Resenha – EM CHAMAS (Suzanne Collins)

Resenha Em Chamas Trilogia Jogos Vorazes

Trilogia Jogos Vorazes 2

Título: Em Chamas

Título Original: Catching Fire

Autor: Suzanne Collins

Editora: Rocco

Lançamento: 2011

Categoria: Literatura Estrangeira

ISBN: 9788579800641

Páginas: 416

Esta resenha pode conter spoilers do volume anterior (para ler a resenha, clique: JOGOS VORAZES)

Sinopse: Depois de ganhar os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Os jogos completam 75 anos, momento de se realizar o terceiro Massacre Quaternário, uma edição da luta na arena com regras ainda mais duras que acontece a cada 25 anos. Katniss e Peeta, então, se veem diante de situação totalmente inesperada e, dessa vez, além de lutar por suas próprias vidas, terão que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem. Fonte: Editora Rocco

“Katniss Everdeen, a garota em chamas, você acendeu uma fagulha que, se não for contida, pode crescer e se transformar num inferno que destruirá Panem”

Engatei a leitura de Em Chamas imediatamente após ter terminado Jogos Vorazes. Por isso que só gosto de começar a ler séries que já estão completamente terminadas e publicadas, já que ter que esperar meses sem fim para dar continuidade a uma boa história é torturante. Logo no princípio do livro, cheguei a pensar que seria mais uma daquelas maldições do segundo livro de trilogias, que acabam não correspondendo às expectativas. O enredo estava um pouco arrastado, lento, sem as características eletrizantes do primeiro livro. A velha história clichê começou a dominar as páginas, da confusão sentimental do “amo esse”, “amo aquele”, não sei quem amo afinal. E o fato de Gale entrar mais nessa parte da história, fortalece o triângulo amoroso. Mas não demorou muito para perceber que a autora não ia ficar nessa ladainha por muito tempo. E eis que ela nos pega de surpresa e joga uma bomba que muda o rumo da história com o Septuagésimo Quinto Jogos Vorazes.

Uma coisa eu aviso, quem tem algo de importante para fazer no momento, não comece a ler Em Chamas. A partir da metade do livro, é impossível parar antes da última frase. Suzanne Collins nos presenteia com sua escrita, nos envolve em seu enredo, nos surpreende a cada página. Todas as características do livro anterior estão presentes, a incrível descrição dos ambientes, a narrativa eloquente, o ritmo contagiante, os personagens cativantes. Katniss começa meio lenta, meio como a menina de 16 anos que é, perdida em seus sentimentos e medos. Mas tão logo tem que enfrentar a realidade que a aguarda novamente, não vacila. Claro que ela passou por muita coisa durante os jogos e sofre as consequências disso, tem pesadelos ao dormir, tem inseguranças e temores como qualquer um naquela situação. Só que seus pensamentos são coerentes, suas reflexões são plausíveis e as suas conclusões são compreensíveis. Aqui consegui entender porque Katniss se tornou uma das minhas protagonistas preferidas, ela é extremamente racional e mantém suas emoções para si, mas isso não significa que ela não seja humana e que não tenha seus momentos de incertezas e de sofrimentos. E esses instantes ficam mais evidentes na primeira parte de Em Chamas. Além disso, ela tem que enfrentar as consequências de seus atos nos Jogos Vorazes, que causaram comoções por toda Panem e que a tornaram um símbolo da revolução, colocando agora não só a sua vida em risco, como a de todos a quem ela ama.

Já Peeta… Bom, devo dizer que aqui ele conseguiu me conquistar de vez. Ele é um doce de menino, sempre pronto para estar ao lado de Katniss da forma que for. Ele quer protegê-la, ajudá-la, confortá-la. Ele não a pressiona para corresponder aos seus sentimentos e dá o espaço que ela precisa. É o namorado dos sonhos de qualquer menina. Mas é compreensível a insegurança de Katniss quanto a qualquer envolvimento frente à terrível realidade em que seu povo é forçado a viver. A fome, a miséria, a dominação da Capital… e os Jogos Vorazes. E ela ainda tem Gale em seus pensamentos. Gale ganha mais espaço na primeira metade desse livro e se mostra um grande amigo, e foi só assim que consegui vê-lo, como o melhor amigo. Haymitch muda minha ideia sobre ele que, com seu humor, faz com que goste mais do personagem e reconheça sua inteligência, sagacidade e o quanto ele faz diferença no enredo. Em Chamas traz também personagens novos, como os novos tributos, dentre os quais destaco Finnick, que é tão carismático que já ganha o leitor na primeira aparição, roubando boas risadas com seu jeito sedutor. Mas depois ele surpreende, mostrando que não era apenas sua beleza que importava, mas que era corajoso e leal, e é uma peça chave no Massacre Quaternário.

A arena traz ainda mais surpresas e dramas, e, claro, ainda muita violência e sangue. O final não foi previsível, pelo menos para mim, e aguça a curiosidade em continuar imediatamente a leitura da trilogia com o livro A Esperança. Na minha opinião, o livro foi muito bom até a primeira metade e ótimo a partir da segunda, e continua sendo uma leitura super recomendada.

” – Porque você não vai dormir um pouco? – diz ele. Porque eu não sei como lidar com os pesadelos. Não sem você, penso.”

“As fagulhas se acendem, as chamas se espalham e a Capital quer vingança.”

 
 
(Nos acompanhem também noFacebook      Twitter      Instagram)

 

Anúncios
Categorias: Lendo | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: