileiras para Miami, Orlando, Nova Iorque e Chicago.

Korean Air: empresa da Coreia do Sul, faz trecho direto de São Paulo para Los Angeles.

Comprando a passagem aérea

Outras companhias aéreas:

Copa Airlines: saindo de Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo com destino a Boston, Las Vegas, Los Angeles, Miami, Nova Iorque, Orlando. Os voos fazem conexão na Cidade do Panamá.

Gol: oferece voo para Miami e Orlando com parada em Santo Domingo.

Lan Linhas Aéreas: empresa chilena, tendo como principal hub a cidade de Santiago. Voos para Miami, Los Angeles, Nova Iorque, San Francisco. Muitos voos são operados pela TAM, sendo direto. Outros fazem conexão em Lima.

Aeroméxico: empresa mexicana, com sede na Cidade do México. Destinos: Los Angeles, Nova Iorque, Miami, Atlanta, Houston, Las Vegas, entre outros. Voos saindo de diferentes cidades como Rio de Janeiro, Brasília, Recife, vão primeiro para São Paulo. Conexão em Cidade do México.

Avianca: empresa colombiana, tem com destino Miami, Nova Iorque, Fort Lauderdale, Washington. Conexão em Bogotá.

TACA: Transportes Aéreos do Continente Americano, possui voos para Los Angeles, Miami, Nova Iorque, San Francisco. Dependendo do destino, pode ter mais de uma conexão em cidades como Lima, Bogotá, San Jose, San Salvador.

Comprando a passagem aérea

Voos internos nos EUA

É muito comum fazer um trecho doméstico nos EUA a fim de aproveitar a viagem para conhecer várias cidades americanas. No caso de voo interno, toda bagagem despachada é paga à parte (U$25 pela primeira bagagem despachada, U$35 pela segunda e U$150 por bagagem adicional, mas pode variar de uma empresa para outra). Apenas uma bagagem de mão é gratuita e dentro de limites de tamanho e peso (não maior que 56cm de altura, 36 cm de comprimento e 23 cm de largura).

Se comprar todos os trechos juntos na mesma companhia, internacional e doméstico, valem os limites de bagagem de voo internacional mesmo para o voo interno. Nós compramos na American Airlines a ida do Rio de Janeiro para Miami, fizemos um voo doméstico de Orlando para Nova Iorque, a volta de NY para o Rio. Como estavam todos no mesmo bilhete, não pagamos pelas 2 bagagens despachadas de até 32 Kg por pessoa em qualquer um dos trechos. Caso não seja possível comprar todos os trechos juntos, o ideal é deixar as compras para a última cidade do roteiro a fim de diminuir gastos com taxas de despacho das bagagens nos voos domésticos.

Comprando a Passagem aérea

Minha Experiência:

American Airlines: Saímos às 22:20h do Galeão, voo direto e pontual. Não tenho do que reclamar da AA, apesar de já ter ouvido alguns relatos negativos. A comida até que não era das piores, os comissários de bordo, com exceção de um, foram todos simpáticos e solícitos, e falavam português (na ida). Os aviões não eram dos mais novos e não havia telas individuais. Chegamos a Miami antes do horário previsto (que era 4:10h da manhã), pousando às 3:30h. Não foi a passagem mais barata que achei na época (seria a da Copa Airlines), mas preferi um voo direto, pois tive medo das conexões com as crianças já que seria a primeira viagem longa deles que, na época, tinham 3 anos. Eles estavam bem agitados antes do embarque, mas tão logo sentaram nos seus lugares, antes mesmo do avião decolar, já estavam dormindo e só acordaram perto de Miami. O voo como um todo foi muito tranquilo. A volta foi partindo de Nova Iorque, também num voo noturno direto para o Rio de Janeiro. Houve uma mudança de avião e acabamos voltando com telas individuais, mas o cansaço era tanto que dormi e nem aproveitei. Os meninos ainda chegaram a brincar com alguns dos joguinhos da tela, antes de dormirem.

Bagagem: 2 malas de 32 Kg por pessoa; 1 item pessoal; 1 bagagem de mão.

Voando American Airlines

Copa Airlines: Adorei a empresa, aviões novos, equipe simpática e voo tranquilo. Saímos de Recife num voo noturno para Los Angeles com conexão na Cidade do Panamá. Na primeira parte da viagem, o avião estava vazio e deu para deitar nas três poltronas. Não havia telas individuais. A comida não era boa, mas tragável. A parada no Panamá já é pela manhã e vale até como um boa esticada nas pernas. O aeroporto é enorme (dá de 10 a 0 nos nossos aeroportos) e tem vários Duty Free. Na segunda parte da viagem, peguei saída de emergência com mais espaço e não precisa pagar nada a mais, basta reservar com antecedência para que esteja disponível. Só é preciso cuidado com os acentos que não inclinam. Costumo olhar o site seatguru para ter uma ideia melhor antes de marcar os lugares. Nesse parte do voo, existem telas individuais com filmes em Português, o que é ótimo para a parte diurna da viagem. Chegamos a Los Angeles às 14:30h no horário local. Na volta, também saímos de Los Angeles para Recife. O ruim da volta foi que tinham telas individuais apenas no primeiro trecho, que foi noturno. Gostei mais de viajar pela Copa do que pela AA.

Bagagem: 2 malas de 32 Kg por pessoa; 1 item pessoal; 1 bagagem de mão.

Aeroporto Internacional Tocumen - Panamá

Aeroporto Internacional Tocumen – Panamá

Conexão no Panamá aeroporto

Conexão no Panamá

Depois que as passagens estão compradas, a ficha cai. VAMOS VIAJAR!!! E começa a contagem regressiva…

 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)
 
_____________________________________________________________________________________
Posts relacionados:
 
Solicitando o visto americano
 
Escolhendo o período da viagem
 
Passo a Passo no Google Maps
 
Viajando com crianças (parte 5): outras informações
 
Hospedagem (os hotéis em que já ficamos)
 
Anúncios
Categorias: EUA, Planejamentos, Viajando | Tags: , , , , , | 3 Comentários

Navegação de Posts

3 opiniões sobre “Comprando a passagem aérea

  1. Neide

    Valeu, Thyl. No Panamá tenho curiosidade em conhecer o Canal, e a parte antiga. Qd comprei a passagem para Chicago, não havia a opção pela Copa, comecei a pesquisar sobre a capital, mas logo em seguida deixei para um outro momento. Vejo que é uma boa opção qd for para Califórnia. E sobre o certificado internacional de vacinação, é um detalhe q pode fazer toda diferença. Estou atualizando as vancinas para viajar tranquila. Pelo visto o Panamá está no meu caminho rsrsrsrs. Bjos.

  2. Neide

    Thyl, no Panamá, vc acha que dá tempo de visitar a cidade, um city tour express? O aeroporto é distante de algumas atrações turísticas? E se der tempo, há lockers para deixarmos a bagagem de mão?
    Achei bastante útil a informação sobre o trecho doméstico com relação a bagagens. Bom saber para tentar comprar todos pela mesma cia aérea.

    • Thyl Guerra

      Neide, fazer um city tour pela Cidade do Panamá vai depender do tempo da conexão. Nós não fizemos pq tínhamos apenas umas 3 horas entre um voo e outro. Quem tem mais tempo, pode valer a pena sim, desde que não corra risco de perder o voo, né? O aeroporto não fica exatamente na Cidade do Panamá e sim a 24 Km de lá (Tocumen). Não é longe, mas tem que levar em consideração a possibilidade de pegar trânsito. Não vi lockers do aeroporto, mas também não estava procurando por eles. Sinceramente, acho que não tem. O aeroporto, apesar de grande e bem cuidado, é bem simples. Então, é melhor ter pouca bagagem de mão. Já a bagagem despachada, não tem com que se preocupar pq vai direto para o destino final. Quando desembarca, não precisa sair da área de embarque, e não passa por raio x nem imigração se não for sair do aeroporto. É só ficar passeando pelas lojas (MAC, Lacoste, Tommy, etc) ou Duty Free, que são vários, mas com os mesmos preços (melhores que dos Duty Free no Brasil, mas não com relação a Miami, por ex). Tem uma praça de alimentação simples e wi-fi gratuito. Assim, dá pra passar um tempo curto de conexão tranquilamente. Agora, quem decidi sair do aeroporto, tem que passar pela verificação de passaporte e na volta tb tem que contabilizar o tempo para embarque, imigração, fila de raio x e todo esse processo. Não precisa de visto para entrar no Panamá. PORÉM, se for sair do aeroporto, precisa da carteira internacional de imunização com a vacina de febre amarela em dia. Quem não sai do aeroporto, não precisa! Li a respeito de algumas empresas locais que organizam city tours saindo e voltando do aeroporto (Turista internacional e Panama tours), mas o que mais escuto falar é sobre alugar um “táxi” que fica a sua disposição durante o dia e dá mais liberdade quanto a tempo. No tripadvisor, tem alguns comentários sobre isso e indicações. O que mais costumam visitar: Eclusas de Miraflores no Centro de visitantes para ver o Canal; O centro histórico, o Casco Viejo; Causeway Amador; Cerro Ancon, uma colina que dá uma vista da cidade. Tem ainda os shoppings procurados por quem está atrás de compras. O mais próximo do aeroporto é o Metromall e umas vans fazem o transporte do aeroporto gratuito. Já no centro da cidade tem o Multiplaza Pacific Mall, mais sofisticado; ou o maior shopping da cidade, o Albrook Mall, que parece ser onde tem os melhores preços, mas não as marcas mais famosas. Bom, como te disse, não saí do aeroporto e tudo que sei foi de pesquisa da experiência dos outros, ok? Espero ter ajudado. QQ coisa, é só falar. E Que bom que foi útil a informação do trecho doméstico. Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: