Resenha – A CULPA É DAS ESTRELAS (John Green)

Resenha A Culpa é das Estrelas de John Green

A culpa é das estrelas – John Green

Título: A culpa é das estrelas

Título Original: The fault in our stars

Autor: John Green

Editora: Intrínseca

ISBN: 9788580572261

Categoria: Literatura Estrangeira/ Romance, Drama

Ano de Lançamento: 2012

Páginas: 288

Sinopse: A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer – a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar. Fonte: Intrínseca

“Tentei me convencer de que poderia ser pior, que o mundo não era uma fábrica de realização de desejos, que eu estava vivendo com câncer e não morrendo por causa dele, que eu não deveria deixar que ele me matasse antes da hora…”

O que falar deste livro? O que não falar dele? Ele é simplesmente maravilhoso a ponto de ser até difícil colocar em palavras. A forma como consegue tocar o leitor e modificá-lo. Ao mesmo tempo em que é sutil e doce, é brusco e realista. É tão profundo. E também tão doloroso! Sim, doloroso. Porque a vida é assim. O sofrimento faz parte e leva as pessoas a crescerem ou se conhecerem. Porque como diz um personagem do livro “A tristeza não nos muda. Ela nos revela”. E assim como o outro incrível autor Markus Zusak diz na capa do livro, em A culpa é das estrelas “você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais”.

John Green é um autor brilhante. Ele soube dosar perfeitamente o humor, o romance e o drama. Sua escrita envolve e cativa de uma maneira única. A leitura flui de tal forma que apenas as lágrimas ou as risadas são capazes de interromper o ritmo. A culpa é das estrelas é narrado em primeira pessoa pela perspectiva de Hazel Grace, uma menina de 16 anos que sofre de câncer. Sim, é um livro com pessoas doentes e, a essa altura, muita gente já deve ter virado a cara e dito odeio esse tipo de livro. Mas não se enganem, ou tirem conclusões precipitadas. Esse não é um livro “de câncer” ou “sobre câncer”, é um livro em que o câncer é um efeito colateral. Ele não é apelativo, não é sensacionalista, não tem como objetivo fazer o leitor ter pena dos pobres sofredores personagens doentes. Ele é um livro sobre a vida. E a morte. Basicamente isso. Não tem como não ter o coração profundamente tocado. E sabe o mais estranho? Não é de uma forma que se sinta mal, mas que se emocione e enxergue as coisas à sua volta de outra forma. Ele não traz negativismo para vida e sim uma forma de valorizá-la ainda mais. É um livro otimista apesar da temática, desde que se tenha consciência de que a ênfase não é na esperança, mas na felicidade em sua forma mais plena, não focando no amanhã, e sim no hoje. Dessa forma, a história desperta as mais diversas emoções no leitor. Rouba muitos sorrisos; ou mesmo te surpreende em meio a gargalhadas; faz refletir, ponderar e se apaixonar; faz amar a vida, seja ela como for, esteja você como estiver; e traz lágrimas aos olhos como se fosse uma criança perdida em soluços.

Os personagens são tão reais, carismáticos e palpáveis, que eu praticamente os sentia ao meu lado enquanto estava lendo. É impossível não se envolver emocionalmente com eles. A forma de enfrentarem as suas dificuldades é inspiradora. Hazel traz palavras que te fazem pensar em como nunca viu as coisas por aquele lado. Ela é inteligente, irônica na medida certa e enfrenta a doença de uma forma diferente. Ela fez com que eu refletisse sobre atitudes profissionais que não tive consciência. Ela fez repensar minha própria vida. E Gus… Ah, Augustus é incrível. Se eu fosse adolescente, me apaixonaria por ele. Tá, estou apaixonada por ele de qualquer forma. Não tem como não ficar. Ele é engraçado, sagaz, espirituoso, gentil, romântico… E o amor dele e da Hazel é lindo. Não é nada arrebatador ou sexy, mas é puro e singelo. Faz com que acreditemos no amor verdadeiro, que não espera nada em troca, que faz feliz pelo simples fato de ter aquela pessoa ao seu lado pela “eternidade que for dentro de dias numerados”. O final não é previsível e surpreende, deixando uma grande lição.

Eu recomendo muito A culpa é das estrelas. Um romance inspirador, uma lição de vida, uma emoção verdadeira, uma forma de ver a tristeza com certa beleza. Como profissional de saúde, como mãe, como ser humano, meu coração foi tocado para o meu sempre (não que eu vá viver para sempre). Afinal, “alguns infinitos são maiores que outros”. O.K? O.K.

Os direitos para adaptação cinematográfica de A culpa é das estrelas foram comprados pela 20th Century Fox e o filme está em fase de produção. Hazel Grace será interpretada pela atriz Shailene Woodley, que ganhou o Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante por sua atuação em Os Descendentes. O ator Ansel Elgort foi recentemente escolhido para interpretar Augustus Waters.

“…não importa quão forte seja o impulso, não importa o quão alto se chegue, não será possível dar uma volta completa.”

 
Facebook      Twitter      Instagram
 

_________________________________________________________________

Posts relacionados:

Resenha – À PRIMEIRA VISTA (Nicholas Sparks)

Resenha – BELO DESASTRE (Jamie McGuire)

Resenha – COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ (Jojo Moyes) 

Outras resenhas

Anúncios
Categorias: Lendo | Tags: , , , , , | 1 Comentário

Navegação de Posts

Uma opinião sobre “Resenha – A CULPA É DAS ESTRELAS (John Green)

  1. Ótimo post referente a um excelente livro. Vale a leitura!! Li em pouquíssimos dias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: